Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Montadoras dos EUA Parecem Estar Defasadas

10 de Janeiro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , ,

Um artigo de Jeff Bennett e Neal E.Boudette, ambos do The Wall Street Journal, republicado no Valor Econômico de hoje, leva o título de “EUA reaprendem a fazer carros que vendem bem”, mas acaba dando uma impressão de uma lamentável defasagem nas montadoras norte-americanas. O Detroit Motor Show de 2012 em andamento poderá confirmar esta suspeita. O artigo informa que as montadoras dos EUA reforçam os modelos médios que procuram seguir o mercado daqueles que foram mais vendidos em 2011, entre eles alguns japoneses da Honda e da Toyota, além dos da Ford e GM.

Pelo que se sabe pelas informações que estão sendo divulgadas por muitos jornais no mundo, os japoneses estão se sentindo, por sua vez, superados pelas inovações lançadas por outros asiáticos, como os coreanos, chineses e hindus. Todos perseguem veículos mais econômicos que os atuais médios, e que consumam menos combustíveis, acabando nos modelos minúsculos que estão ocupando parcelas importantes do mercado, tanto no Japão, na Europa como em outros países asiáticos ou emergentes.

mini_paceman_concept_11_960_640Mini-Roadster_Concept_2009_800x600_wallpaper_06[3]

Os minicarros estão chamando a atenção no Salão de Detroit 2012

O fato concreto é que as montadoras norte-americanas estavam acostumadas com os veículos de grande porte, e estão procurando chegar agora às médias. Mas a atual crise que continua afetando o mundo está forçando muitos consumidores a procurarem veículos mais modestos, baratos e de baixo custo de manutenção.

Os próprios japoneses contam com dificuldades para se adaptar à nova realidade do mercado, onde os coreanos se mostram mais ágeis e outros asiáticos caminham para a melhoria dos miniveículos, com melhores designs e baixo consumo de combustíveis.

As inovações tecnológicas parecem caminhar para veículos menos pesados que acabem economizando no consumo de energia, usos de fibras de carbono e plásticos são alternativas. As preocupações com o meio ambiente induzem os aperfeiçoamentos dos carros elétricos e de baterias mais eficientes.

As culturas empresariais são difíceis de serem modificadas, e mesmo reconhecendo que tais mudanças estão ocorrendo nos mercados consumidores, nem sempre é possível provocar mudanças sensíveis à curto prazo. Isto leva à suposição que os fabricantes de produtos (monozukuris, segundo os japoneses) enfrentam desafios mais sérios do que os produtores de aparelhos eletrônicos, mais ágeis em lançar suas inovações.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: