Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Contrastes da Gastronomia no Mundo

20 de Maio de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , , ,

Mesmo entendendo que há uma crise econômica profunda no mundo, surpreende-se com as notícias contrastantes na imprensa internacional sobre a recente evolução na gastronomia. Enquanto Michael Steinberger, da Bloomberg, aponta Tóquio como a nova capital mundial da gastronomia, no artigo reproduzido em português pelo Valor Econômico, baseado na quantidade de restaurantes estrelados pela Michelin naquela cidade, inclusive na culinária francesa, verifica-se que o The Wall Street Journal registra que em Paris, até em restaurantes conhecidos como Plat du Jour, passam a servir refeições congeladas, dados os elevados custos de preparo dos mesmos nos restaurantes com matérias-primas frescas.

Num outro artigo de Rodrigo Uchoa no Valor Econômico informa-se que um turista no Ceará procurou um estabelecimento simples numa praia e foi informado que só se poderia servir de uma simples lagosta, cuja estação de pesca é agora, e que pode ser conseguida a um preço irrisório quando comparado com os dos grandes centros urbanos brasileiros. Ele reporta também sobre uma notícia recente que informa que o caviar de esturjão era servido nos Estados Unidos como sanduíche, quando hoje só pode ser obtido a preço de ouro. E a lagosta era para consumo popular entre os norte-americanos, quando hoje é considerado um requinte nos melhores restaurantes do mundo.

paris_nightimagesCA5DCELILagostaPVoces

As badaladas cidades de Paris e Tóquio e um prato de lagosta encontrado em simples restaurante no nordeste brasileiro

Os preços de produtos gastronômicos costumam variar por localidades, das épocas dos anos e ao longo do tempo. E em tempos bicudos como os atuais, ainda que os restaurantes de luxo consagrados procurados por clientes internacionais estejam com suas reservas tomadas, abundam alternativas para pratos criativos em pequenos estabelecimentos, com custos baixos.

Novos chefs estão se empenhando na criação de novas alternativas para poderem oferecer algo atrativo para os consumidores, cujos orçamentos estão limitados. Mas podem ser encontrados bons pratos, de elevada qualidade, pois parece que sempre a crise acaba por estimular inovações importantes.

Quanto às classificações que estão sendo feitas por diversos guias e instituições, como não podem abranger todos os estabelecimentos, acabam por contemplar com frequência os que se destacam pelas suas instalações, nem sempre garantindo a qualidade de sua culinária. Os estabelecimentos mais requintados costumam atender a um número limitado de clientes, muitos habituês, não se interessando pelos turistas que são clientes esporádicos.

Mesmo as matérias-primas hoje mais valorizadas podem ser encontradas em estabelecimentos simples, muitas vezes preparadas sem grande sofisticação, de forma tradicional, mas que se ajustam às condições dos ambientes em que são consumidos, atendendo as exigências mais elevadas de muitos gourmets.

A procura destes locais com preços mais acessíveis, com elevada qualidade, faz parte da aventura dos gourmets voltados para a gastronomia, que não necessita ser elevada, mas agrade as preferências que variam muito entre as pessoas. Seguramente, não se trata de instalações, nem de ambientes, pois coisas ótimas podem ser encontradas em lugares simples, porém honestos.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: