Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

O Mercado Força a Indústria Automobilista Japonesa

25 de Janeiro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , ,

Um relevante artigo foi publicado no Nikkei de hoje informando que o mercado está exigindo das empresas automobilísticas japonesas mudanças nos seus processos de fabricação. A Honda está renovando o seu design, começando a produzir minicarros. Suas participações no mercado mundial perderam terreno para nas rivais europeias, norte-americanas e coreanas, segundo a notícia.

O sistema que ficou famoso como “kaizen” já não funciona e o engenheiro chefe da Honda, Yasuaki Asaki, está em busca de novas formas para o sucesso. Ele, que vinha se especializando em carros com motores potentes como da F-1, passou a ser responsável por minicarros há alguns anos. Novas técnicas estão sendo utilizadas no microvan chamado nova Caixa Honda N. O carro está se tornando mais leve e menos oneroso, com o uso de menos peças. A mesma abordagem está sendo utilizada para os demais modelos.

Nni20120125D25HH350131134

A Honda está usando uma forma que se chama “suriawase”, de alta precisão, que integra um grande número de componentes. A nova abordagem exige projetos mais simples. A Volkswagen está adotando a abordagem “modular”, combinando módulos compostos de muitas partes nos carros, que podem ser utilizados em vários modelos.

A Volkswagen superou a Toyota como segunda montadora no mundo com este sistema. A Toyota está projetando 170 componentes unificados que possam ser utilizados em modelos diferentes.

Ainda que as japonesas tenham reduzido para 26,5% a sua participação mundial em 2011, seus caros ainda são reconhecidos pela qualidade. Lexus, Honda e Acura são considerados as três principais marcas. A dificuldade está em transformar esta alta qualidade em vantagem competitiva com as marcas de outros países, segundo o artigo.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: