Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Biotecnologia Ajudando a Criar Melhores Produtos

4 de Maio de 2017
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

clip_image002A revista The Economist antecipa em seu site artigos que normalmente são reproduzidos posteriormente na sua versão escrita, que parece ser o caso deste sobre a biotecnologia, um campo do conhecimento humano que está avançando rapidamente.

Charge constante do artigo no The Economist, cujo artigo deve ser lido na sua íntegra para a completa compreensão do seu conteúdo

Os avanços científicos são constantes e o artigo no The Economist relata o que uma empresa chamada Synvitrobia de Berkeley, Califórnia, fundada por Zachary Sun e Richard Murray, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, e George Church, da Universidade de Harvard, conseguiram. O método permite acelerar o que a natureza veio promovendo por milênios. No momento, procuram testar a sequência de DNA para ver se chegaria a uma molécula que funcionaria como antibiótico, numa descrição de forma reduzida o que está descrito com detalhes altamente especializados e longos.

Existem muitas outras empresas atuando de formas semelhantes, pois são infinitos os produtos que poderiam ser manipulados. Entre eles, os que através de sistemas de fabricação que reúnem caminhos metabólicos inteiros para a produção de produtos químicos que não sejam proteínas. Chega-se até a produção de novos produtos químicos do tipo polímeros semelhantes à Lycra. Também novos pesticidas podem ser produzidos, interferindo no desenvolvimento de larvas e insetos, a custos bem mais baixos do que os atualmente existentes. Tudo aparenta ser coisa de loucos para os leigos, esperando-se que não se criem novos monstros, além dos que já existem por aí.

A área da fermentação parecem ser objetos de pesquisas deste tipo, quando a cerveja já é conhecida a cerca de 12 mil anos. Certamente, é um processo que parece permitir a melhoria de muitos produtos alimentícios no seu poder de ajudar os seres humanos.

O máximo que este site se propõe é noticiar estes avanços que devem ser examinados em profundidade pelos especialistas que tenham interesse nestes assuntos. Numa primeira visão de um leigo, parece um campo do conhecimento humano que, bem utilizado, pode ajudar uma parte da humanidade.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: