Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Inovações nos Tratamentos de Doenças Cardíacas

22 de julho de 2017
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , ,

O Japão tem avançado muito em certos setores da medicina e um artigo publicado no Yomiuri Shimbun noticia que células tronco conhecidas como iPS estão sendo utilizadas experimentalmente no tratamento de doenças cardíacas, esperando-se que no próximo ano entre em uso regular.

clip_image002

Esquema do tratamento cardíaco usando célula tronco, publicado no Yomiuri Shimbun

Leia o restante desse texto »


Diretrizes das Prioridades Japonesas para o Futuro

4 de maio de 2017
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

Todos os países deveriam escolher as prioridades para o futuro como está fazendo o governo Shinzo Abe no Japão.

clip_image002

Prioridades do governo Shinzo Abe publicado no Yomiuri Shimbun

Leia o restante desse texto »


Uma Lição Que Vem da Culinária Japonesa

8 de maio de 2015
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais e Notícias | Tags: , , , | 4 Comentários »

clip_image002Existem lições de comportamento que valem quase universalmente. No Brasil, há um ditado que diz que “cautela e caldo de galinha não faz mal a ninguém”. No Japão, sempre que uma pessoa não se está sentindo bem, costuma tomar um caldo com base no arroz, que pode ter alguns ingredientes adicionais, que se chama “ochazuke”.

Uma ilustração publicada no Yomiuri Shimbun do chamado Tai-meshi, uma espécie de “ochazuke”

Leia o restante desse texto »


Um Japonês Contribuindo Para o Verde de Curitiba

2 de junho de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias | Tags: , , ,

Todos sabem que Curitiba é uma das cidades brasileiras que não chega a ser uma exagerada metrópole e tem sido pioneira na introdução de tecnologias que permitem a preservação da qualidade de vida de sua população, que é um destaque no Brasil e até conhecido no exterior. Além de ser privilegiada por uma importante contribuição de imigrantes europeus de diversos países de elevado nível cultural, que procurou se beneficiar do seu clima ameno de grande altitude, contou com dirigentes de diversas origens que tiveram seus planos apoiados pela população, de elevado nível cultural. Entre eles se destacam nomes como Jaime Lerner e Cassio Taniguchi, que conseguiram manter a cidade com um mínimo de racionalidade, preservando suas qualidades. O jornal japonês Yomiuri Shimbun informa que Hitoshi Nakamura, hoje de 69 anos, estudou a arquitetura de paisagem na Faculdade de Agricultura da Universidade da Prefeitura de Osaka, e após a sua pós-graduação mudou para o Brasil, começando a trabalhar em Curitiba.

É dele o plano do estabelecimento de uma rede de ônibus na forma de uma teia de aranha, que liga as avenidas radiais com linhas de ligação e paradas dos veículos, que também servem como centros para coleta de lixo reciclável, onde é trocado por plantas. Ele afirma que se inspirou no sistema da JR Yamanote Line no Japão e teve a oportunidade de aplicá-lo quando foi diretor do departamento de meio ambiente daquela cidade. A sua biografia foi escrita por um especialista japonês no planejamento de cidades, referindo-se a Curitiba como um caso de uma cidade avançada ambientalmente, que foi publicada em março último, proporcionando-lhe uma premiação no Japão.

hitoshicuritiba01

Hitoshi Nakamura  na cidade de Curitiba, que é considerada avançada ambientalmente

Leia o restante desse texto »


Tendências das Patentes na China, Estados Unidos e Japão

14 de maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias | Tags: , , ,

Um artigo publicado pelo Yomiuri Shimbun informa sobre a atual tendência das patentes depositadas, mostrando que o Japão, que tinha uma cifra superior aos Estados Unidos e a China em 2005, foi superado pelos norte-americanos em 2006 e pelos chineses em 2011, sendo que a China atualmente consegue 2,5 vezes mais que o Japão. Isto preocupa muitos analistas japoneses que veem o fenômeno com uma diminuição das suas inovações tecnológicas, que pode comprometer a qualidade dos seus produtos. Na realidade, a tendência neste período é de redução das patentes japonesas e um crescimento substancial das chinesas.

clip_image002

The Yomiuri Shimbun

Shigeo Takakura, ex-examinador do Japão do Escritório de Patentes e atual professor da Escola de Pós-Graduação de Direito da Universidade de Meiji, informa que mesmo que as patentes sejam concedidas, muitas vezes os tribunais as invalidam. Mesmo assim, estas estatísticas são alarmantes, diante da tendência clara de redução das japonesas, enquanto as norte-americanas continuam crescendo, e as chinesas estão explodindo.

Nos outros países, estas estatísticas não são tão expressivas. No mundo emergente, inclusive o Brasil, não se consegue acompanhar o que vem acontecendo no mundo desenvolvido, e bem menos o que acontece na China.


Mudança Expressiva na Gestão da Agricultura Japonesa

1 de maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias | Tags: , ,

Se existiu uma estruturação eficiente para a gestão da agricultura que funcionou por muitas décadas com grande eficiência, ela se deve à forma de organização do sistema cooperativista do Japão. A partir de um sistema de cooperativas locais, chegava-se a uma agregação provincial (que chamam de prefeituras), que acabava numa cúpula nacional muito poderosa chamada Zen-No, que seria a cabeça de toda a agricultura organizada. Paralelamente, havia um sistema financeiro chamado Norinchukin (banco central da agricultura) que chegou a ser o mais importante banco no mundo. Decorria da elevada poupança do setor rural japonês, possibilitado pela exagerada proteção da produção agrícola, notadamente do arroz, considerado básico para a independência alimentar daquele arquipélago. É evidente que com o tempo haveria necessidade de reformas, como em todo o mundo, para o setor rural sempre protegido como na França onde é considerado parte do estilo de vida de sua população, ou nos Estados Unidos que considera a segurança alimentar como um dos esteios de um país realmente independente.

clip_image002

Ilustração publicada no Yomiuri Shimbun

Leia o restante desse texto »


Tendência de Fortalecimento da Aliança Japão e Austrália

5 de abril de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias, Política | Tags: , ,

Com os problemas de segurança que estão ocorrendo principalmente nos arredores da China, e a necessidade de fortalecimento da participação dos aliados dos Estados Unidos nos esforços para a estabilidade da região, nada mais natural que a Austrália e o Japão aumentassem seus entendimentos. O importante jornal Yomiuri Shimbun noticia que os dois países estabelecem entendimentos para fortalecer a sua cooperação, inclusive no desenvolvimento do conjunto de equipamentos de defesa, na reunião que estão realizando em Tóquio. O Japão está obtendo a autorização legislativa para aumentar sua exportação deste tipo de produtos.

O entendimento envolve também os Estados Unidos que continuam contando com as melhores condições para tanto, mas necessitam contar com o apoio dos seus aliados, para aliviar suas necessidades de recursos orçamentários. As intervenções desastrosas que ocorreram nas últimas décadas exauriram tanto os recursos financeiros que a disposição de sua população veio se alterando substancialmente, não se contando mais com a possibilidade de sacrifícios de vidas, mesmo de remunerados.

shinzo

Primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe e o premiê da Austrália Tony Abbott

Dos países da região do Pacífico aliados dos Estados Unidos, que procuram estabelecer uma barreira para a expansão do poder militar da China, o Japão e a Austrália são os que contam com os melhores recursos. A Austrália é uma tradicional aliada, e o Japão não contava com espaço constitucional para uma participação mais ativa, o que está sendo tentado pelo atual governo, mesmo com restrições de alguns dos seus vizinhos que temem a repetição do que aconteceu na Segunda Guerra Mundial.

Hoje, a realidade é a pretensão da China em ampliar as seguranças de suas rotas de abastecimento, aumentando o seu poder militar que também encontra limites nas suas disponibilidades de recursos.


Resquícios da Cultura Portuguesa em Amakusa

2 de janeiro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , ,

No popular jornal japonês Yomiuri Shimbun, o jornalista Shigeru Ueda relata a sua experiência em Amakusa, uma ilha da província de Kumamoto que preserva importante marcos que os portugueses levaram para o Japão no século XVI. Ele estava atrás de notícias relativas à presença de cristãos na ilha, mesmo quando eles foram perseguidos no final daquele século, mas foi surpreendido por outras informações sobre suas influências em outros importantes aspectos culturais locais.

Ele foi informado sobre uma edição das “Fábulas de Esopo”, impresso pelas técnicas desenvolvidas por Gutenberg naquela ilha, como relatado por Kenichi Miyashita, curador do Collegio Amakusa Center, que exibe documentos levados pelos portugueses para o Japão. O jornalista esperava informações sobre as presenças dos portugueses, mas nunca que Esopo tivesse chegado àquela ilha com seus ensinamentos.

514px-OeCatholicChurch449px-SakitsuCatholicChurch

Igreja católica de Oe e igreja católica de Sakitsu, em Amakusa, Kumamoto

Leia o restante desse texto »