Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Maná-Cubiu e Outras Frutas Tropicais

12 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Saúde | Tags: , , , | 9 Comentários »

Entre a grande biodiversidade existente na Amazônia Ocidental, o Maná-Cubiu apresenta uma das maiores possibilidades. Vem sendo estudado na Estação Experimental de Santa Luzia, entre outros, pelo Doutor Danilo Fernandes da Silva Filho e pela Doutora Lucia Kiyoko Ozaki Yuyama, ambos do INPA – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Comprovou-se que esta fruta, agora também adaptada e cultivada na proximidade de São Paulo, contém um elevado teor de niacina (vitamina B3), Vitamina C e outros elementos, que, tudo indica, ajudam no combate de muitas deficiências. Seria interessante que a medicina aprofundasse estes estudos sobre o Maná-Cubiu, que vem sendo estudado como alimento.

Esta Estação Experimental pesquisa também outras frutas, como o açaí, agaricus blazei, copaiba, camu-camu (comprovado que contém elevado teor de Vitamina C), graviola, guaraná, noni, physalis, silybum, além do Maná-Cubiu, que tem o nome científico de solanum sessiliflorum. Produzem algumas mudas e sementes destas frutas, algumas bastante conhecidas, às quais se atribuem variadas qualidades.

Consta que o Maná-Cubiu, que aparenta ser uma espécie do popular giló, externamente, e um tomate branco, internamente, seria um “santo remédio”. Considerado uma fruta medicinal, ajudaria a combater o colesterol, triglicérides, anemia, diabetes, pressão alta, enxaqueca, depressão, ácido úrico, além de ser digestivo, diurético e até tônico sexual. Muitos dados podem ser obtidos pela Internet. O fato concreto é que há pessoas que, mesmo suspendendo a medicação da farmacologia química, medindo diariamente a sua pressão, constataram a queda da pressão arterial. Outras constataram melhorias de sua situação geral, como a de seu trânsito intestinal. Seria interessante que tudo isto fosse estudado cientificamente.

Sabe-se que a polpa de Maná-Cubiu apresenta em cada 100 gramas, 18,0 miligramas de cálcio, 30,0 de fósforo, 1,50 de ferro, 0,18 de caroteno, 0,06 de tiamina, 0,10 de riboflavina, 2,25 de niacina, 4,50 de ácido ascórbico, tendo valor energético de 41 calorias. O que aparenta ser não desprezível. Está sendo usado como suco, doces, saladas, molhos e outros ingredientes. É uma fruta muito comum na Amazônia.

Na Amazônia é conhecida somente por cubiu, topiro e tupiro no Peru, cocona na Venezuela, tomate de índio no Nordeste brasileiro, orinoco apple ou peach tomato em inglês. Dizem que foi domesticado pelos índios pré-colombianos. Está sendo vendido por um produtor “nikkei” aos sábados no Ceagesp de São Paulo.

Uma industrialização incipiente já é feita desta fruta. Seria uma oportunidade para ousados empresários locais, antes que as multinacionais patenteiem estes produtos, como ocorreram com outros.

Como dizem os orientais, alimentos e remédios se confundem.


9 Comentários para “Maná-Cubiu e Outras Frutas Tropicais”

  1. wendhell urru
    1  escreveu às 22:34 em 26 de fevereiro de 2010:

    Prezado Paulo

    Otimo seu comentario,gostaria de acrescentar como produtor e o primeiro a conseguir registro do mana cubiu liofilizado em capsulas no Brasil,que ja existem pesquisas cientificas comprovando a eficacia terapeutica do cubiu.
    Tal pesquisa foi feita pela Universidade WERNER ( PERU) conduzido pela Farmaceutica e Bioquimica María Anselma Pardo Sandoval

    Esta pesquisa foi publicada nos principais meios academicos mundiais e e muito pouco divulgado!

    La cocona ( cubiu)combate elevado colesterol y glucosa

    Lo descubrieron profesionales de la Universidad Wiener

    El fruto de la “cocona”, como la mejor alternativa natural contra los excesos del colesterol y glucosa, han descubierto investigadores de la Universidad Wiener, tras cuatro años de estudios de campo, y siguiendo uno de los objetivos del Plan Estratégico de dicha universidad como es, formar y ser líderes de la investigación científica aplicada.

    La doctora en Farmacia y Bioquímica, María Anselma Pardo Sandoval, que encabeza la investigación, reveló que las pruebas se han realizado en una población mayor de 500 personas de todo estrato social. Previamente se les hizo un examen médico, antes de someterse al tratamiento con el fruto de la planta: Solanum sessiliflorum, comúnmente llamada “cocona” y en sólo tres días, los altos niveles de colesterol y/o glucosa se redujeron al 50%.

    La universidad Wiener, lidera de esta manera las investigaciones en torno a este fruto. “Hemos realizado diversos estudios para determinar que el extracto de una cocona, tomado en ayunas es altamente efectivo.. Por eso los investigadores de la universidad, han logrado el producto liofilizado (especie de deshidratado) de cocona, que en breve pondrán a disposición de los laboratorios, para el tratamiento natural sin efectos colaterales.

    link sisbib.unmsm.edu.pe/bVrevistas/ciencia/v07_n2/pdf/cap6.pdf

  2. Frederico Biváqua de Araújo
    2  escreveu às 16:13 em 10 de dezembro de 2013:

    O fruto maná cubiu, é muito BOM o suco, como alimento e como tratamentos : diabete, colasterol, triguiceridio, acido úrico e até emagrecimento.

  3. Paulo Yokota
    3  escreveu às 05:00 em 12 de dezembro de 2013:

    Caro Frederico B. de Araújo,

    Acredito. Eu mesmo já experimentei, mas acredito que há necessidade de pesquisas adicionais para a sua devida dosagem, pois pode provocar alguns pequenos problemas em algumas pessoas.

    Paulo Yokota

  4. João José de Melo
    4  escreveu às 19:44 em 14 de maio de 2015:

    Estou no portal da Amazônia “região do lago da hidroelétrica de Tucuruí no Pará. Vi a possibilidade de produzir o maná cubiu em larga escala. Preciso instalar agroindustria para verticalização do fruto – preciso d informação qto ao aproveitamento das frutas, sendo q a idéia é d liofilizalas. O plano de negócio tem q ser completo, desde preparo d solo até colheita e industrialização.

  5. Paulo Yokota
    5  escreveu às 15:11 em 15 de maio de 2015:

    Caro João José de Melo,

    Obrigado pela informação.

    Paulo Yokota

  6. geraldino gomes de lima
    6  escreveu às 00:48 em 27 de abril de 2016:

    EU GOSTARIA DE SABER O PORQUE O PREÇO DO QUILO DO MANA CÚBIO NO CEAGESP ESTA TÃO BAIXO JA QUE ESTE FRUTO TEM UMA GRANDE PROCURA E NÃO EXITEM GRANDES PRODUTORES DESTA FRUTA. É MUITO RARO ALGUEM CULTIVÁ-LO. SE ALGUÉM PUDER ME RESPONDER EU AGRADEÇO.

  7. Paulo Yokota
    7  escreveu às 11:23 em 28 de abril de 2016:

    Caro Geraldino Gomes de Lima,

    Infelizmente o mana cubio é pouco divulgado no Brasil. Não acho que tenha uma grande demanda, o que explica o seu baixo preço.

    Paulo Yokota

  8. Diana Vargas
    8  escreveu às 14:26 em 6 de julho de 2017:

    Oi Paulo, estou procurando produtores de maná-cubiu, alguem conhecer algums perto de Campinas. Obrigada.

  9. Paulo Yokota
    9  escreveu às 08:35 em 7 de julho de 2017:

    Cara Diana Vargas,

    Este produto está com mais demanda que oferta. Os poucos que conheço não conseguem atender os pedidos.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: