Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Aumento de Estrangeiros no Japão

21 de Março de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , , | 2 Comentários »

Um artigo publicado por Yosuke Sakurai no Nikkei Asian Review mostra sutis modificações no relacionamento dos japoneses com relação aos trabalhadores estrangeiros. Notadamente, porque eles estão ajudando a recuperar áreas rurais decadentes, compensando parte da redução da população e os jovens japoneses que procuram as grandes cidades.

image

Gráfico constante do artigo no site do Nikkei Asian Review, mostrando um declínio ligeiro da população japonesa ao mesmo tempo em que aumentam os estrangeiros no Japão. A matéria vale a pena ser lido na íntegra

Até recentemente, o mais comum era apontar os problemas de adaptação dos estrangeiros que vão trabalhar no Japão, inclusive de educação de suas crianças nas regiões de maior concentração de estrangeiros, por serem trabalhadores temporários descendentes de japoneses, também chamados de dekasseguis. Agora, parece que aumentam também os profissionais estrangeiros que necessitam atender muitas funções, até técnicas, para as quais não se conseguem candidatos japoneses.

De outro lado, a matéria destaca que regiões que estavam decadentes com os jovens se deslocando para os grandes centros urbanos do Japão, deixando somente idosos que cuidavam de suas lavouras, sendo incapazes de sustentar os comércios e os serviços que existiam, deixando até casas que não encontravam compradores ou inquilinos para o seu aluguel. Elas agora estão sendo recuperadas.

image

Alunos estrangeiros em escolas japonesas

Alguns estrangeiros estão chegando a estas áreas e a matéria publicada naquele site informa sobre uma escola elementar onde as crianças falam japonês, mas seus primeiros idiomas eram o português, o espanhol, o tailandês, o indonésio e o tagaloge (idioma usado em algumas partes das Filipinas). Trata-se de uma diversidade que não existia no Japão e a maioria das crianças tem um dos pais japonês.

Na escola chamada Elementar Keiwa, os alunos todos falam corretamente o japonês, contando com 250 estudantes, criando um novo microcosmo da diversidade no meio rural japonês. Esta imigração de estrangeiros está ajudando a recuperar algumas destas áreas decadentes, aumentando inclusive suas receitas tributárias. Antes deles, a escola passava por uma redução de alunos para um sétimo do seu pico de estudantes.

Fica difícil distinguir de que origem são estas crianças e uma informa que ela é metade japonesa e metade filipina e hoje não se sente diferente das demais alunas. Na província de Mie, estes imigrantes mais que compensaram os jovens locais que foram para Tóquio, no ano passado, sendo de 5.999 contra 5.907 que deixaram esta província.

Uma das maiores queixas no passado sobre os imigrantes eram que eles não respeitavam a separação dos diversos tipos de lixos, para a reciclagem. Hoje, aprenderam este processo como feito pelos japoneses, não havendo motivo para as reclamações passadas, até porque também estes pais estrangeiros aprenderam o japonês para poder trabalhar adequadamente no Japão, ainda de forma mais lenta do que as crianças.


2 Comentários para “Aumento de Estrangeiros no Japão”

  1. Simone Aparecida
    1  escreveu às 13:09 em 23 de Março de 2018:

    O ideal para o Japão seria o aumento de brasileiros. Nós temos uma cultura evoluída, além de sermos, em grande maioria, cristãos.

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 14:59 em 26 de Março de 2018:

    Cara Simone Aparecida,

    A parcialidade não é uma qualidade desejável. Nossa cultura é recente e os cristãos no mundo são em pequeno número.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: