Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Marcha das Mudanças na Economia Chinesa

3 de Maio de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia | Tags: , , , | 2 Comentários »

O jornal mais importante da China, o China Daily, registra em seus artigos as mudanças que começam a se processar na sua economia. Li Xiang escreve as alterações que estão ocorrendo com o envelhecimento relativo da população chinesa, com base no último censo. Já em 2013, segundo algumas análises, haveria um decréscimo da população em idade ativa, e isto pode contribuir para desacelerar o seu crescimento econômico e elevar as pressões inflacionárias.

A mudança demográfica, com a transferência do excedente de população rural para as atividades urbanas, deve acelerar a mudança do modelo econômico, atualmente liderado pelas exportações e investimentos para as ampliações dos serviços e do consumo. A redução dos jovens indica o claro envelhecimento relativo da população com os mais de 60 anos, chegando a 33% em 2050, ao nível da Dinamarca e acima dos Estados Unidos. O dividendo demográfico que vinha beneficiando a China com mão-de-obra barata se inverteu, e os salários estão subindo, como em 2010, quando o mínimo subiu 20% em média. O aumento da produtividade terá dificuldade de acompanhar este ritmo, pressionando a inflação. O próprio governo espera dobrar os pagamentos aos trabalhadores nos próximos cinco anos.

china daily

Num outro artigo, no mesmo jornal, Wu Handong trata da estratégia da inovação na China, mostrando que o Centro de Estudos dos Direitos de Propriedade Intelectual, do qual é diretor, vem se preocupando com o desenvolvimento de marcas próprias dos chineses, pois seus investimentos em pesquisa ainda são menores que a maioria dos países desenvolvidos, como os Estados Unidos, o Japão e a Coreia.

A China era constantemente acusada de não respeitar estes direitos, mas, na medida em que ocorre o seu desenvolvimento, passa a sentir a sua necessidade e proposições neste sentido acabam sendo colocadas. O artigo em referência apresenta muitas cifras que demonstram este atraso chinês, que eles entendem ser necessário superar agora.

Algo semelhante parece estar acontecendo com a necessidade de ampliação dos serviços. O presidente Hu Jintao visitou Tianjin e expressou alta prioridade na necessidade de testar a qualidade dos seus alimentos. O artigo do China Daily refere-se às estatísticas dos crimes cometidos comprometendo a qualidade dos alimentos que estão sendo oferecidos à população, inclusive alguns exportados para países como o Japão.

O que se pretende não é somente a checagem por amostragem, mas, para a segurança alimentar, que todos sejam examinados, para verificar se as normas existentes estão sendo obedecidas.

Tudo isto está mostrando que a China está passando para um novo estágio de desenvolvimento, para se livrar da imagem que muitos ainda têm daquele país, que vai continuar a ter relevante importância no cenário econômico internacional mesmo desacelerando o seu ritmo de crescimento.


2 Comentários para “Marcha das Mudanças na Economia Chinesa”

  1. Egregora
    1  escreveu às 20:08 em 3 de Maio de 2011:

    Sr. Yokota,

    A China possui a imagem de um país sem regras, sem ordem e acho bastante difícil que tudo isso mude sem um esforço hercúleo. Independente do que acontecer daqui para a frente, sempre existirá a imagem de um país onde a qualidade é colocada de lado.

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 21:27 em 3 de Maio de 2011:

    Caro Egregora,

    Devemos respeitar todos os povos e seus costumes. Pode ser que eles pensem o mesmo do Brasil, e eles têm uma história e cultura de muitos milênios, quando mal completamos 500 anos. Quando a Europa produzia cerâmicas de baixa temperatura como os produzidos pelos nossos índios, os chineses já produziam belas peças artísticas da melhor porcelana. Isto está exposto no Museu de Sevres na França, um dos mais respeitáveis centros mundiais de produção da melhor porcelana. Eles produzem muitas coisas de alta qualidade, inclusive de tecnologia de ponta.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: