Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

China Está Na Vanguarda dos Supercomputadores

21 de junho de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Tecnologia | Tags: , ,

supercomputador (2)Até recentemente, todos admitiam que os norte-americanos estivessem na vanguarda dos supercomputadores de elevada velocidade, em função da contribuição do Vale do Silício. Agora, os chineses estão provando que conseguem velocidades maiores com tecnologias exclusivas e próprias, que estão sendo utilizadas especialmente nas pesquisas climáticas e biológicas.

O supercomputador Sunway TaihuLight está no Chinese National Supercomputing Center, na cidade de Wuxi, na província de Jiangsu, em foto publicada no site de O Globo.

Leia o restante desse texto »


Veículos Sem Espelhos Retrovisores

3 de abril de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Tecnologia | Tags: , , ,

clip_image002Um artigo no The Japan Times informa que estão sendo desenvolvidos veículos sem espelhos retrovisores, que devem receber acelerações com regulamentações internacionais das Nações Unidas. Mas não se trata ainda de sua aplicação imediata.

Foto de um BMW com o sistema sem espelhos retrovisores, publicada em artigo no site do The Japan Times

Leia o restante desse texto »


WSJ Comenta Alibaba no E-Commerce com o Brasil

15 de setembro de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias, Tecnologia | Tags: , ,

Neste período em que o grupo chinês Alibaba procura concluir sua gigantesca operação de captação de recursos utilizando o mecanismo da IPO no valor recorde que deve chegar a US$ 24 bilhões, há que se admitir a competência de seus dirigentes para inundar os veículos de comunicação social do mundo com as mais variadas notícias sobre as operações do grupo, ainda que sempre caibam dúvidas respeitáveis sobre alguns dos produtos vendidos. Os brasileiros são suscetíveis às modas, sem avaliar todos os seus riscos. Com a ascensão de muitos consumidores brasileiros para a classe média, ampliaram-se os consumidores desejosos de pechinchas, navegando pela internet procurando oportunidades, segundo analistas destes tipos de atividades, que coloca no Brasil entre os cinco maiores consumidores utilizando estes mecanismos, segundo um artigo publicado no The Wall Street Journal de autoria de Loretta Chao, com a contribuição de Paulo Travisini de Brasília.

O artigo cita casos de compradores que considerados os preços oferecidos vantajosos comparados com os praticados no Brasil, mesmo com as tributações a que estão sujeitos na alfândega e as demoras nas suas liberações. Quando o Presidente chinês Xi Jinping esteve em Brasília visitando a Presidente Dilma Rousseff conseguiu acordos com os Correios do Brasil para acelerar a redução dos procedimentos burocráticos. Mas, o que vem se constatando é que muitos produtos comercializados pela Alibaba estão sendo questionados como falsificações, notadamente nas de algumas griffes. Mesmo assim, a Alibaba considera que o Brasil é onde suas atividades devem se expandir nos próximos anos, mesmo que este nome seja associado no país com os 40 ladrões.

clip_image002

Um dos sites utilizados pelo grupo apresenta suas ofertas em português, e os isentos de tributações de importações devem estar abaixo de US$ 50, havendo ainda uma taxa que eles cobram por encomenda.

Outros grupos que atuam nesta faixa de mercado também estão promovendo importações, como os provenientes da China. A pouca importância que o Brasil veio adotando para a expansão de suas atividades no exterior não vem permitindo um razoável equilíbrio nestas operações de comércio internacional, que deveria contar com um volume também de exportações nesta faixa.

Muitos afirmam que o câmbio seria um fator fundamental, mas é preciso considerar que também existem muitas outras iniciativas que devem tornar os produtos brasileiros competitivos, incluindo a logística, todos os procedimentos burocráticos, alem das tributações que devem incidir tanto sobre os produtos acabados como matérias primas e componentes envolvidos, alem dos encargos sobre os custos de mão de obra.


Intervenção das Autoridades Japonesas no Câmbio

1 de novembro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, Tecnologia, webtown | Tags: , , | 2 Comentários »

O professor Antonio Delfim Netto, economista dos mais experientes no mundo, afirma que quem pensa saber o que está acontecendo na economia mundial tão confusa deve estar mal informado. Economias tão diferentes como a brasileira e japonesa sofrem com a excessiva valorização de suas moedas, fazendo com que as importações sejam favorecidas, as exportações fiquem menos competitivas, os seus turistas gastem mais no exterior, e o influxo de turistas estrangeiros fique mais custoso, os fluxos financeiros fiquem exagerados, entre outros efeitos.

O Brasil, que é exportador de muitos produtos primários, principalmente agropecuários, continua sofrendo fortes influxos de recursos financeiros externos, e o Japão, exportador de produtos industrializados de alta tecnologia, também recebe uma quantidade absurda de recursos externos, ambos sofrendo valorizações exageradas que prejudicam suas atividades econômicas internas. E as autoridades acabam sendo obrigadas a interferir no mercado cambial, ainda que saibam das limitações de suas influências. O yen, que estava no patamar dos 76 por dólar, atingiu o de 79 por dólar norte-americano.

yenreal

Leia o restante desse texto »


Indústria de Aviação Francesa se Prepara Para o Futuro

20 de junho de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Tecnologia | Tags: , , ,

Como é do conhecimento geral, o Salão da Indústria Aeronáutica mais importante do mundo ocorre em Bourget, onde participa tradicionalmente a Embraer brasileira. Logo que se abriu a exposição, a casa matriz da Airbus, segundo publicado no Le Figaro desta segunda-feira, iniciou suas pesquisas para o lançamento do novo avião que pretende cobrir Paris a Tokyo em duas horas e meia, sem agredir o meio ambiente. Espera-se que o projeto esteja concluído em 2050. O Concorde voou comercialmente pela última vez em 2003 e é uma das frustrações francesas.

O voo do novo avião pretende atender o mercado dos executivos, comportando entre 50 a 100 passageiros, e tem como alvo principal a ecologia, com emissão zero de poluentes. O projeto foi batizado de ZEHST (Emissão Zero no Transporte de Alta Velocidade – Zero Emission High Speed Transport), numa associação das empresas EADS, L’Onera, do Laboratório de Pesquisa Aeroespacial da França, como do Japão.

concordezehst-afpgetty_616283s

Concorde, cujo projeto fracassou comercialmente, e o novo projeto batizado de Zehst

Leia o restante desse texto »


Necessidade e Conveniência do Uso do Bioplástico

7 de junho de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Tecnologia | Tags: , ,

Muitas publicações, suplementos e artigos foram escritos nos últimos dias sobre as medidas que podem contribuir para a melhoria do meio ambiente. Entre as mais práticas, de fácil implementação e extremamente conveniente para o Brasil, é a disseminação do uso do bioplástico, não somente nas chamadas “sacolinhas” que estão se tornando obrigatórias na cidade de São Paulo, mas em todas as demais aplicações dos atuais plásticos derivados do petróleo. Ainda que existam algumas resistências compreensíveis, a tendência é de uma rápida substituição por materiais amigos do meio ambiente, pois a consciência popular está se alterando rapidamente.

A discussão sobre o assunto ainda não ficou afunilada, havendo opiniões que parecem expressar interesses comerciais, como o do desemprego da mão-de-obra atualmente usada na produção dos plásticos derivados do petróleo (como se os bioplásticos não criassem mais empregos) ou necessidade de fazer os consumidores sentirem no bolso a conveniência das mudanças, como estão em artigos publicados hoje no Valor Econômico. Observando-se a consciência da reciclagem de papéis, alumínio, vidros e outros materiais, no mesmo sentido de proteção do meio ambiente, em diversos países, constata-se que as campanhas educativas podem acelerar estes processos de forma acentuada, pois lidar com lixos não degradáveis está ficando com um custo proibitivo, principalmente no mundo desenvolvido.

e5ca2d90e201e99c583d752f42aadbcbLixaoCatadores20080220MarcelloCasalJrAgenciaBrasil

Leia o restante desse texto »


Escassez de Energia Elétrica e Soluções Criativas

18 de maio de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias, Tecnologia | Tags: , | 6 Comentários »

Um artigo no Financial Times escrito por Leslie Hook informa que a China está passando por uma forte restrição no fornecimento de energia elétrica, que já vinha ocorrendo no passado, mas está se acentuando com a proximidade do verão local. Os preços dos produtos alternativos de geração de energia, como o carvão mineral e o diesel, estão acusando fortes aumentos, e como os preços da energia são controlado naquele país acabam ocorrendo racionamentos. De forma similar, o Nikkei informa que, com os problemas nas usinas nucleares do Japão, as restrições estão se tornando importantes, exigindo das empresas e dos consumidores formas de superar as limitações.

Na China, antes das datas previstas para os usuais cortes do verão, as províncias de Hunan, Zhejiang, Juangsu e Anhui, ao lado de Xangai e Chogquing, já iniciaram os racionamentos de energia elétrica. Eles já vinham alertando sobre esta possibilidade por semanas, informando que serão mais severas este ano. Xue Jing, do Conselho de Eletricidade da China, informou a mídia estatal que a falta de energia elétrica será a mais severa desde 2004.

Nni20110518D18HH026104120

Engenheiro da IHI inspeciona um gerador na Prefeitura de Chiba

Leia o restante desse texto »


Lenovo da China Avança no Brasil

9 de maio de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Tecnologia | Tags: , , , | 2 Comentários »

Uma ampla entrevista foi dada pelo presidente mundial da Lenovo, o norte-americano Rory Read, que também é o seu diretor de operações e ocupa a quarta posição como fornecedor de computadores, atrás da HP, Acer e Dell. Ele explica que a filosofia da empresa é a integração cultural, tendo se originado na IBM, onde seu pai trabalhou por 38 anos.

Ele vê o mercado brasileiro como promissor, revelando-se disposto a ampliar suas atividades no país, que na China chega a 32,2%, 10,3% na Índia, 9% na Rússia e somente 4,8% na América Latina que engloba o Brasil. O seu faturamento mundial chega a US$ 16,7 bilhões e no último trimestre cresceu 34% nos países emergentes.

read_rory_lenovo400

Rory Read, diretor de operações e presidente da Lenovo

Leia o restante desse texto »


Verão Japonês Com a Redução do Ar-Condicionado

15 de abril de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , ,

Diante do desafio para a redução do consumo de energia elétrica por que passa a economia japonesa, diversas medidas inusitadas estão sendo adotadas, mostrando a capacidade da tecnologia nestas adaptações. Dado o elevado custo da energia, os equipamentos domésticos, industriais e os utilizados nos escritórios e loja já demandavam menos energia, principalmente quando comparados com os brasileiros. Lâmpadas elétricas, refrigeradores, ares-condicionados, televisões e tudo o mais chegaram a poucas dezenas de percentuais quando comparados com os ocidentais. Os consumidores estão lotando, também, as lojas que vendem ventiladores, que utilizam 10 a 20% da energia do ar-condicionado.

O ex-premiê Junichiro Koizumi já tinha introduzido a abolição do paletó e gravata até no seu gabinete, mesmo nas cerimônias oficiais, reduzindo o uso do ar-condicionado, que somente era utilizado para atenuar um pouco a temperatura e a elevada umidade de Tóquio. Era o chamado “Cool Biz” nos Estados Unidos. Agora o jornal Nikkei noticia outras surpreendentes inovações.

Paleto_artigo_nikkeiA cadeia de roupas masculinas Aoki lançou o chamado “the Premium air cool suit”, um terno em torno de 600 dólares norte-americanos, havendo uma versão feminina em torno de 350 dólares. Eles mantêm uma temperatura de 10 graus centígrados mais baixos que os convencionais. Eles desenvolveram um tecido com o departamento de Ciência e Tecnologia Têxtil da Universidade de Shinshu usando um solvente que bloqueia os raios infravermelhos e ultravioletas, não deixando o calor penetrar no tecido.

Além destes produtos, cerca de l,7 milhões de outros produtos estão sendo oferecidos, para atender todas as exigências desta campanha pela generalização do “Cool Biz”.

Informam que o terno como as demais roupas possuem elásticos que dão um grande conforto e mobilidade. Esta empresa prepara-se para lançar camisas que chamam de Deodorant Dry, que são camisetas que combatem os odores do suor.

Como sempre os desafios estão acelerando as inovações tecnológicas que permitem novos produtos, que poderão ser utilizados também nas regiões tropicais.


Tecnologia a Serviço da Humanidade

4 de abril de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , , | 4 Comentários »

Onde os seres humanos não devem trabalhar, devido aos altos riscos, como nas áreas contaminadas pelas radiações no Fukushima Daiichi, ou em águas profundas do Atlântico, a cerca de 4.000 metros, foram utilizados equipamentos de alta tecnologia semelhantes aos robôs. No http://cryptome.org/eyeball/daiichi-npp2/daiichi-photos2.htm pode se encontrar, entre outras, as fotos que foram obtidas com o uso do UAV (avião de controle remoto), que tem a aparência simples de um aeromodelo que as crianças utilizam nos parques públicos, mas que estão dotados de poderosas câmeras digitais de alta definição. O local era arriscado, não somente pela radiação, como pelas torres que exigiriam habilidades elevadas dos pilotos, mesmo de helicópteros para se obter estas fotos.

pict47

No caso da localização dos restos do Airbus do vôo AF447 nas profundezas do Atlântico, foi utilizado o submarino robô Remus, que continua procurando a “caixa preta”, importante para saber exatamente o que aconteceu com aquela aeronave, para que desastres futuros sejam evitados. Alem da recuperação de muitas partes da aeronave foram localizados alguns corpos de vítimas do acidente.

11081244

Como estes exemplos, existem muitas tecnologias de ponta que podem ser utilizadas, não sujeitando seres humanos, ainda que eles estejam determinados a executar seus trabalhos mesmo com o risco de suas vidas. Ainda existem muitos trabalhos a serem realizados em ambos os casos, mas o emprego de equipamentos como estes podem facilitar muitas das tarefas mais arriscadas.

Estes desenvolvimentos continuarão no futuro, para operações em localidades com condições adversas, como na preservação da segurança nas operações do pré-sal, na costa brasileira. Os cuidados ambientais envolvidos devem ser multiplicados e exigem constantes inspeções preventivas, pois está se atuando no limite do conhecimento humano.

O uso da energia atômica, ainda que contrariando muitos que o considera exageradamente arriscado, vai continuar, inclusive na medicina para preservar vidas. As tecnologias para tanto continuam avançando, mas sempre apresentem riscos cada vez menores.