Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Preocupante Comportamento do Setor Financeiro Mundial

17 de outubro de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias | Tags: , , , ,

Um interessante artigo de Gillian Tett publicado no prestigioso Financial Times de Londres, informa sobre o alarmante risco do sistema financeiro internacional provocar uma nova paralisação do mercado, apesar da excessiva liquidez existente no mundo. Seria algo tão terrível como o que aconteceu em 2008. Segundo Guy Debelle, um importante alto executivo do Banco Central australiano, pode agravar a volatilidade que está se observado no mercado financeiro mundial. Quatro razões importantes estariam contribuindo para esta possibilidade. O primeiro seria a paralisia do fornecimento dos créditos diante da possibilidade de elevação dos juros nos Estados Unidos, onde um levantamento efetuado pela Bloomberg com analistas do setor financeiro chegou a um incrível consenso de que isto ocorreria, ainda que o FED norte-americano esteja procurando uma atitude cautelosa com relação ao assunto.

ft

O segundo seria um ajustamento da oferta e da procura que estaria sendo efetuada pelos operadores do mercado, principalmente dos fundos de riscos, pela utilização dos mesmos indicadores do chamado benchmarket, como observado pelo BIS – Banco Internacional de Compensações. O terceiro seria a generalização das operações efetuadas pelos computadores no mercado, sem que os verdadeiros banqueiros tenham muita interferência nas volumosas operações que ocorrem diariamente no mercado. Mas o terceiro e mais importante comportamento seria uma ação orquestrada visando a resistência do mercado financeiro mundial às regulamentações restritivas dos fluxos financeiros internacionais. Ainda que as autoridades monetárias concordem com a necessidade de alguns controles, os que usufruíram elevados ganhos com a liberdade que contavam antes de 2008 entendem que as ações reguladoras ou intervenções das autoridades aumentariam os riscos do mercado.

logo_bis

Evidentemente, todos sabem o que poderia ser interessante para os empresários que vivem da produção e de sua comercialização nem sempre são os que interessam ao setor financeiro, que vem abusando de suas especulações e ganhos com as liberdades dos fluxos financeiros, que ocorrem num volume absurdo.

Não se pode desprezar este alerta, pois todos sabem que os interesses do setor financeiro têm prevalecido no mundo nos últimos anos.


Japão Interfere no Seu Câmbio

15 de setembro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , ,

Dada a extrema valorização do yen japonês que está afetando as exportações japonesas, ao mesmo tempo em que aumenta as suas importações, depois de muito tempo, forçou as autoridades do Japão a entrarem no mercado. Isto ocorre para tentar compensar a extrema desvalorização do yuan chinês como do dólar norte-americano. Informam que foram adquiridos, somente num dia, mais de US$ 13 bilhões, e ainda assim a cotação que estava em torno de 82 yens passou para 85 por dólar, diante da expectativa que tal política tenha continuidade.

A pergunta que se faz é se as autoridades brasileiras não poderiam fazer algo semelhante. Muitos aguardavam que o real brasileiro terminaria o ano em torno de 1,80 e 1,90, mas está em torno de 1,70 podendo chegar a 1,60 por dólar norte-americano. As autoridades brasileiras vêm adquirindo dívidas estrangeiras num volume incapaz de alterar as tendências atuais do câmbio, apesar de estarem preocupadas com a competitividade internacional das empresas brasileiras.

dinheiro

Leia o restante desse texto »


Trens Asiáticos ou Mundiais

14 de julho de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Trem Rápido | Tags: , , , , , ,

Quem observar os noticiários asiáticos sobre negócios de trens acaba ficando confuso. Tem para todos os gostos, desde a visita da presidente argentina à China e os acordos firmados, como entendimentos de empresas japonesas, coreanas, com tecnologias europeias, para atender mercados até norte-americanos. No meio de tudo isto, o anúncio da concorrência no Brasil para ser julgado ainda este ano.

O que se pode sentir é que o setor ferroviário se globalizou com empresas, tecnologias, financiamentos, mão de obra, componentes e tudo que envolve grandes obras de logística. Devem ser consórcios que montam verdadeiros quebra-cabeças, com contribuições das mais variadas, nem permitindo saber quem é concorrente de quem.

Se os custos mais baixos, as tradições de operação por prazos mais longos, tudo é incluído no currículo dos componentes de um grande consórcio, vai acabar ficando difícil discriminar o que é de quem. Como está se tratando de projetos que devem operar por muitas décadas, envolvendo riscos econômicos e humanos, parece ser mais conveniente julgar tudo com muito cuidado.

Não se trata somente do Brasil ou de um determinado país, mas acaba se tornando um grande negócio internacional onde a segurança deve ter o devido peso. As lições das dificuldades do Golfo do México devem servir para os mais variados projetos, onde as responsabilidades pelos riscos devem ser desafios para os melhores contratos, com foros claros que não podem ser definidos somente do ponto de vista político.

Que todos nós sejamos sensatos para antecipar, no que forem possíveis, os problemas que vamos enfrentar no futuro, que pode ser distante. Não deve ser um problema simples para qualquer autoridade, pois necessita de um equilíbrio entre a autonomia nacional e os interesses supranacionais.


Coreia do Sul dá Prioridade ao FTA Com a China

20 de Abril de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Integração | Tags: , ,

YONHAP NO-314 SHIK (AFP)

O jornal econômico coreano MK Business News anunciou que o presidente Lee Myung-bak colocou o FTA – Free Trade Agreement da Coreia do Sul com a China como a mais prioritária, ainda que os entendimentos com o Japão e os Estados Unidos estejam em andamento.

O presidente determinou ao seu Gabinete que a Coreia deve se concentrar no avanço deste entendimento com a China, ainda que existam alguns problemas relacionados aos produtos agrícolas.

Leia o restante desse texto »


Bolha Imobiliária na China

18 de Março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , , ,

Entre os muitos problemas enfrentados pelo crescimento rápido da economia chinesa, muitos estudos apontam uma possível “bolha” que estaria ocorrendo no setor imobiliário daquela economia. Os mais pessimistas apontam a possibilidade de ela ser mais grave que a norte-americana, geradora da recente crise mundial.

Estudos como os publicados no Nikkei pelo professor Takatoshi Ito, da Universidade de Tokyo, com o título “China’s Property Bubble is Worst than it Looks”, mostram o quanto é difícil elaborar um indicador razoável dos preços dos imóveis, com base em algumas experiências como a japonesa e a norte-americana.

Leia o restante desse texto »


Japão se Tornou o Terceiro País em Energia Solar

10 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , , ,

O prestigioso site Nikkei.com anunciou hoje que o Japão se tornou o terceiro país na produção de energia solar em 2009, seguindo a Alemanha e os Estados Unidos.

O governo vem concedendo incentivos para as suas produções domésticas para atender as residências, o que reduz os custos iniciais, fazendo com que os investimentos sejam pagos em 10 anos, com os benefícios obtidos.

Leia o restante desse texto »


KDD Adquire Operadoras de Celular nos Estados Unidos

9 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Empresas | Tags: , , , ,

O Nikkei Net do maior jornal econômico do mundo anuncia que a KDD, antiga empresa estatal japonesa que operava o sistema de comunicação à longa distância, acaba de adquirir duas operadoras de celulares nos Estados Unidos.

Estas operadoras que não possuem um sistema próprio são dirigidas ao mercado dos imigrantes, entre eles muitos latinos do Sul dos Estados Unidos, que aparenta ser um nicho do mercado que vem apresentando um crescimento respeitável.


A China Está se Atritando Com os Estados Unidos

3 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , , | 2 Comentários »

Os jornais do mundo todo estão registrando os aumentos dos atritos de dois importantes países que estão umbilicalmente ligados um ao outro. São importantes no intercâmbio comercial bilateral e a China é o principal financiador da dívida externa norte-americana.

Os assuntos relacionados ao fornecimento de armas norte-americanas para Taiwan, que é considerada pela China uma província dela é um dos motivos. O outro é Barack Obama receber o Dalai Lama, o líder espiritual do budismo tibetiano.

Leia o restante desse texto »


Sinais do Tempo

14 de Janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: , , , , ,

Em que pese o fracasso da reunião de Copenhague ao tentar um compromisso global, com metas definidas para evitar o aquecimento que está ocorrendo no mundo, constata-se evidentes sinais que esforços estão sendo feitos em todos os países relevantes na matéria. Tanto na China e Estados Unidos, mundo desenvolvido, quanto nos emergentes. A consciência global está constatando que algo precisa ser feito de concreto para evitar um desastre total, no que está sendo ajudada pela mídia, e muitos entendem que as atuais irregularidades climáticas podem estar vinculadas com este aquecimento.
Leia o restante desse texto »