Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Este Natal no Japão

20 de dezembro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , ,

Como todos nós somos influenciados pelos costumes com os quais estamos habituados, o que já foi postado neste site, uma das sensações mais estranhas dos cristãos estrangeiros no Japão é que o Natal é um dia útil de trabalho, e somente à noite notam-se algumas mudanças com relação aos dias comuns de final de dezembro. As informações provenientes daquele país, inclusive de fontes fidedignas como a Blomberg, informam que as vendas de final deste ano estão fortes, mesmo com os acidentes naturais dos quais o Japão foi vítima neste ano.

As lojas de departamento estão satisfeitas com as vendas que não se relacionam somente com o Natal, pois muitas famílias mantêm o costume de oferecer presentes para as pessoas gratas durante a virada do ano. Mas muitos estabelecimentos comerciais aproveitam as informações vindas do exterior e procuram também estimular suas vendas natalinas. Algumas ruas mais conhecidas, como a do Omotesando, em Tóquio, acabam contando com decorações como as que são encontradas no Ocidente.

omotesando1

Omotesando enfeitada para o Natal. Foto de Jun Sato, do Japan Today

O costume mais frequente entre os casais é que a noite de Natal seja comemorada com um jantar especial, sendo comum que acabem passando a noite juntos no hotel. Somente as famílias cristãs têm o costume de se reunirem em uma residência, que normalmente não conta com um espaço adequado para acomodar todos os seus membros.

É no Ano Novo que ainda os japoneses procuram retornar à sua terra natal, pois muitos jovens foram estudar ou trabalhar nos grandes centros urbanos. No passado, como não havia férias nos empregos, a todos era concedido alguns dias de folga, o suficiente para visitarem seus parentes e amigos de infância, com a visita obrigatória para aqueles que os ajudaram nas suas carreiras. Lamentavelmente, também este costume está se reduzindo, com muitos aproveitando o período para viagens ao exterior.

O verdadeiro sentido do Natal está sendo esquecido até nos países onde predominam os cristãos, transformando-se o evento para seus aproveitamentos comerciais. E estes costumes acabam sendo transferidos mais rapidamente para outros países, como os asiáticos.