Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Comparações das Realidades Brasileiras com as Externas

28 de julho de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Turismo, webtown | Tags: , , | 4 Comentários »

Quando ouvimos as propagandas das autoridades paulistas falando sobre as maravilhas do metrô de São Paulo, ficamos abismados, imaginando que algumas não têm nenhum senso de ridículo. Os chineses estão efetuando turismo por todo o mundo, com o casal acompanhado do seu filho, para ensinarem in loco sobre o que se realiza no exterior, principalmente nas grandes metrópoles onde procuram absorver conhecimentos que são adaptadas às realidades da China.

Enquanto o metrô paulistano se arrasta, promovendo inaugurações ridículas de estações, em Xangai, por exemplo, inauguram-se linhas completas em poucos anos, comparáveis com as de grandes metrópoles como Tóquio. Na capital nipônica, conta-se hoje com uma estação de metrô a poucos quarteirões, oferecendo muitas alternativas para deslocamento rápido entre diversas localidades, com serviços de elevada qualidade, sendo muitos deles linhas particulares.

river

Malhas subterrâneas das linhas de metrô de Xangai e Tóquio (abaixo)

subway5

O sistema de metrô de São Paulo iniciou seus estudos iniciais em 1968 e a sua extensão, incorporando a dos trens suburbanos, mal chega a 70 quilômetros atualmente. O de Xangai começou a operar em 1995 e conta hoje com mais de 430 quilômetros em operação, fora o sistema de Monolev (do aeroporto até a cidade, que gravita utilizando tecnologia alemã), que chega a velocidades absurdas, com grande conforto.

Tóquio é uma cidade mais concentrada, e o seu sistema de metrô altamente eficiente começou suas primeiras operações em 1927 e conta com 282 estações cobrindo uma distância de mais de 330 quilômetros. Mas está ligado ao sistema ferroviário suburbano que conta com mais 880 estações há alguns anos, bem como o sistema ferroviário nacional e os principais aeroportos da metrópole.

Dada as dimensões da metrópole paulistana, que compreende também alguns municípios vizinhos da Capital, seus sistemas de transportes coletivos podem ser considerados deficientes, necessitando contar com um número elevado de veículos altamente poluentes como os ônibus.

Muitos outros exemplos de metrópoles similares a São Paulo podem ser citados. Há muito que se fazer por aqui e as autoridades que devem conhecer outras metrópoles mundo afora não devem abusar dos poucos conhecimentos da população mais humilde, com propagandas enganosas.


4 Comentários para “Comparações das Realidades Brasileiras com as Externas”

  1. Isaque Doi
    1  escreveu às 21:49 em 8 de Janeiro de 2013:

    Sempre uso o exemplo do metrô para comparar o Japão com o Brasil!! Texto muito bom. Dia 22 embarco para Haneda e conhecerei o metrô de Tokyo!!!

    Deus o abençoe

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 16:58 em 11 de Janeiro de 2013:

    Caro Isaque Doi,

    Obrigado pelo uso do site. Além do metrô, aproveite a viagem, pois ainda que o Japão enfrente suas dificuldades, muitos ocidentais admiram o respeito que os japonese têm pelos outros.

    Paulo Yokota

  3. Isaque Doi
    3  escreveu às 17:51 em 15 de Janeiro de 2013:

    Sim!! Essa viagem deve acrescentar em muito o meu conhecimento!!
    Vai ser um prazer conhecer a terra dos antepassados!

  4. Paulo Yokota
    4  escreveu às 10:40 em 17 de Janeiro de 2013:

    Caro Isaque Doi, procure aproveitar deste os detalhes do cotidiano, como o que acontece com as grandes organizações. O Japão vem mudando muito, estando atrazado em alguns setores, mas avançados em outros. Se possível vá ao interior, ou as terras dos seus antepassados, pois as grandes metrópoles acabam parecidas com outras do mundo.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: