Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll

20 de abril de 2010
Por: Naomi Doy | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , | 4 Comentários »

alice

Edição comentada por Martin Gardner, Jorge Zahar Editor, 2002.

Charles Lutwidge Dodgson (1832-1898), que adotaria o pseudônimo de Lewis Carroll, era um tímido e excêntrico professor no Christ Church College em Oxford, onde era respeitado por alguns tratados de lógica matemática que escrevera. Mas celebrizou-se com o livro de Alice, que se tornaria obra clássica da literatura inglesa, introduzindo um gênero literário que iria florescer bem mais tarde, o realismo fantástico.

Carroll compilou em dois livros (Alice no país das maravilhas e Através do Espelho) as histórias que ele contava para suas amiguinhas meninas em passeios de barco pela bucólica paisagem da Oxford vitoriana.

Leia o restante desse texto »


Uma Superprodução Sobre a China?

19 de abril de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , ,

china_filme O jornal Japan Today informa que um novo filme sobre a China acaba de ser concluído, pela Veverka Bros Productions, tendo como título “China: The Rebirth of An Empire”, produzido pelos irmãos Jesse e Jeremy Veverka. Foi filmado em 10 diferentes países e territórios em toda a Ásia, incluindo a China, Hong Kong, Taiwan, Japão, Coreia, Paquistão, Afeganistão, Índia, Nepal e Estados Unidos.

Seria um filme documentário de longa metragem, examinando as implicações globais do crescimento rápido e recente da China, no contexto de perda de poder dos Estados Unidos. Abordaria temas diversos como o livre comércio, o fundamentalismo islâmico, o programa nuclear da Coreia do Norte, o movimento pró-Tibet, as minorias étnicas e religiosas, como os uigures e a Falun Gong.

Veja trailer do filme em www.chinarebirth.com

Leia o restante desse texto »


Performance e Desafios da Economia Indiana

13 de abril de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Livros e Filmes | Tags: ,

India's Economy - Capa Ainda que a China venha impressionando o mundo pelo seu rápido crescimento econômico e muitos achem que o Brasil tem as melhores condições para uma performance futura adequada, tudo indica que a Índia vem planejando o seu surpreendente crescimento com bases sólidas.

Um livro que acabou de sair, “India’s Economy – Performance and Challanges”, editado por Shankar Acharya e Rakesh Mohan, Oxford University Press, 2010, merece a atenção de todos os economistas. Todos sabem que a Índia conta com incontáveis acadêmicos da melhor qualidade e fica evidente que a recente performance indiana é resultado de importantes estudos acumulados ao longo do tempo.

Leia o restante desse texto »


Dois Livros Imperdíveis da Monja Coen

11 de abril de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , , , | 2 Comentários »

Monja Coen já é hoje uma das personalidades brasileiras mais fascinantes, tanto pelas suas convicções e lições como pela simpatia que irradia a todos que a cercam. Fala e escreve com grande facilidade, comunicando-se com desenvoltura, atraindo a atenção de um grande público. Contar com ela como uma das nossas colaboradoras é uma honra e um privilégio muito grande.

viva_zen O seu primeiro livro “Viva Zen – Reflexões sobre o instante e o caminho” (Publifolha, 2004) é para todas as horas, e tem a intenção de ajudar você a se conhecer mais a fundo – para, a partir daí, tornar-se uma pessoa mais consciente de seu papel, corresponsável pela melhoria do mundo. Que, como sabemos, começa dentro de nós e vai se ampliando bairro afora. Pouco a pouco, que é como ocorrem as verdadeiras mudanças. Como consta na orelha deste livro.

Leia o restante desse texto »


Caminhos da China, John Pomfret, Editora Landscape, 2007

7 de abril de 2010
Por: Naomi Doy | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , , , , ,

Layout 1 Para quem pretende ficar por dentro das transformações da China da era pós-Mao, sem estresse nem tédio, este livro é uma ótima pedida. O jornalista John Pomfret nos revela o país através de sua vivência, primeiro como estudante de intercâmbio e depois como repórter, entre 1980 e 2005.

Aluno de estudos asiáticos em Stanford, Califórnia, é aceito na Universidade de Nanjing, 1980/1982. Seus colegas do curso vinham de famílias que tinham sido obrigadas a se separar para trabalhos forçados no campo. Muitos deles tinham sido torturados pelo regime, outros haviam sido torturadores da Guarda Vermelha, mas todos tinham sofrido fome e penúria e ficado sem estudar, pois as escolas tinham sido fechadas.

Leia o restante desse texto »


Sessão Tietagem Com Toshiro Mifune

1 de abril de 2010
Por: Naomi Doy | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , , , , , | 2 Comentários »

mifune O ator japonês mais conhecido no ocidente era de nacionalidade chinesa, de pais japoneses cristão-metodistas. Nascido em Qingdao, Shandong, a 1º/abril/1920, cresceria em Dalian, na Manchúria, onde seu pai tinha empresa de importação e loja de materiais fotográficos. Com a rendição do Japão, sua família é repatriada em 1946. Aos 19 anos, Toshiro tinha-se engajado na aeronáutica japonesa como fotógrafo aéreo, na Segunda Guerra. Falava fluente mandarim, seu nome de nascimento era Sanchuan Minlang.

Fazendo testes em uma companhia cinematográfica para vaga de fotógrafo, é inscrito incidentalmente por um amigo para a seleção de atores. É escolhido entre dezenas de candidatos. A colaboração com Akira Kurosawa começaria em 1948, com Drunken Angel. Kurosawa intercederia pouco depois a seu favor junto à família de sua futura esposa, a também candidata a atriz Sachiko Yoshimine: por Mifune ser não-budista e repatriado da Manchúria, a família dela se opunha terminantemente ao casamento.

A parceria Kurosawa-Mifune seria uma das mais profícuas colaborações de diretor-ator da história do cinema, e foi um exemplo de entrosamento de um diretor com confiança integral no seu staff.

Leia o restante desse texto »


Sessão Nostalgia Com Akira Kurosawa

27 de março de 2010
Por: Naomi Doy | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , , , , | 9 Comentários »

rashomon

Machiko Kyo interpreta Masako Kanazawa em Rashomon

Incrível como gente da minha geração se lembra com detalhes da primeira vez a que assistiu Rashomon (1950), tanto esse filme marcou a nossa infância, comentado pelos pais e tios, como a nossa juventude, reprisado e discutido tantas vezes nos grêmios estudantis, centros acadêmicos e salas de cinema de arte.

A minha primeira vez foi no antigo cinema da cidade de Bastos, a oeste do Estado de São Paulo, julho de 1953. Naquele ano, os organizadores da Festa do Ovo (Nyushoku-sai) devem ter movido céus e terras para terem o privilégio de apresentar o filme ao longo da festiva semana bastense. Passando férias escolares em casa de tios, juntos, irmãos e primos, fomos conferir o filme mais comentado da comunidade nikkei daqueles tempos. Um tio, Morio Oda, fotógrafo diletante e intelectual de vanguarda na então borbulhante Bastos, nos orientou: que prestássemos atenção no modo como as cenas foram filmadas, o slow-motion, a fotografia feita com o cameraman em movimento acompanhando a cena, os raios do sol filtrando através de galhos e folhas e seguindo a dama (Matiko Kiyo) levada no dorso do cavalo; a chuva torrencial caindo em cascata, a câmera apontada diretamente para o céu, contra a chuva, contra o sol. Sim, senhor: saímos compenetrados de casa, era filme de gente grande, de respeito. Todos éramos crianças entre nove e doze anos de idade…

Leia o restante desse texto »


China From Inside: Videos da BBC

25 de março de 2010
Por: Naomi Doy | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , , ,

A China Vista de Dentro. São cinco documentários incisivos que retratam a China atual, um deles relatando as mudanças do papel da mulher na China moderna.

Ela vive ainda hoje sob a pressão do homem, da família e do trabalho, senão da própria pressão delas mesmas: para estudar, ter uma carreira, casar por amor – processo que tem sido lento e penoso. Como custa muito caro, a educação é privilégio para filho homem: a filha precisa trabalhar ou no campo ou em fábrica, para ajudar na ida do irmão para a universidade, pois o sucesso do filho homem significa ascensão também para a família, já que a filha, ao se casar, vai pertencer à família do marido. No campo, negocia-se a noiva como se negocia a compra de um cavalo.

xinran

Leia o restante desse texto »


Curiosidades Sobre Akira Kurosawa

23 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , , , | 2 Comentários »

3637295908_57e7ac9564 Como é natural, os veículos de comunicação estão dando destaque merecido ao centenário do cineasta Akira Kurosawa, considerado um dos mais importantes do mundo. Existem algumas curiosidades sobre esta impressionante figura que não são muito conhecidas mesmo pelos que apreciam o conjunto de sua obra.

Kurosawa era um detalhista, desenhava todas as figuras dos seus personagens, pois era originalmente um pintor. Os figurinos dos seus personagens foram desenhados por ele com todos os detalhes, bem como os cenários. Os filmes dele tinham um custo elevado, pois ele exigia um grande realismo, tendo reconstruído até castelos que foram queimados para algumas tomadas de cenas.

Leia o restante desse texto »


“Diários da Floresta”, de Betty Mindlin

8 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , , , ,

Editora Terceiro Nome, São Paulo, 2006

Por mais que tenha percorrido o Brasil por todos os rincões, até os mais afastados, meus contatos diretos com os problemas indígenas foram poucos. Por incrível que pareça, ao enviar uma mensagem de condolências pelo passamento do José Mindlin, com quem convivi nos intercâmbios bilaterais com os japoneses, retomei o contato esporádico que tenho com minha colega da FEA-USP, Betty Mindlin, sua filha.

Betty é uma brilhante economista, uma inteligência privilegiada, que optou por seguir outros caminhos, o da antropologia, quando estudava em Cornell. Muitos dos seus antigos colegas não entendem a opção por ela tomada, mas tento compreendê-la, porque na sua defesa dos suruís, tivemos um contato quando eu era responsável por um programa chamado Polonoroeste, que tinha como eixo a rodovia Cuiabá-Porto Velho. Isto está registrado no seu livro “Diário da Floresta”, de forma simpática, como ela me avisou.

Leia o restante desse texto »