Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Deficiências Sul Americanas de Comunicação

28 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , ,

Para as atividades que dependem da comunicação rápida e eficiente, os sul-americanos, notadamente os brasileiros, sofrem as incompreensíveis deficiências de todo o sistema, principalmente as relacionadas com a internet e intercâmbio de dados.

O Brasil, que pretende ser considerado um dos países mais promissores entre os BRICs, continua contando com um sistema considerado o sétimo em qualidade, mesmo na América do Sul.

Os sistemas não funcionam adequadamente, caem a toda hora, principalmente quando as chuvas são intensas.  Nos horários de maior tráfego, as esperas são absurdas, e os “blackouts” são constantes, chegando a durar dias.  As autoridades precisam tomar providências para acelerar as facilidades das bandas largas.

As tarifas são as mais elevadas do mundo, para serviços de qualidades não aceitáveis para os países mais atrasados tecnologicamente.  Com isto, a eficiência de toda a economia baixa sensivelmente, no atual mundo globalizado.

São raros os momentos que tudo funciona adequadamente, sendo que as responsabilidades são repassadas pelas muitas empresas envolvidas.  As agências reguladoras devem se mostrar capazes de impor comportamentos mais condizentes com os respeitos pelos usuários, que pagam pelo que não podem utilizar.

Tecnologias para sistemas mais eficientes encontram-se disponíveis em todo o mundo, e mão de obra especializada podem ser atraídas, pois os jovens se interessam por este segmento promissor e desafiante.  Os empresários não estão mostrando a agilidade necessária, e as autoridades parecem ausentes.

Os atrasos tecnológicos chegam a ser de décadas.  Os  que já foram apresentados nas exposições internacionais dos anos 80 do século passado ainda não estão disponíveis na América do Sul e no Brasil.  Esta defasagem vai acabar deixando a região fora do mundo, mesmo dos emergentes.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: