Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

O Brasil no Qual Acredito

15 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , , | 2 Comentários »

Com todas as calamidades pelas quais estamos passando, quando somos atingidos de forma gravíssima pela pandemia do coronavírus para a qual não estávamos adequadamente preparados, como muitos outros países no mundo. Com problemas econômicos e sociais agravados num cenário mundial extremamente adverso, ninguém pode acreditar que o Congresso Nacional se manterá indiferente e o Supremo Tribunal Federal permita qualquer arbítrio, como se alguém possa contar com o poder absoluto, como na Idade Média.

Não são poucos os atos incompreensíveis que estão ocorrendo no atual governo, sem que existam limites para o uso de supostos conhecimentos não científicos que provocam as mudanças seguidas de ministros, como da Saúde, que tenham opiniões que não coincidem com as do presidente. Ele usa confessadamente a Polícia Federal segundo as conveniências pessoais, familiares e de seus correligionários, como se fosse um organismo que esteja a seu serviço pessoal. Toma decisões que não contam com o respaldo de autoridades locais que clip_image002possuem decisões judiciais a seu favor, como considerar estratégico algumas atividades banais.

O Brasil é uma democracia consolidada e, para o seu equilíbrio, conta com um Congresso Nacional e um Supremo Tribunal Federal com os quais o Executivo necessita manter uma coordenação ainda que independente

Leia o restante desse texto »


Bentô No Período do Coronavírus

15 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Gastronomia | Tags: , , , ,

Um artigo de Marina Consiglio publicado na Folha de S.Paulo informa sobre a generalização de tipos de bentos japoneses na Capital paulista para permitir a sobrevivência de restaurantes até estrelados neste período de isolamento. No Japão, existe uma longa história do seu uso, com a entrega até de diversos tipos de macarrão com seus molhos em bicicletas, bem como lanches oferecidos em qualquer local de movimento, como estações de metrô e ferroviárias, como do Shinkansen.

Quem morou no Japão ficava admirado que um entregador de sopas de diversos tipos de macarrão equilibrava-se numa bicicleta com vários deles amontoados nos braços, pois muitos imageclientes japoneses tomavam refeições rápidas nos seus escritórios. Também em qualquer local de movimento de pessoas encontram pratos com tipos simples de sushi e suas variações que são usados para lanches rápidos.

Bento típico japonês, em embalagens adequadas

Leia o restante desse texto »


Transformando Limão em Limonada

15 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais e Notícias, Educação, Saúde | Tags: , , ,

O desenvolvimento da humanidade veio ocorrendo sempre ao longo da história superando os obstáculos a que todos estamos sujeitos. Algumas das iniciativas são mais urgentes, outras demandam mais tempo para se chegar a soluções razoáveis. Acompanhando os meios de comunicação do mundo no momento, infelizmente os problemas negativos merecem maior espaço para atrair o público, mas para que não se chegue ao desespero, parece importante ressaltar os muitos esforços positivos que estão sendo feitos em variadas frentes que resultam em novos avanços, alguns mais promissores, outros que reduzem partes das dificuldades.

Poucas vezes foram efetuados tantos esforços nas pesquisas em todo o mundo, para melhor conhecimento da pantomia coronavírus, bem como os medicamentos e as vacinas que possam superar os seus problemas, inclusive as dificuldades paralelas a eles que não são clip_image002poucos. Vão da terrível recessão econômica mundial aos problemas sociais das desigualdades entre privilegiados e desfavorecidos. Vamos procurar listar superficialmente os que podem ser considerados os mais relevantes.

Imagens do corunavírus, pelo que se conhece

Leia o restante desse texto »


Riscos de Subavaliação dos Adversários

15 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Política | Tags: , , ,

Muitos brasileiros entendem que o presidente Jair Bolsonaro seja um político modesto para o cargo que ocupa. Mas ele consegue se manter no poder, contando com o suporte de muitos correligionários e obtém o apoio do bloco político chamado Centrão para contar com o número de parlamentares que impedem qualquer processo mais drástico contra ele. Mesmo que existam muitas suspeitas que seus familiares e amigos estejam envolvidos em questões duvidosas, ainda não se conseguiu envolvê-lo nas iniciativas diretas na sua intervenção na Polícia Federal, notadamente na sua Superintendência no Rio de Janeiro, base política de sua clip_image002família. Ainda que conte com parte importante da imprensa que não lhe é simpática, ele usa abertamente os recursos governamentais para contar com o apoio de muitos outros organismos dos meios de comunicação social.

Presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no Palácio da Alvorada

Leia o restante desse texto »


Em Tempos de Pandemia, Nada Melhor Que Genji Monogatari

15 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais e Notícias | Tags: , , , , ,

Renae Lucas-Hall é australiana, formou-se na Monash University, estudou no Reino Unido e no Japão. Publicou um novo artigo no Japan Today referindo-se ao Genji Monogatari, originalmente escrito pela Murasaki Shikibu, nobre da corte japonesa no período Heian, no século XI. Em português, seria O Conto de Genji (ninguém conseguiu traduzir até hoje para o nosso idioma), em inglês, The Tale of Genji (há diversas versões, algumas com mais de um século), tendo sido descobertos recentemente novos trechos no Japão. Para os japoneses, é certamente a obra literária mais importante de sua história, também assim considerado em muitos países de língua inglesa.

A tradução para o inglês, de 1900, feita pelo Royal Tyler, considerada a mais fidedigna ao original japonês da época, e a autora do artigo afirma que ficou imensamente impressionada com muitas coisas: “do estilo da escrita lírica à variedade de personagens fascinantes, o simbolismo, a poesia, a imagem, a profundidade psicológica e a sensibilidade ao romance, à política e à natureza neste livro extremamente elegante e lindamente escrito”. Uma imageconsideração muito estimulante. A primeira versão deste artigo é de 2017, tendo sido atualizada recentemente. O livro é hoje de domínio público, podendo ser lido no site do Project Gutenberg em inglês.

Lady Murasaki Shikibu, autora de Genji Monogatari, estátua em Kyoto, Japão

Leia o restante desse texto »


Seria Espirituoso se Não Fosse Trágico

9 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Política, Saúde | Tags: , , , | 10 Comentários »

O presidente Jair Bolsonaro fala intempestivamente, sem pensar de forma adequada sobre ideias que lhe vêm à cabeça. Depois, alertado pelos seus auxiliares sobre possíveis repecurções negativas de seus pronunciamentos junto ao público, muda frequentemente o anunciado sem nenhuma cerimônia. Se isto ocorresse em períodos normais, seria um evento que não mereceria nenhum destaque. Mas quando muitos brasileiros estão morrendo pela ação tardia do governo no combate à pantomia do coronavírus, agravando a já difícil situação da economia brasileira, que atinge mais agudamente a população menos privilegiada, isto se torna trágico. Principalmente quando existe uma grande discussão de que muitas notícias divulgadas com distorção pelo que se passou a chamar de fake news, cujos autores nem sempre são facilmente identificáveis, mas suspeita-se que em grande parte são de partidários clip_image001e de seus familiares. O presidente admite que esta notícia seja um fake de sua responsabilidade.

O presidente fala com seus colegionários usualmente e informou que realizaria um churrasco neste sábado. Foto constante do artigo no site da revista Isto É, que vale a pena ser lido na íntegra

Leia o restante desse texto »


The Lancet Sobre Jair Bolsonaro

9 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , , ,

Os que acompanham as questões científicas sabem que a revista inglesa The Lancet, que está para completar cem anos, consta entre as mais ponderadas e confiáveis no mundo. No seu número desta semana, publica o seu expressivo editorial considerando que o presidente Jair Bolsonaro é dos maiores riscos para o combate universal ao coronavírus, dado o seu comportamento, desprezando as considerações científicas da OMS – Organização Mundial da Saúde e mesmo dos muitos respeitáveis pesquisadores brasileiros reconhecidos pela revista. O médico e editor daquela revista, Richard Horton, deu também uma entrevista sobre o assunto para a Folha de S.Paulo. E seu comportamento inesperado “invadindo” o STF – Supremo Tribunal Federal na companhia de ministros e alguns empresários, levando uma clip_image002televisão oficial para transmitir ao vivo o contato com o presidente Dias Toffoli, criando constrangimentos, dá uma medida de sua atual situação.

Presidente Jair Bolsonaro, acompanhado de muitos, se dirige ao STF a pé para um encontro que não estava programado

Leia o restante desse texto »


Ampliando os Conhecimentos Sobre o COVID 19

8 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , , , ,

Um artigo elaborado pela agência noticiosa Reuters foi publicado no The Japan Times e outros jornais no mundo, como o The New York Times, informando sobre os estudos que estão sendo feitos no Reino Unido e na França, apontando suas dificuldades. Os cientistas do Instituto de Genética, do University College London, descobriram com um estudo genético efetuado com amostras de 7.500 pessoas infectadas pelo coronavírus (COVID 19), que, depois de aparecer na China entre outubro e dezembro do ano passado, espalhou-se rapidamente pelo mundo. imageEles descobriram que já ocorreram quase 200 mutações genéticas do coronavírus, que se adapta aos hospedeiros humanos à medida que se espalha pelo mundo.

Mudanças genéticas do SARS CoV 2 constatado pelas pesquisas efetuadas no University College London’s Genetics Insitute, o que é usual

Leia o restante desse texto »


É Sempre Mais Fácil Falar do que Fazer

8 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Saúde | Tags: , , , ,

Quando ajudávamos a lecionar Planejamento Econômico na FEA – USP – Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo, inspirado nas iniciativas em voga nas Nações Unidas, recomendava-se que uma das tarefas prioritárias fosse chegar a um diagnóstico o melhor possível da situação em que estávamos. Avaliava-se com o que se contava como os recursos humanos e econômicos para enfrentar as principais dificuldades a serem superadas. Depois se podiam estabelecer os objetivos, selecionar os instrumentos a serem utilizados pelo governo e escolher a estratégia de como atingi-los com a eficiência mais elevada possível. Tivemos oportunidade de usar parte destas teorias quando participamos do governo brasileiro.

No momento atual, enfrentamos muitos problemas simultaneamente com a carência de um diagnóstico adequado elaborado pelo atual governo. Dois exemplos críticos demonstram algumas razões da baixa eficiência da ação do governo, mesmo reconhecendo as múltiplas limitações naturais em situações complexas no Brasil e no mundo, que dificultam as atuações das autoridades. Sem nenhuma pretensão acadêmica ou arrogância, o primeiro seria naturalmente o do setor de saúde no Brasil atual e o segundo as condições para assistência mínima dos mais afetados da população brasileira com a atual crise econômica que enfrentamos.

clip_image002

Chocantes enterros coletivos das vítimas de coronavírus no Amazonas

Leia o restante desse texto »


As Pandemias que Ocorreram e Continuarão Ocorrendo

8 de maio de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , , ,

Lamentavelmente, apesar dos esforços dos jornais brasileiros como a Folha de S.Paulo, as versões eletrônicas resumem o que está na versão escrita, excluindo menções algumas vezes relevantes, não permitindo uma visão total do que está se tratando. Delfim Netto, na sua coluna semanal publicada às quartas-feiras, faz menções, na última, de que os registros históricos mostram que no ano 429 a.C. já ocorreu a chamada Praga de Atenas, quando o mundo tinha cerca de 70 milhões de habitantes. Hoje, conta-se com cerca de 7,6 bilhões de habitantes e neste longo período ocorreram pandemias ao menos 62 vezes. Um trabalho de Cirilo, P. e Taleb, N.N. “Tail Risk of Contagius Diseases”, publicado em março último, mostra numa tabela que, no mínimo, no século XV ocorreram 8 vezes, no XVI 7 vezes, no XVII 7 vezes, no XVIII 5 vezes, no XIX 16 vezes, no XX 9 vezes e no XXI 10 vezes até 2020, que acabou sendo suprimido na versão eletrônica do artigo. Isto exige que se esteja preparado para enfrentar estas pandemias.

Pouco aprendemos no mundo e no Brasil sobre estes problemas. Os brasileiros contam com o chamado SUS – Sistema Único de Saúde, considerado um dos melhores do mundo, que permite estabelecer uma política nacional de saúde dotando o país todo com uma rede hospitalar adequada para a população. No entanto, os recursos para estas finalidades foram utilizados em outros setores e hoje contamos com uma das piores condições para enfrentar o atual coronavírus, que lamentavelmente provocará muitas mortes e sofrimentos. Mas não fomos os únicos, pois G.W.Bush, ex-presidente dos Estados Unidos, tinha lido um livro sobre a famosa gripe espanhola de 1918, que matou entre 20 milhões e 50 milhões em todo o mundo, inclusive muitos brasileiros. Ele impressionou-se com o fato, mas afirmava que isto só ocorreria a cada 100 anos, otimismo que não se confirmou.

Existem os que dão mais importância à economia do que vida dos seres humanos, que falecidos não existe mais o que fazer, enquanto as economias, mesmo com muitos sacrifícios e tempo, acabarão sendo recuperadas. Pelo pouco que se conhece do atual coronavírus, está se provocando um “boom” de pesquisas sobre os remédios e principalmente as vacinas para enfrentar esta praga, o que clip_image002acabará ocorrendo. Os conhecimentos científicos acumulados ajudarão também para combater outras pragas. Espera-se que a um custo menor e menos tempo, desde que haja um mínimo de racionalidade, baseando-se nos conhecimentos científicos.

Na atual pandemia há que se seguir as recomendações da OMS

Alguns países estão obtendo melhores resultados, havendo um consenso entre os especialistas que o isolamento temporário e bem controlado é o meio mais recomendável hoje conhecido. Ainda que seja desagradável para todos, parece importante no momento que todos “fiquem em casa” o mais possível, principalmente porque existem muitos infectados assintomáticos. O engajamento da população também tem se mostrado relevante nos melhores resultados, como está se verificando em diversos países.

Observa-se também no Brasil um envolvimento de organizações voluntárias até para atender aos menos favorecidos, desde a sua alimentação mínima, como os organizados pelas empresas. O que seria desejável é um razoável consenso nacional, evitando disputas políticas, concentrando as atenções do momento nos problemas de saúde, utilizando os recursos humanos disponíveis com um foco claro.