Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

O Caminho Perigoso de Atritos do Presidente com a Imprensa

30 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , | 6 Comentários »

Mesmo que a imprensa brasileira passe atualmente por um período econômico-financeiro difícil, como muitas outras empresas privadas do Brasil, há que se constatar que ela procura manter a sua função, mesmo não contando com muitos jornalistas experientes de altas remunerações. Que se cometam alguns erros parece inevitável, como a posição da TV Globo possa ser considerada exagerada por muito no conjunto da mídia brasileira ao longo de clip_image002décadas. Mas o presidente, com suas muitas declarações bombásticas no seu próprio estilo, acaba estimulando colocações que nem sempre lhes são simpáticas e não são de sua discutível preferência pessoal ou do seu grupo. 

Uma das entrevistas matinais do presidente Jair Bolsonaro

Leia o restante desse texto »


Ações Que Provocam Reações em Sentido Contrário

30 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Política | Tags: , , ,

O assunto foi amplamente divulgado pela imprensa brasileira e Bruno Boghossian publicou um artigo sobre a matéria no site da Folha de S.Paulo. O presidente Jair Bolsonaro havia nomeado como delegado geral da Polícia Federal Alexandre Ramagem, muito relacionado com seus filhos, tratando a entidade como de interesse do governo, onde poderia ser informado sobre as investigações em andamento que envolve as possíveis participações dos seus familiares, segundo ele afirmou ao ex-ministro Sergio Moro. Como reação, o ministro clip_image002Alexandre de Morais, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu a posse que deveria ocorrer esta tarde, quando muitas ações pretendiam que isto não era adequado para o Brasil, por ser uma entidade que deveria servir o Estado.

Delegado Alexandre Ramagem, indicado para a Polícia Federal, cuja posse foi suspensa

Leia o restante desse texto »


Corrida Mundial Pela Vacina Contra Coronavírus

30 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , , , , ,

No momento em que se anuncia que as mortes no Brasil com o coronavírus superam as da China (5.017 aqui e 4.637 naquele país, havendo algumas suspeitas que ambas estejam subestimadas), os cientistas consideram que soluções efetivas são as vacinas. Eles contam com quase uma centena de projetos para chegar rapidamente às vacinas, a maioria de pequena escala nas amostras. Algumas são consideradas mais promissoras, como a que vem sendo executada na Universidade de Oxford, no Jenner Institute, que já vem trabalhando com projetos semelhantes há dezena de anos. A Fundação Bill e Melinda Gates, que conta com imagebons avaliadores de projetos desta natureza, vem dando o suporte financeiro para esta pesquisa inglesa, além de outras.

A professora Sarah Gilbert em seu escritório na Universidade de Oxford, cujo artigo foi publicado no New York Times, que vale a pena ser lido na íntegra

Leia o restante desse texto »


Confusões Políticas Num Quadro Brasileiro Complicado

26 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , , | 2 Comentários »

Se o Brasil já estava complicado com os problemas provocados pelo coronavírus e as suas consequências sobre a economia, o quadro dificultou-se substancialmente com a forma de demissão do ministro Sérgio Moro. Ele que era um simples juiz federal em Curitiba, com critérios discutíveis como a prisão depois da segunda estância, conduziu o chamado Lava-Jato ganhando projeção nacional. Isto levou o discutido presidente Jair Bolsonaro a incluí-lo no Ministério que foi ampliado da Justiça envolvendo também a Segurança, tendo como o principal braço a Polícia Federal. Teria recebido, segundo Sérgio Moro, autonomia plena nas clip_image002decisões de sua área, o que é contestado hoje pelo presidente, que por sua vez entende que pode interferir em todos os setores do governo. Na realidade, muitos entendem que a Polícia Federal atende às necessidades do Estado e não do governo.

O ex-ministro da Justiça e Segurança Sérgio Moro

Segundo muitos especialistas, neste processo de da demissão do principal responsável da Polícia Federal teriam sido cometidos irregularidades que deverão ser examinados pelo Supremo Tribunal Federal, que já investiga o presidente sobre um seu discurso que teria estimulado movimentos que conduziriam o Brasil a um Estado totalitário. Mesmo com a tentativa de uma equipe de militares para acomodação da situação para uma saída honrosa, o governo federal teria precipitado o problema demitindo o comandante da Polícia Federal por um decreto publicado no Diário Oficial, para a surpresa de muitos, onde constava o nome do ex-ministro, que afirma que não ter assinado este tipo de documento, hoje republicado sem o seu nome. Uma parte da discussão provocada por uma entrevista do ex-ministro com sua demissão acabou recebendo uma longa contestação do presidente, que durou mais de 40 minutos, referindo-se a detalhes que seriam de consideração pessoal, sem que seja de interesse nacional.

A forte polarização política que já vinha ocorrendo no mandato do presidente Jair Bolsonaro parece ser se acirrado, dificultando o já complexo entendimento político, onde os militares continuam ampliando sua participação, sem que tenham qualificações para tanto, pelo tipo de suas formações que enfatizam a hierarquia e a disciplina.

O momento em que ocorre esta discussão é dos mais inadequados, não se sabendo ainda quem substituirá o ex-ministro e como ficará a direção da Polícia Federal. Todos sabem que existem investigações envolvendo familiares do presidente Jair Bolsonaro, muitos alegando que estas poderiam acabar sendo prejudicadas, o que é entendido como uma interferência política. Como indicações da reação da opinião pública, registrou-se uma queda substancial na Bolsa de Valores e uma expressiva desvalorização cambial.


Bill Gates e a Crise Atual

24 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Saúde | Tags: , , , , | 2 Comentários »

clip_image002Bill Gates é um empresário bem-sucedido com o que ele obteve com a Microsoft, onde se mantém como acionista principal, mas suas atuações recentes estão concentradas na sua fundação que opera com sua esposa, apoiando projetos relevantes para a humanidade, como os relacionados com os problemas atuais do coronavírus.

Bill Gates na foto da entrevista que deu para o China Daily, que vale a pena ser lida na íntegra

Leia o restante desse texto »


Problemas Que Precisam Ser Focados na Saúde

23 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , , , | 4 Comentários »

Todos nós precisamos torcer para que o enfrentamento da crise do coronavírus no Brasil seja o mais eficiente possível, pois muitas mortes estão ocorrendo, como sabido. Aguardam-se informações mais tranquilizadoras sobre a nova equipe do ministro Nelson Teich, pois, mesmo que a logística seja importante, ela só pode deslocar pelo imenso país o que se dispõe por aqui, dadas as dificuldades atuais do mercado internacional. Sente-se a carência de recursos humanos de direção que atue como equipe, além da prioritária operação nas linhas de frente que está sendo dizimada pelo coronavírus. Equipamentos adequados como respiradores, além de UTIs – Unidades de Terapia Intensivas completas, meios para conhecer rapidamente a população em risco com os testes de diversos níveis, desde o período em que a doença ainda é assintomática. Não se podendo combater esta praga simplesmente providenciando novas instalações emergenciais, pois tudo indica que ela apresenta ondas. A comparação inadequada com os países considerados de relativo sucesso como a Coreia do Sul ou Alemanha pouco tranquiliza os analistas sobre a preocupante atual situação brasileira. Ela é clip_image002defasada no tempo no Brasil, o que nos proporciona a vantagem de contar com outras experiências em diferentes países, que têm algumas características próprias.

Foto do ministro Nelson Teich concedendo a primeira entrevista à imprensa, constante artigo no site Poder 360, que vale a pena ser lido na íntegra

Leia o restante desse texto »


Para Não Dizer Que Não Falei Das Flores…

23 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

imageMesmo compreendendo que a mídia internacional tenha que destacar os problemas que o mundo está sofrendo, há que se reconhecer que eles estimulam reações que visam superá-las. Entre elas, algumas podem ser destacadas, ainda que difiram de país para país.

Pesquisadores até brasileiros se empenham no exame de medicamentos que possam ajudar os afetados pelo coronavírus

Leia o restante desse texto »


Dois Milhões de Máscaras Doadas por Taiwan ao Japão

22 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Política, Saúde | Tags: , , | 4 Comentários »

Um artigo da agência noticiosa japonesa Kyodo foi publicado no Japan Today, informando que Taiwan, considerada pela China como parte daquele país, está se movimentando geopoliticamente para ampliar a simpatia sobre esta ilha. Além do Japão, que recebeu 2 clip_image002milhões de máscaras para serem utilizadas nos hospitais públicos e escolas especiais, outros 15 milhões foram doadas para os Estados Unidos e países Europeus.

Chegada de máscaras doadas de Taiwan no aeroporto de Narita, no Japão. Foto do artigo publicado pela agência noticiosa Kyodo

Leia o restante desse texto »


Japoneses Produzem Materiais Para Defesa Contra Vírus

20 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , , , , | 4 Comentários »

A atual crise do coronavírus exige um envolvimento mais amplo de toda a população. No Brasil, nota-se que mesmo empresas que estão fornecendo alimentos preparados para serem consumidos em casa não contam com funcionários usando sequer máscaras. Sem a intensa colaboração de todos, não há como conseguir reduzir os danos atuais do coronavírus. Uma notícia distribuída pela agência japonesa Kyodo e publicada no The Japan Times informa que clip_image002empresas como a Teijin, Toray e Shiseido estão fornecendo novos produtos para serem usados por seus funcionários e atender às necessidades do mercado, no Japão e no exterior.

Os profissionais de medicina precisam estar totalmente preparados para se defender do coronavírus. Foto publicada no artigo publicado no site do BBC inglês, que vale a pena ser lido na íntegra

Leia o restante desse texto »


O Brasil Real e o Oficial

17 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , , , | 10 Comentários »

O Brasil que conheço com os seus muitos marginalizados nos seus confins e os mencionados oficialmente apresentam diferenças substanciais. Diante da atual crise que afeta o mundo com o coronavírus, o governo providenciou um mínimo de assistência para a sobrevivência dos menos privilegiados, mas eles não conseguem preencher o mínimo de dados para se habilitar a receber estas importantes assistências. Tanto os analfabetos, residentes nas favelas como no meio rural brasileiro. Imaginar que eles estão capacitados para se registrar usando programas constantes dos celulares, quando estes instrumentos eletrônicos parecem atender somente parte destas populações modestas, que só os usam para se comunicar uns com os outros. Nem um idoso como nós conseguimos usar plenamente estes celulares, atrasando o acesso efetivo a estes recursos assistenciais bem-vindos.

De outro lado, o novo ministro da Saúde, doutor Nelson Teich, bem qualificado academicamente e com atividades no setor privado, não parece ter conhecimento de como funciona efetivamente o SUS – Sistema Único de Saúde com todas as suas limitações, sem nenhuma experiência expressiva da burocracia pública. Sem uma vivência parlamentar pessoal, não possui relacionamentos profundos com os políticos, que possuem uma parcela expressiva do poder no Brasil. Afirmando que economia e saúde podem atuar em conjunto, mostra que ele não está acostumado com crises profundas, que exigem uma prioridade ainda que temporária para um deles. Até o presidente Jair Bolsonaro já admite que se faz o que é possível, não o que se quer. Outros afirmam que com os mortos não se pode fazer mais nada, mas a economia pode ser recuperada, ainda que exigindo muito trabalho e tempo.

Todos sabem que o Brasil não dispõe de meios para atender todos os suspeitos de estarem contaminados, sem meios para a rápida avaliação da sua situação, como equipamentos e recursos humanos para atendê-los mesmo precariamente. Não é por não se preocupar com os aspectos econômicos que se socorre do isolamento dos mais sujeitos às contaminações, principalmente dos que não apresentam ainda os sinais mais claros de estarem afetados.

clip_image002

Médico oncologista Nelson Teich, novo ministro da Saúde

Muitas pesquisas estão sendo feitas em todo o mundo, havendo indícios que alguns medicamentos podem ajudar na superação dos problemas, mas todos admitem que somente vacinas podem ter um efeito mais amplo, com os vírus que continuam evoluindo, tendo características genéticas diferentes.

Há que se preocupar com a capacidade de melhor conhecimento dos que estão afetados, ou as causas de muitas mortes. Começam a aparecer dados que estimam as diferenças com os dados apresentados pelo governo. Sem um melhor conhecimento da situação que o Brasil se encontra, acaba ficando mais difícil até a insuficiência da capacidade governamental neste setor.

Não parece conveniente que se imagine que somente os brasileiros estão capacitados mais que outros povos no que é realmente pragmático nesta calamidade. Tudo indica que vontades políticas não podem superar o que se conhece cientificamente, com todos os seus problemas e insuficiências.