Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Andorinhas Voltam a se Aninhar em Minami Sanriku

17 de Maio de 2011
Por: Naomi Doy | Seção: Notícias | Tags: , , , , ,

No dia 11 de março, Mary Caitlen Churchill aproveitava intervalo para estudar japonês numa sala da Escola Elementar de Togura, em Minami Sanriku, província de Miyagi. Vinda de Boston, Massachusetts, ela lecionava inglês em escolas da região através de programa de intercâmbio para professores. Após o forte tremor, o alarme de tsunami alertava para ondas de 10 metros. Diretor, professores, alunos e funcionários escalaram morro atrás da escola, e viram o prédio de três andares coberto pelas ondas. Que, se constatou depois, atingiram mais de 16 metros na cidade. Caitlen e os demais sobreviveram apenas com a roupa do corpo. Naquela noite, se abrigaram num depósito, e comeram meio onigiri cada um. Muitas das crianças ficaram órfãs.

Milagrosamente, a escola de Togura, em alvenaria, permaneceu de pé em meio à lama, coberta de detritos, redes de pesca e algas marinhas. Mas 95% da cidade de Minami Sanriku foi destruída. Situada no fundo de pequena linda baía, igual a outras dezenas ao longo do litoral nordeste, a cidade pesqueira girava em torno da fartura do seu mar. Criações de ostras e algas cultivadas em belas fazendas marinhas, ancoradouro, indústria pesqueira, barcos, depósitos, tudo foi levado pelas ondas. O governo japonês formou um conselho para estabelecer metas para restauro. Primeiro-ministro, governadores e prefeitos são a favor de reconstrução em vez de mera recuperação. Municípios severamente atingidos vão ter autonomia para decidir sobre taxação de impostos, zoneamento de florestas e terras, ocupação do solo etc.

alg_minamisanrikudiretor

Prédio da escola em meio à lama. O diretor Atsushi Asokawa observa relógio

20110317-000610-pic-931475183_display350x

Professora Mary Caitlen Churchill . Prefeito de Minami Sanriku com o casal imperial

725288-julia-gillard-at-minami-sanrikuimagesCA7V1XKD

Julia Gillard com o prefeito Jin Sato. Andorinhas tsubame em cantos de casas

Leia o restante desse texto »