Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Verão no Hemisfério Norte e Inverno no Hemisfério Sul

22 de junho de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, webtown | Tags: , , , | 4 Comentários »

Tudo indica que o verão começou com muito calor no Hemisfério Norte e o inverno rigoroso no Hemisfério Sul. Os problemas energéticos mundiais agravam os rigores do clima, pois ares condicionados e outras formas de regular os seus efeitos estão sofrendo restrições, tanto com a necessidade de economia das suas fontes, como a nuclear, quanto pelos seus efeitos poluentes. Seus efeitos são mais sensíveis para as populações idosas que continuam aumentando, provocando lamentáveis vítimas fatais.

Os ecologistas atribuem estes problemas climáticos pelas ações humanas que, lançando mais CO2, estariam aquecendo o planeta, mas as provas científicas ainda não são suficientes. Mesmo quando os seres humanos não eram capazes de provocar tamanhos estragos, houve períodos de rigores climáticos acentuados, tanto para o frio como para o calor. Os fenômenos como La Niña e El Niño são conhecidos secularmente e eras do gelo já ocorreram muito antes que os seres humanos tivessem alguma importância. De qualquer jeito, cuidar do meio ambiente virou uma necessidade e uma consciência universal, ainda que os países não consigam chegar a um consenso sobre as metas a serem atingidas no futuro.

04AAAA

Há pedidos de moratórias diante de outros desastres naturais, como no caso do Japão em função dos terremotos e tsunamis. O país tinha decidido voluntariamente sobre metas de lançamento de CO2, estabelecendo mecanismos de crédito de carbono. No entanto, a falta de adesão de nações altamente poluentes, como os Estados Unidos e a China, acaba por provocar retrocessos em outros países.

Do ponto de vista de abastecimento mundial de alimentos, os problemas localizados de irregularidade climática parecem ser possíveis de serem contornados com aumentos das produtividades e ampliação das áreas cultivadas, ainda viáveis.

Os problemas de melhoria da qualidade energética em todo o mundo parecem esbarrar nos seus custos, até o momento, ao mesmo tempo em que o mundo emergente persegue uma melhoria do bem-estar de sua população numa velocidade elevada. A China, por exemplo, parece obrigada a reduzir o seu ritmo de crescimento, ainda que ligeiramente, pois vai encontrando seus limites.

Os problemas das usinas nucleares de Fukushima Daiichi parecem ter aumentado a resistência ao uso destas fontes energéticas em todo o mundo, ainda que alguns países ainda pretendam ampliar o seu uso no futuro próximo. Pesquisas e providências para a redução do uso de fontes poluentes de energia estão em andamento, mas, infelizmente, o petróleo e os combustíveis nucleares continuarão a fazer parte da matriz energética, de forma importante, nas próximas décadas.

Mas também existem alegrias que o inverno e o verão provocam nos seres humanos, como o esqui para alguns e praias para muitos. O mundo necessita aprender com os orientais que as mudanças das estações fazem parte da vida, e que a sua melhor utilização pode enriquecer a todos, tanto na alimentação como na cultura. Ajuda a mudar a rotina, provocando um constante renascer nas atividades humanas, como na natureza.

Problemas sempre existirão, mas as alegrias podem ser maiores e na medida em que a população se torna mais idosa vai se tornando mais sábia, com a disseminação das informações com maior velocidade.


4 Comentários para “Verão no Hemisfério Norte e Inverno no Hemisfério Sul”

  1. ana vitoria
    1  escreveu às 21:13 em 25 de Abril de 2013:

    Eu tanto quero conhecer a Asia, a China, o Japao, a lua e o mundo. Eu quero conhecer tudo.

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 00:11 em 26 de Abril de 2013:

    Cara Ana Vitoria,

    Realmente, vale a pena. Mas, comece por algum lugar específico.

    Paulo Yokota

  3. chayeny dos santos
    3  escreveu às 11:07 em 9 de Março de 2014:

    Bom o site, sempre quis comhecer mais sobre os hemisférios.

  4. Paulo Yokota
    4  escreveu às 07:26 em 10 de Março de 2014:

    Cara Chayeny dos Santos,

    Sempre é interessante conhecer um pouco mais.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: