Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Passo Decisivo Para Mistura de Etanol na Gasolina no Japão

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , , ,

A Nippon Oil, uma das mais poderosas petrolíferas japonesas que era estatal, já possui uma unidade em Negishi, perto de Yokohama, produzindo gasolina com etanol. Os japoneses chamam esta mistura de biogasolina e a consideram amiga do meio ambiente. Anunciaram que no próximo ano fiscal, que começa em abril, mais três de suas refinarias passarão exclusivamente à biogasolina, segundo o respeitável jornal econômico Nikkei.

Estas refinarias se localizam em Oita, Osaka e Okayama. Assim, quatro das sete refinarias que possuem trabalharão com biogasolina. Já existem mil postos afiliadas da Nippon Oil trabalhando com biogasolina e devem passar para dois mil no próximo ano fiscal, que vai até março de 2011, atendendo cerca de 20% de toda a sua rede.

Esta é uma notícia alvissareira, pois as usinas brasileiras de etanol vieram insistindo durante muitos anos com o Japão, sofrendo restrições das distribuidoras de gasolina. Elas alegavam que o elevado custo dos postos duplicaria seus tanques. A Nippon Oil possui uma forte liderança sobre as demais distribuidoras, por ter sido uma espécie de Petrobras do Japão. Isto significa que os automóveis que circulam no Japão só não terão acesso à biogasolina em algumas poucas regiões daquele país.

A Nippon Oil será fundida em abril deste ano com a Nippon Mining, e uma ou duas novas refinarias de ambas passarão a produzir gasolinas ecológicas a partir da primavera japonesa (abril a junho). Elas estão se esforçando para competir com os carros que utilizam energia elétrica.

A Nippon Oil é a líder no mercado japonês de distribuição de gasolina e está empenhada em substituí-la por biogasolina. Esta é a grande notícia que o Brasil esperava, ainda atualmente a mistura de etanol seja pequena no Japão. O Brasil é o grande produtor de etanol, com custo competitivo, no mundo.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: