Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Futebol da Liga dos Campeões da Ásia

23 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: ,

rivaldo O futebol é o esporte mais difundido em todo o mundo. De todas as verbas que são aplicadas nas diversas modalidades, estima-se que 50% se destinam ao futebol, que tem fãs em todos os países, inclusive asiáticos.

A Liga da Ásia reúne 32 clubes, divididos em 8 grupos, 4 representando os clubes do mundo árabe (Arábia Saudita, Catar, Irã, Emirados Árabes e Uzbequistão) e 4 representando os clubes da parte oriental (Japão, Coreia do Sul, Austrália, China, Indonésia e Cingapura). A competição se inicia hoje, dia 23 de fevereiro.

Praticamente em todos estes clubes existem profissionais brasileiros, como técnicos (com destaque para Luiz Felipe Scolari e Toninho Cerezo) e jogadores (entre os mais conhecidos Rafael Sóbis, Juninho Pernambucano, Denílson, Rivaldo, Magrão).

Estes brasileiros são verdadeiros embaixadores em muitos países do Oriente Médio e Extremo Oriente, sendo alguns mais conhecidos e influentes que os nossos diplomatas, sem nenhum demérito para os últimos. É que são ídolos, conhecidos pelo papel que desempenharam ou desempenham ainda no cenário mundial.

Como já foi relatado neste site, podem exercer o papel de abrir os mercados destes países para os produtos brasileiros, se aproveitados pelas autoridades e empresários. Já nos referimos ao Café Pelé, que desempenhou um papel importante em mercados como o russo.

Gisele Bündchen, uma brasileira que é personalidade mundial no mundo da moda, ajudou a colocar milhões de simples alpargatas em variados países, inclusive em mercados competitivos como o do Japão e Estados Unidos. Por que não aproveitar os nossos ídolos do futebol, reconhecidos em todo o mundo? Não podemos nos dar ao luxo de desperdiçar os nossos melhores talentos…



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: