Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Mudança de Ano no Japão

26 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais e Notícias | Tags: , , , | 2 Comentários »

Ai Faithy Perez escreveu para Savvy Tokyo um artigo, que foi publicado o jornal japonês Japan Today, listando os hábitos japoneses que marcam a passagem do ano. Há uma tradição chamada Nenmatsu-nenshi, que se traduz como “fim do ano, começo do ano”. Toshikoshi, que literalmente significa “passagem do ano”, a tradição do final do ano japonês, para o shinen, que tem o sentido de “ano novo”. Como o Japão não é predominantemente cristão, mais do que o Natal, esta passagem do ano ganha maior importância cultural naquele país do que no Ocidente.

clip_image002Os japoneses aproveitam o fim do ano para fazer uma limpeza geral, tanto na sua residência como no local de trabalho, que se chama oosoji. Como meu pai era alfaiate, todas as máquinas e o local de trabalho passavam por esta limpeza e manutenção, com a ajuda de todos os empregados, o que é um hábito muito útil em qualquer lugar.

Mesmo um pequeno apartamento passa por uma limpeza geral chamada oosoji (que significa grande limpeza), livrando-se do que não é mais necessário no ano seguinte

Os japoneses mais tradicionais aproveitam a época para elaborar um enfeite para sua residência, chamado oshogatsu kazari, mas muitos não mantêm mais este hábito, pois necessitam de espaço e estão sendo substituídos por pequenas decorações de Natal, mais práticos. Cada peça tem um significado, como os papéis com votos e o bolo de arroz para que tenham um ano sem fome. Cada detalhe tem um sentido, não se tratando somente de estética.

clip_image004

Oshogatsu kazari numa residência

Depois de todos os preparativos, costuma-se apreciar um toshikoshi soba, ou uma ligeira refeição com macarrão de trigo sarraceno, que, sendo longo, significa desejo de vida longa, com pequenas variações nos detalhes dos componentes pelas diversas regiões do Japão.

clip_image006

O toshikoshi soba tem o sentido de desejo de vida longa na passagem do ano, uma refeição ligeira e frugal

Na passagem do ano, toca-se o grande sino de um templo, exatamente à meia-noite, indicando a mudança para o ano novo.

clip_image008

O grande sino de um templo é tocado pelo sacerdote-mor

A primeira refeição oficial do ano, chamado oseki ryori, é preparada com antecedência, envolvendo muitos pratos variados, mas este hábito está se simplificando, pois existem restaurantes que os preparam, quando no passado era elaborado pelos familiares.

clip_image010

Os componentes deste almoço têm seus significados, como longevidade, riqueza, fertilidade

Mas, como uma espécie de café da manhã, existe o chamado ozoni, que ainda costumo preparar eu mesmo. Ele chega a ser perigoso, pois inclui o moti, bolinho de arroz grelhado, que, por ser pegajoso, existem sempre a possibilidade de idosos se engasgarem com ele, correndo até o risco de morte.

clip_image012

Numa espécie de café da manhã, costuma-se apreciar no Japão o ozoni, que é um tipo de sopa, para abrir o ano

Estes eventos foram listados, mas existem muitos outros que caracterizam a cultura japonesa, que não são conhecidos pela maioria dos brasileiros, mas mostram a importância dada ao transcorrer do tempo, que não é tão claro em países tropicais.


O Problema de Ser Negro no Japão

26 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , , ,

Uma matéria elaborada por Simon Denyer foi publicada no Washington Post, mas parece refletir o que acontece com poucos que se destacaram no Japão, sem refletir com o que clip_image002acontece com as pessoas comuns naquele país. Quando morei lá na década dos 1980, notava-se a discriminação racional naquele país que é peninsular, com pouca miscigenação com outros povos. Observando as japonesas que caminhavam pelas ruas com soldados negros norte-americanos, constatava-se que os japoneses estranhavam esta situação que não era muito frequente. Hoje, tenho três netos mestiços com não descendentes de japoneses, mas que moram no Brasil, onde a situação é bastante diferente.

Aishi Harumi Tochigi, de pai de Gana e mãe japonesa, tornou-se Miss Universo de 2020

Leia o restante desse texto »


Formas de Relaxamento em Tempos de Tensões

26 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

Percorrendo a imprensa mundial, observam-se variadas formas recomendadas para alívio das tensões que tendem a ser mais intensas nestes períodos difíceis de pandemia, onde as conversas descontraídas com outras pessoas acabam sendo reduzidas. Os japoneses costumam usar banhos de imersão, principalmente nos termais. Mas os jovens usam menos estes meios e não costumam usar psicólogos que podem ajudar um pouco. Eles costumam ser mais introvertidos, tendo maiores dificuldades para externar suas preocupações, que podem acabar em saídas inconvenientes.

O jornal Valor Econômico entrevistou a Monja Coen, muito expansiva, adepta do zen budismo. Ela usa muito a meditação que certamente ajuda a refletir sobre alguns dos problemas atuais. Muitos praticam exercícios físicos que ajudam a reduzir estas tensões. Os indivíduos são diferentes entre si e procuram cada um suas soluções. Muitos jovens acabam conversando clip_image002com outros, sem os cuidados mínimos para reduzir os contágios em grandes aglomerações nas proximidades dos bares.

Grandes aglomerados de jovens na Vila Madalena em São Paulo, sem os cuidados mínimos recomendados

Leia o restante desse texto »


Mudanças que Continuam Ocorrendo no Mercado de Café

26 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , , ,

Todos sabem que o café não é originário do Brasil e os brasileiros se tornaram o maior fornecedor mundial por mais de um século, produzindo o que importaram do norte da África, principalmente os chamados tipos arábicos. Agora, com a disseminação dos cafés em cápsulas, misturando diversos tipos de café, os asiáticos estão se tornando cada vez mais importantes fornecedores, com consumos como da China e do Japão. O pequeno Vietnã já tinha superado a Colômbia, fornecendo para os chineses e ameaçam se tornar o principal fornecedor também para os japoneses, segundo notícias da imprensa internacional.

Quando o mundo consumia o café coado, os tipos arábicos eram considerados os mais saborosos. Os europeus passaram a usar cápsulas, misturando diversos tipos de café, inicialmente na forma de um “blend”, produzindo o sabor desejado. Agora, a China e o Japão se tornaram grandes consumidores, misturando também o tipo robusta. O Vietnã pode chegar a ser um dos maiores produtores no mundo, fornecendo para os chineses e japoneses.

clip_image002clip_image004

Café coado e em cápsula na forma de um “blend”

Leia o restante desse texto »


Intercâmbio Internacional Com a Holanda

21 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , ,

Todos sabem que a Holanda é um pequeno país europeu, contando com pequenas áreas para expansão de sua produção agropecuária, enquanto o Brasil conta com espaços para estes tipos de atividades. Começou na Holambra com a produção de flores nas proximidades de Campinas, no Estado de São Paulo, mas expandiu suas atividades em Lençóis Paulista, um pouco mais distante da Capital, onde hoje continua elevando a produtividade em variadas áreas. Por intermédio da Global Innovation Lab for Climate Finance – The Lab, atraem recursos clip_image002para sistemas sustentáveis de produção de alimentos, gestão de resíduos e fornecimento de insumos, segundo Tatiana Alves, que lidera as atividades no Brasil.

Holambra recebeu neste ano 20% mais fibras de algodão e grãos em sua unidade em Lençóis Paulista – SP

Leia o restante desse texto »


Queniana Ganha Prêmio do PNUMA das Nações Unidas

21 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Meio Ambiente | Tags: , , , , ,

Uma matéria de grande interesse prático no mundo foi elaborada por Edith Mutethyna, de Nairobi, Quênia, e publicada no China Daily. A engenheira queniana Nzambi Matee, de 29 anos, abandonou suas outras atividades na indústria de petróleo em seu país e fundou a Gjenge Makers, que transforma resíduos de plástico, que é um problema universal, em material de construção, usado nas pavimentações e outras atividades. Ela resolve problemas com os imageresíduos de plásticos, fundindo a 350º C, gerando um produto mais resistente que os produzidos com o concreto.

Nzambi Matee exibe uma pavimentadora Gjenge feita de resíduos de plástico que estão atrás dela. Foto constante do artigo no site do China Daily, que vale a pena ser lido na sua íntegra

Leia o restante desse texto »


Ensinos Práticos Para Adolescentes na China

19 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Educação | Tags: , , , ,

clip_image002Um artigo de Cao Chen, de Xangai, publicado no China Daily, informa que um estudante adolescente de 15 anos ajudou a salvar a vida de um idoso de 63 anos que sofreu um acidente vascular. O idoso localizou o adolescente Sheng Xiaohan na Gezhi High School, dando-lhe um estandarte de seda por ter salvado sua vida.

Foto publicada no site do China Daily com o idoso Wang, que sofreu um acidente vascular e foi salvo pelos primeiros socorros de Sheng Xaohan, de 15 anos, estudante de uma escola secundária

Leia o restante desse texto »


Notícias Alvissareiras da Editora Estação Liberdade

19 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais e Notícias | Tags: , , , , | 2 Comentários »

clip_image002Desde o grande sucesso dos livros sobre Miyamoto Musashi, com a tradução excepcional de minha amiga de infância Reiko Gotoda, a Editora Estação Liberdade descobriu uma preciosa mina que continua sendo explorada pelos leitores brasileiros. Agora, anunciam-se as traduções para o português dos livros de Yukio Mishima e outros autores japoneses importantes, com a tradução de Shintaro Hayashi, irmão mais velho de Reiko Gotoda, de autores consagrados como Kenzaburo Oe, Yoko Ogawa e Kobo Abe. O que poucos sabem é que Shintaro Hayashi e Reiko Gotoda são membros de uma família que contou com tio de grande importância na literatura japonesa, tendo um cabedal para traduções de envergadura, que vão muito além do simples domínio dos idiomas.

Leia o restante desse texto »


Algumas Ideias Comprovadas que Ajudam

19 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , ,

As experiências mostram as sabedorias de alguns princípios que foram aperfeiçoados ao longo do tempo. Um monopólio como do Google gera inconvenientes que já eram evitados no clip_image002passado, desde o século XIX. As reeleições de mandatos políticos estimulam ações duvidosas para a sua obtenção, mas as durações dos mandatos poderiam ser mais longas para permitir  executar um programa que, não cumprido, poderiam ser abreviadas legalmente. Parece conveniente que se aprenda com as boas experiências, não insistindo na que gerou muitos problemas.

John Sherman elaborou a primeira lei antitruste dos Estados Unidos, em 1890, para impedir o monopólio em diversos setores da economia norte-americana

Leia o restante desse texto »


O Empreendedor Social

11 de dezembro de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

Há que se admitir que entidades e empresas brasileiras estejam mobilizadas como empreendedor social, a ponto de um suplemento especial de 24 páginas da Folha de S.Paulo, ter divulgado hoje, informando sobre a mobilização para tanto.

Leia o restante desse texto »