Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Guantánamo É o Problema que Mais Humilha a Humanidade

25 de Maio de 2015
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Política | Tags: , ,

clip_image002Este site procura assuntos que estimulem o otimismo, mas existem ocasiões quando é preciso tratar de problemas humilhantes para a Humanidade para que eles não se repitam no futuro. Guantánamo, uma prisão irregular mantida pelos Estados Unidos em território cubano, é um deles e anuncia-se para junho, em português, o livro “Diário de Guantánamo”, de autoria do mauritano Mohamedou Ould Slahi, preso lá por mais de 14 anos sem sequer ter um processo, submetido às mais terríveis torturas, sem uma defesa adequada. Isto acontece com muitos prisioneiros que estão naquela prisão. Um primeiro trecho, censurado pelos militares norte-americanos, foi publicado no suplemento Ilustríssima da Folha de S.Paulo.

Patrícia Campos Mello publica um artigo sobre o novo livro “Guantanamo Diary”, que já é um best-seller em inglês e que terá uma versão em português que será lançado pela editora Companhia das Letras em junho próximo. Já existem muitas edições: duas feitas no Reino Unido, nos Estados Unidos, na Alemanha, na Suécia, na Holanda, na França, na Grécia, na Finlândia, na Eslováquia, na Itália e na Dinamarca, além de outras dezenas previstas para outros países.

Ainda que Barack Obama venha tentando transferir aos poucos alguns prisioneiros para outros países como conseguiu com o Uruguai, dos 779 originais, informa-se que ainda lá permanecem 122 sem que justiça internacional tenha condições para julgamentos regulares. É uma das maiores vergonhas de um país que pretende ser a líder da democracia mundial, que se exacerbou depois de 11 de setembro de 2001, quando, pela primeira vez, Nova Yorque e Washington foram atacados pelos seus inimigos. Informa-se que o Congresso norte-americano, dominado pelos conservadores, não permite o fechamento desta excrescência, mas, lamentavelmente, muitas autoridades dos Estados Unidos deveriam ser julgadas internacionalmente por estas irregularidades, pois assumiram as decisões para tanto.

clip_image004

Uma das versões do livro que está sendo lançado em dezenas de países do mundo

Existem muitos movimentos nos Estados Unidos como no mundo pelo encerramento de Guantánamo, e suas irregularidades são amplamente divulgadas. Na nossa modesta opinião, todos deveriam engrossar para que esta vergonha para a Humanidade fosse encerrada, e, pelo trecho do livro, existem até autoridades de países aliados dos norte-americanos envolvidos em muitos interrogatórios irregulares dos prisioneiros.

clip_image005

Um dos tipos de tratamento dados para os prisioneiros de Guantánamo

Este livro foi escrito manualmente em inglês, que é a quarta língua do autor, e foi concluído em 2005, tendo sofrido “revisões” das autoridades norte-americanas. Está sendo publicado com a censura em seus diversos trechos. O editor da versão em inglês tomou o cuidado de conferir muitos pontos descritos com o que foi possível apurar de fora.

O autor ganhou uma bolsa aos 18 anos para estudar engenharia elétrica na Alemanha. Lutou no Afeganistão contra o governo comunista, com o apoio dos Estados Unidos, e foi treinado pela Al Qaeda que estava na ocasião do mesmo lado. Ele afirma que suspendeu seus contatos com a aquela organização antes de 11 de setembro. Viveu também no Canadá e pelo seu depoimento mostra que é uma pessoa preparada.

Além de ter sido treinado pela Al Qaeda, ele tem um primo distante que era conselheiro de Osama Bin Laden, o que alimenta as suspeitas dos norte-americanos. Os direitos do livro estão num fundo e somente uma pequena parte está sendo utilizada para custear os estudos de um sobrinho do autor. Vamos aguardar a versão brasileira com uma grande expectativa.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: