Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

O Custo do Tratamento de Câncer

30 de maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, Saúde | Tags: , , ,

Um excelente artigo publicado por Robert Langreth no site da Bloomberg, aproveitando o congresso em Chicago da American Society of Clinical Oncology, informa sobre os custos do tratamento do câncer que estão se elevando com os novos medicamentos desenvolvidos que já estão no mercado. O que o Dr. Yousuf Zafar do Duke Cancer Institute descobriu com seus clientes é que muitos estão falindo diante dos preços pagos, principalmente pelos medicamentos, pois as seguradoras estão exigindo que parte destes custos seja arcada pelos pacientes. Ele constatou que existem medicamentos alternativos que são fornecidos por entidades governamentais, tendo mudado a prescrição.

Os detalhes sobre estes medicamentos podem ser fornecidos pelos médicos especialistas em câncer, pois muitos dependem dos diversos tipos destas moléstias. O que parece possível de ser discutido do ponto de vista econômico e prático é que parte das pesquisas destes novos medicamentos deveria contar com o suporte dos governos, e não serem patentes de laboratórios privados que visam somente seus lucros. No Brasil, também já existem medicamentos que são fornecidos para alguns pacientes, mas os orçamentos acabam sendo sempre limitados. Mas as autoridades podem saber quais são mais acessíveis com preços convenientes, quando feitos em grandes volumes. Outra linha óbvia seriam as recomendações de medidas preventivas que nem sempre merecem as atenções das autoridades para serem divulgadas junto à população.

210_ZafarYousuf2013ASCO_logo

Dr. Yousef Zafar

Leia o restante desse texto »


Variedades de Tomates Produzidos no Brasil

29 de janeiro de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , , | 2 Comentários »

Quem frequenta um grande mercado como o Ceagesp de São Paulo fica impressionado com a velocidade com que novas variedades de produtos estão sendo oferecidos aos consumidores, tanto de verduras, frutas, flores como de cebolas e tomates. Sempre existem novidades que não são conhecidas até pelos frequentadores habituais. Muitos produtores agrícolas estão se empenhando nestas inovações, com alguns apoios de instituições de pesquisa como a Embrapa, mas principalmente com os fornecedores internacionais de sementes.

A jornalista Janice Kiss publicou um artigo no Valor Econômico dando conta que uma variedade de tomate conhecida como Intense ganha à preferência dos consumidores, enquadrada na classe gourmet onde predominam as pequenas do tamanho de uma uva, apesar do seu tamanho normal, que estão ampliando suas presenças nas lojas de varejo. Conta com o trabalho de agricultores como Edson Trebeschi que utiliza, para tanto, um vinil house, para ter um total controle das condições climáticas, inclusive da quantidade de água. Ele foi conhecer este novo produto na Alemanha, que já está sendo comercializada na Europa, Estados Unidos e Austrália.

tipos_de_tomate

O tomate e algumas de suas variedades

Leia o restante desse texto »


Intercâmbio Acadêmico da FGV com a Tsinghua

25 de abril de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , , , | 2 Comentários »

Um artigo publicado por Letícia Arcoverde no Valor Econômico informa que a Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas assinou um acordo de cooperação com a Escola de Economia e Administração da prestigiosa Universidade chinesa de Tsinghua por onde passaram os mais importantes dirigentes recentes da China. Já havia um intercâmbio de alguns estudantes e agora a diretora da EAESP, professora Maria Tereza Leme Fleury, que esteve com o diretor Chen Guoqing da escola chinesa, diz que haverá pesquisas acadêmicas conjuntas, como maior intercâmbio de professores, dentro de um acordo firmado pelas duas instituições.

Os intercâmbios dos alunos costumam ser temporários, mas os aprofundamentos das relações entre professores e pesquisadores devem deixar resíduos permanentes. No ano passado, a escola chinesa abriu um centro de pesquisa sobre a América Latina que estuda assuntos legais, econômicos, culturais e os relacionados com as inovações na região.

imagesCAGLYGKAGuoqing

Maria Tereza Leme Fleury e Chen Guoqing

Leia o restante desse texto »


Importância das Pesquisas e Tecnologias no Brasil

4 de abril de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , ,

As tradicionais empresas multinacionais também estão se voltando às pesquisas necessárias no Brasil, pois parecem convencidas que os desafios da economia brasileira exigem tecnologias de ponta para assegurarem seus fornecimentos. Dois casos noticiados hoje pelo Valor Econômico mostram casos concretos em que esta orientação está sendo adotada. A filial da Boeing no Brasil, comandada por Donna Hrinak, ex-embaixadora dos Estados Unidos no país, anuncia a montagem de um centro de pesquisas com vistas ao desenvolvimento de biocombustíveis. A FMC Technology, fornecedora de soluções de tecnologia para a indústria de petróleo, anuncia um acordo de US$ 1,5 bilhão com a Petrobras para o fornecimento inicial de 78 equipamentos (valor de US$ 900 milhões), as chamadas árvores de natal submarinas que serão utilizadas no pré-sal, submetidas às maiores profundidades e pressões.

As necessidades brasileiras estão se tornando mais complexas, e a Boeing estima que a demanda do Brasil de aeronaves nos próximos 20 anos devem chegar a US$ 100 bilhões. Mas, no estágio inicial das pesquisas, os montantes investidos são modestos, devendo girar em torno de US$ 4 a 5 milhões. Além do biocombustível, as pesquisas devem ser voltadas ao controle do tráfego e desenvolvimento de novos materiais para a aviação. Além da Embraer, deverá se manter entendimentos com a FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

imagesCA3924PTferreira

Donna Hrinak, da Boing no Brasil, e José Mauro Ferreira, diretor comercial da FMC Technology no Brasil

Leia o restante desse texto »


Nippon Oil Pesquisa Biocombustível

8 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , ,

Há um esforço mundial para a produção de biocombustíveis com custos competitivos. O respeitável jornal econômico japonês Nikkei noticia que a Nippon Oil, que possui a maior rede de refinarias e distribuição de derivados de petróleo do Japão, iniciou pesquisas neste sentido. Junto com seus parceiros Hitachi Plant Technology e a Euglena, as pesquisas objetivam conseguir uma produção maciça de biocombustível nos próximos cinco anos.

Eles utilizarão a euglena, um organismo verde unicelular, que se desenvolve facilmente nos lagos e nas represas. Produz um óleo cujo custo está estimado em 70 yens por litro, o que o torna competitivo com o etanol produzido da cana de açúcar, do milho e outros produtos.

Este biocombustível já vem sendo testado pela JAL em aviões, e visam também suprir a demanda dos ônibus. Seria uma importante alternativa para o Japão, que não conta com áreas para a produção de cana de açúcar, cereais ou outras matérias-primas para o etanol, que necessita ser importado.

Este biocombustível contribuirá para o programa japonês de produção de energia não poluente a custos competitivos. Isto, evidentemente, exigirá esforços adicionais para as pesquisas, visando maior eficiência na produção do etanol.


Técnicas de Captação da Energia Solar

23 de fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , ,

amperimetro O respeitável jornal Nikkei fez uma reportagem mostrando que empresas e universidades continuam pesquisando para encontrar formas mais eficientes e baratas para a captação da energia solar.

Com apoio do Ministério do Meio Ambiente do Japão, já existem protótipos como de tecidos em camada, finos com fios flexíveis, que empresas privadas desenvolveram em conjunto com a Universidade de Kanazawa e cinco outras.

Leia o restante desse texto »


Varejo Japonês Aumenta o E-Commerce

17 de fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Empresas | Tags: , ,

O conceituado jornal Nikkei anuncia que a Nomura Research Institute concluiu que até o ano fiscal de 2014 o e-commerce do varejo japonês irá crescer 80% com relação a 2009.

Grandes cadeias como a Jusco esperam crescimentos de dois dígitos em 120 de suas lojas que ingressarão na venda pela internet com entrega das mercadorias em domicílio. No seu “Net Super” esperam dobrar as vendas.

Leia o restante desse texto »


Intensificam-se os Debates com a China

29 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , , , ,

Basta abrir os jornais, os sites e blogs de todo o mundo para constatar que os debates provocados por Davos com relação à China se intensificam, muitos tomando partidos e uns poucos mais equilibrados. Entre os mais sensatos, o artigo de Natan Gardels, do Global Viewpoint Network, publicado em português pelo O Estado de S.Paulo, é um deles.

Atribuir somente aos chineses a culpa do que está acontecendo não parece razoável. É claro que eles abusam da dimensão de sua economia, que continua crescendo rapidamente. Que tudo indica que o câmbio atrelado ao dólar provoca a desvalorização do Yuan. Quando os Estados Unidos tinham uma forma econômica, impunham um Acordo de Plaza, como o que forçou a valorização do Yen japonês, coisa que não mais acontece.

Leia o restante desse texto »


Utilização da Maré na Ásia

21 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , , , , | 2 Comentários »

Informa-se que a força da maré vem sendo utilizada pela humanidade desde a mais remota Antiguidade, no mínimo para a pesca. Agora, a Coreia do Sul anuncia a implantação da maior usina mundial que utiliza a maré para a geração de energia elétrica.

Esta é uma boa nova, pois o Brasil tem as melhores condições para o seu aproveitamento, tecnologia já intensamente pesquisada em todo o mundo.

Leia o restante desse texto »


Maná-Cubiu e Outras Frutas Tropicais

12 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Saúde | Tags: , , , | 9 Comentários »

Entre a grande biodiversidade existente na Amazônia Ocidental, o Maná-Cubiu apresenta uma das maiores possibilidades. Vem sendo estudado na Estação Experimental de Santa Luzia, entre outros, pelo Doutor Danilo Fernandes da Silva Filho e pela Doutora Lucia Kiyoko Ozaki Yuyama, ambos do INPA – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Comprovou-se que esta fruta, agora também adaptada e cultivada na proximidade de São Paulo, contém um elevado teor de niacina (vitamina B3), Vitamina C e outros elementos, que, tudo indica, ajudam no combate de muitas deficiências. Seria interessante que a medicina aprofundasse estes estudos sobre o Maná-Cubiu, que vem sendo estudado como alimento.

Leia o restante desse texto »