Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Aperfeiçoamentos Constantes Para Vendas no Varejo

29 de Janeiro de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002Um artigo publicado por He Wei no China Daily informa que a Tencent chinesa abriu sua primeira loja popular em Xangai sem caixa, chamada We Life, o que também está sendo providenciada pela Amazon norte-americana, com pequenas diferenças. Nada mais irritante para os consumidores esperar em longas filas para efetuar o pagamento de suas compras.

Os consumidores podem adquirir alimentos e bebidas não se preocupando com o pagamento que já está devidamente debitado na sua conta. Foto constante do artigo no China Daily

Eles utilizam um aplicativo do WeChat Pay que não precisa do cartão para o débito da compra que está se tornando usual na Ásia. Todos os produtos têm etiquetas de identificação e contam com sistema de transmissão por radiofrequência. Eles dispõem do sistema de reconhecimento facial dos consumidores e um sistema de avaliação do volume de crédito será incorporado para cada consumidor. Eles pretendem que empresas terceirizadas usem o conjunto de suas tecnologias no futuro, esperando alcançar US$ 10,2 bilhões de venda em 2020. A Tencent possui acordos com diversas empresas chinesas de tecnologia.

clip_image004

A loja inaugurada tem 300 metros quadrados e muitas outras estão planejadas

Muitos outros grupos chineses estão se preparando para abrir centenas de lojas semelhantes nos alimentos e pequenos lanches. A Alibaba lançou a Tmail Cashierless Supermarket e analistas de bancos estrangeiros expressam que esta é uma clara tendência, sendo que alguns preferem ser donos de tudo.

Quando se compara com o que acontece no Brasil se nota a diferença tecnológica com outros países emergentes.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: