Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Lições Que Vêm da China

7 de Março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: , , ,

wen jiabao Importantes analistas chineses indicam que o país inicia uma nova fase política com o discurso muito aplaudido do premier Wen Jiabao no National People’s Congress, que continua sendo realizado em Beijing.

Ele sinalizou importantes mudanças que foram aplaudidas pelos cinco mil legisladores presentes, que devem servir de exemplo para outros países emergentes como o Brasil.

O premier enfatizou que a China corre grandes riscos na sua orientação no sentido de sua modernização e reforma econômica se não efetuar “across the board”, que pode ser mal traduzido como “pela raiz”, se a nação não completar a reestruturação política profunda que está em andamento.

Ele sinalizou que o governo deve facilitar que o povo critique e supervisione a administração, e a imprensa desempenhe o papel de expor as autoridades à luz do sol.

Diz um analista chinês que isto reflete a confiança do governo diante das pressões internas e externas. O governo deve preocupar-se com os desafios que enfrenta e não pode se vangloriar dos méritos do passado, mas pensar no seu futuro.

Um influente legislador chinês afirma que esta reestruturação deve aproximar o governo das posições do povo. A China deve resolver primeiro os seus problemas internos se pretende ocupar uma posição importante no mundo. Ele admite que há um exagero na interferência governamental na microeconomia, e que a administração pública e os serviços são relativamente fracos.

Ele propugna por uma democracia social, com ênfase na administração local, e com respeito aos direitos humanos. Na atual legislatura, deve ocorrer uma reforma política e eleitoral.

Se até a China que tem um sistema de partido único, considerado autoritário pelo Ocidente, pensa na importância de reformas tão profundas, os países emergentes como o Brasil devem procurar imitar os chineses, e efetuar as reformas que necessitam.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: