Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Volta de Trabalhadores Brasileiros do Exterior

15 de Março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , ,

Uma notícia muito alvissareira foi dada pela jornalista Ângela Lacerda no Estado de S.Paulo de hoje, sob o título “Estaleiro de Suape tem ‘invasão’ de dekasseguis”. São 82 trabalhadores brasileiros que se encontravam no Japão pelo Estaleiro Atlântico Sul, principalmente sondadores experientes.

Com a atual crise que continua criando problemas de emprego em muitas partes do mundo, os trabalhadores brasileiros que tinham ido ao exterior, não só ao Japão, mas à Europa ou aos Estados Unidos, estão sendo obrigados a retornar. E nem sempre conseguem empregos adequados.

Ainda que tardiamente, a indústria brasileira, até de equipamentos pesados, começam a contratar pessoal qualificado para atender as demandas decorrentes dos investimentos em infraestrutura, notadamente no pré-sal. Na medida em que estes trabalhadores acumularam experiências em atividades hoje demandadas, muitos conseguem empregos com os quais sequer sonhavam.

É claro que a concorrência será acirrada, pois muitos jovens estão sendo preparados nas escolas técnicas brasileiras, mas sempre a demanda supera a oferta, neste tipo de mão de obra. Até engenheiros civis passaram a ser procurados, e os mais especializados, com elevada qualificação, estão sendo contratados no exterior.

É verdade que o câmbio não ajuda, mas a demanda está sendo para a expansão da infraestrutura interna que está precária para as atuais necessidades de desenvolvimento.

Isto que está acontecendo recomenda a todos trabalhadores no exterior que procurem atividades visando adquirir algumas habilidades com demanda em expansão. Indústrias eletrônicas, de telecomunicação e outras ainda encontram-se defasadas quando comparadas às asiáticas, mas muitos dos seus produtores terão produção local no futuro.

Mesmo que estes trabalhadores já tenham atingido uma idade madura, a sua experiência no exterior pode ser uma qualificação que nem todos os jovens possuem.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: