Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Os grandes Desafios do Correio Asiático

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Empresas, Notícias | Tags: , , , ,

Se existe um setor no mundo que está passando por profundas transformações é o dos correios. No Japão, é um dos maiores problemas políticos, o maior banco do mundo, suas comunicações passam a ser “on line e on time”, é a instituição que conta com a maior credibilidade popular.

Não é à toa que o assunto preocupa a todos, com repercussões universais.

Com tudo que está sob a sua influência, deve-se preocupar com as transformações por que passa, por exemplo, a sua privatização do ponto de vista político, com resistências de toda ordem, com a necessidade de definir as tendências para o futuro.

Parte substancial das elevadas poupanças asiáticas estão nos Correios que, como na França, é onde estão as economias populares, e as sobras de caixa do dia a dia. É o maior banco do mundo, dispondo de recursos estáveis, e por ele pode-se realizar remessas de numerários vivos em envelopes. Sua credibilidade junto à população é das mais elevadas, pois o que lhe é confiado chega ao destino certamente, com uma rapidez incrível.

Parte substancial das comunicações está passando para o setor privado, com a internet, capaz de transmissões “on line e on time” para o mundo todo, até às regiões mais remotas. E no Japão se dispõe de um eficiente sistema logístico privado, que entrega qualquer pacote nas áreas menos imagináveis, no máximo em um dia, com total precisão horária. Um passageiro aéreo pode entregar sua bagagem de casa ou do hotel para recebê-la no balcão de “check in” do seu vôo, num país onde muitos transportes coletivos não dispõem mais de espaços para as bagagens.

Qual vai ser o papel dos Correios no futuro? É um desafio que precisa ser definido, com toda a tecnologia que vai se tornando disponível e que afeta a todo mundo.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: