Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Aumento das Viagens dos Chineses na Passagem do Ano

9 de Fevereiro de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , , , ,

clip_image002A população chinesa continua aumentando suas viagens, principalmente para os lares de suas famílias, durante o período de passagem do ano, como já se observava no Japão no passado.

Foto publicada no China Daily sobre a enxurrada de viagens para os lares da família

Muitos chineses deixaram os lares de suas famílias, onde os pais ainda permanecem e os jovens foram trabalhar nos grandes centros urbanos. Ainda que muitos deles não tenham atingido as expectativas, são bem acolhidos pelos seus pais, com a alegria de conviverem por alguns dias. O China Daily publica uma estimativa que de 24 de janeiro a 2 de fevereiro houve um aumento de 2,5% dos viajantes comparado com o ano passado, e, ainda nestes dias, os meios de transporte estão lotados, deixando os grandes centros urbanos como Guangzhou praticamente vazios.

Um entrevistado, Tang Shijue, não foi dos melhores sucedidos em suas expectativas, e retorna para o lar dos seus pais sem poupança ou namorada, mas ainda assim é bem acolhido com a alegria de revê-lo. Desde 2013, ele trabalha em Guangzhou e consegue uma renda de cerca de US$ 300 por mês, mas informa que seus amigos todos viajaram e deixaram a cidade vazia. Mesmo sendo somente para rever os seus pais, é preferível que ficar sozinho na cidade.

A estação ferroviária oeste de Beijing recebeu mais de 200 mil passageiros por dia, o dobro dos dias normais, constituindo um novo recorde. Mesmo no passado, quando o movimento não era tão grande, viajar na China já era uma aventura nos períodos normais, dada a massa de viajantes, uma fila interminável de milhares de pessoas.

Os sistemas de transportes ferroviários na China sempre foram eficientes e estão melhorando, pois, apesar dessa massa de viajantes, as bagagens chegam adequadamente nos seus destinos, ainda que sejam despachados em vagões apropriados. Viajando com a minha família por mais de 2 mil quilômetros naquele país, as cabines para quatro passageiros eram adequadas, ainda que ninguém falasse além do mandarim. Como éramos cinco na família, fiquei com outros três chineses numa outra cabine, todos passageiros sorridentes e solícitos, mas com os quais não conseguia me comunicar, mal conseguindo chegar ao vagão do restaurante para as alimentações.

Apesar da minha natural desconfiança, quando chegava à estação de destino, bastava ir procurar as malas que não estavam sequer com os tíquetes, mas nunca tive problemas.

Muitos chineses aproveitam também estes longos feriados para as viagens para o exterior, e certamente um dos locais preferidos continua sendo o Japão, onde continuam aumentando suas compras. Este intenso intercâmbio acaba ajudando tanto a China como os outros países.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: