Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Aprofundamento dos Entendimentos Nipo-Indianos

1 de Maio de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , ,

O jornal econômico Nikkei informa que uma equipe de ministros japoneses formado pelo de Negócios Estrangeiros, Koichiro Gemba, de Indústria, Yukio Edano, e de Serviços Financeiros, Shozaburo Jimi, mantiveram entendimentos na Índia com o de Assuntos Externos, S.M.Krishna, e de Comércio e Indústria, Anand Sharma. Eles deram prosseguimento ao acordo firmado pelo premiê Yoshihiko Noda com o premiê Manmohan Singh envolvendo US$ 9 bilhões para o projeto do Corredor Industrial Delhi-Mumbai, para construir a ferrovia de transportes de cargas e outras infraestruturas na Índia.

Segundo a notícia, eles também acertaram o início das exportações de terras raras para o Japão, decorrentes da exploração conjunta na Índia, no segundo semestre deste ano. Com a participação da empresa japonesa Toyota Tsusho e uma estatal hindu, pretendem exportar 4.000 toneladas de terras raras, representando cerca de 14% da demanda japonesa anual destes recursos.

610x

Ede Koichiro Gemba com S.M. Krishna

O The Time of India preferiu destacar o exercício conjunto que a Marinha da Índia fará com o Sistema de Defesa do Japão em junho próximo como parte do acordo de cooperação de segurança no Pacífico-Ásia. Esta operação teria em conta o aumento da capacidade militar da China na região, que está envolvendo também mobilizações dos Estados Unidos com a Austrália.

Outros assuntos estariam sendo discutidos pelos dois países, em função dos problemas que ocorrem na região, mas parece que não existem outras operações envolvendo a segurança, pois o Japão mantém uma posição cautelosa sobre estes assuntos, notadamente quando se envolve a energia nuclear.

A Índia parece disposta a flexibilizar as exigências relacionadas aos bancos japoneses.

Tudo indica que o Japão procura incentivar o intercâmbio com os países emergentes, e seria desejável que no relacionamento com o Brasil também fossem concedidas as atenções que vêm sendo dadas à Índia. Lamentavelmente, do ponto de vista político, as autoridades japonesas podem se deslocar mais facilmente para os países asiáticos, exigindo o dobro do tempo quanto se relaciona com a América do Sul.

Como o prestígio popular dos políticos japoneses não é dos mais elevados, muitos necessitam concentrar suas atenções às próprias bases políticas. Mas, aproveitando os feriados do chamado Golden Week, o premiê Yoshihiko Noda viajou para os Estados Unidos para se encontrar com Barack Obama.

Deste ponto de vista, a distância geográfica que separa o Brasil do Japão acaba se constituindo num obstáculo para visitas mais expressivas. Ao Brasil acabou vindo o ministro Motohisa Furukawa, de Assuntos Estratégicos, Fiscal e Monetário, que estava previsto para um encontro com o chanceler Antonio Patriota, além de uma visita à Embraer.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: