Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Tecnologia Chinesa Ajuda o Mundo na Atual Pandemia

7 de abril de 2020
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Medcina, Tecnologia | Tags: , , , , | 12 Comentários »

Os avanços tecnológicos chineses utilizando inteligência artificial, 5G e computação nas nuvens ajudam muitos países a efetuar os diagnósticos rápidos, em minutos, com base nas imagens dos pulmões, na atual crise que afeta o mundo. Isto já está sendo usado no Equador, clip_image002países europeus e foram doados para os brasileiros atenderem os menos favorecidos em alguns casos.

Médicos chineses prestam serviços de consultoria, através da plataforma WeDoctor, de Hangzhou, em foto constante do artigo publicado no site da China Daily, que vale a pena ser lido na íntegra

Segundo Otto Somenholzner, vice-presidente do Equador, o seu país foi o primeiro na América Latina a ter em dois hospitais o sistema de diagnóstico auxiliar com inteligência artificial. O sistema foi oferecido pelos chineses por meio da Huawei Cloud e seu parceiro Huiying Medical Techonogy. Eles levaram somente quatorze horas para conectar o sistema para um hospital equatoriano, país que todos sabem é dos que mais sofrem com o atual coronavírus.

A China foi o primeiro país que sofreu com esta praga e está compartilhando as tecnologias que desenvolveu com muitos países europeus. A tomografia computarizada é um importante instrumento para o diagnóstico que pode ser feito em minutos para identificar o coronavírus, utilizando as tecnologias chinesas, quando o normal consumia até mais de seis horas.

A empresa chinesa Lenovo já doou computadores para famílias de baixa renda na Índia, Brasil e Estados Unidos, e agora se dispõe a ajudar na medicina online. Para a Itália, doou o sistema para o Hospital Luigi Sacco de Milão. Também outros equipamentos médicos estão sendo doados pelos chineses. Além da Lenovo, a Shenzhen e a BGI Genomics estão colaborando com a norte-americana Intel para acelerar a análise das características do novo coronavírus.

A Fundação Jack Ma e a Alibaba aumentaram seus esforços para fornecer apoio e suprimento aos países afetados, especialmente a Itália, Bélgica, Espanha, Eslovênia,França, Áustria, Alemanha e Holanda, segundo o artigo de Ma Si no China Daily. Também na África, os chineses estão procurando ajudar, tendo já enviado mais de 100 toneladas de produtos de controle e prevenção, que chegaram a Addis Abeba em 22 de março último.

A Internet está sendo usada intensamente, em chinês-inglês, para ajudar centenas de milhares de médicos chineses para estes trabalhos. Muitas empresas chinesas foram ajudadas no início desta praga na China e procuram retribuir agora. Há que se admitir também que existe um objetivo geopolítico e os chineses estão procurando demonstrar que hoje são rápidos nos desenvolvimentos tecnológicos, estão na ponta desta evolução e podem se consolidar como o líder mundial em diversos setores.


12 Comentários para “Tecnologia Chinesa Ajuda o Mundo na Atual Pandemia”

  1. Julia Fonseca
    1  escreveu às 11:37 em 8 de abril de 2020:

    Sr. Paulo:

    Parabéns pelo blog! Ótimas informações sobre a pandemia!

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 19:21 em 8 de abril de 2020:

    Cara Julia Fonseca,

    Obrigado pelo comentário. Estamos na torcida para superar as atuais dificuldades com a rapidez possível.

    Paulo Yokota

  3. Carlos Silva
    3  escreveu às 15:21 em 8 de abril de 2020:

    O artigo é nota 10!

  4. Paulo Yokota
    4  escreveu às 19:17 em 8 de abril de 2020:

    Carlos Silva,

    Obrigado pelo comentário. Vamos torcer para superar a atual crise com a brevidade possível.

    Paulo Yokota

  5. Olavo Alves
    5  escreveu às 23:03 em 8 de abril de 2020:

    Doutor Yokota:

    Ao ler o seu maravilhoso artigo (outro!), lembrei-me de que a China ultrapassou os EUA e passou a ser a campeã de pedidos internacionais de patentes.

    Um forte abraço!

  6. Paulo Yokota
    6  escreveu às 08:50 em 9 de abril de 2020:

    Caro Olavo Alves,

    Obrigado pelo comentário. Tudo indica que mesmo com outros problemas existentes, as pesquisas e inovações tecnológicas continuarão sendo importantes no mundo.

    Paulo Yokota

  7. Hermenegildo da Cunha Rossi
    7  escreveu às 14:01 em 9 de abril de 2020:

    Sr. Paulo:

    O bacana é que a China está ajudando a Itália enviando médicos, respiradores, máscaras etc.

    Aliás, o Japão disponibilizou o medicamento Avigan, gratuitamente, para os países que desejarem. Por que o Brasil não solicitou? A China disse que o medicamento é eficiente para tratar a COVID-19.

    Cordialmente,
    Hermenegildo da Cunha Rossi

  8. Paulo Yokota
    8  escreveu às 16:38 em 10 de abril de 2020:

    Caro Hermenegildo da Cunha Rossi,

    Obrigado pelo comentário. Estamos também torcendo, pois a disciplina parece importante.

    Paulo Yokota

  9. Paulo Yokota
    9  escreveu às 16:41 em 10 de abril de 2020:

    Caro Hermenegildo da Cunha Rossi,

    Obrigado pelo comentário. O problema é hoje mundial e todos precisam ajudar a todos.

    Paulo Yokota

  10. Hermenegildo da Cunha Rossi
    10  escreveu às 14:10 em 9 de abril de 2020:

    Paulo, gosto muito especialmente da cultura japonesa. Já participei de diversos festivais da cultura do Japão no bairro da Liberdade.

    Sempre tomo a sopa da sorte que leva os bolinhos de arroz no final do ano (Festival Mochi Tsuki). Aprecio, também, o fabuloso taiko!

    Apesar do aumento do número de casos da COVID-A9 no Japão, creio que o povo nipônico vai superar fácil, pois já enfrentaram tantas coisas (guerra, bomba atômica, maremoto, terremoto, nevascas, tufões etc.).

  11. Carlos Silva
    11  escreveu às 11:09 em 10 de abril de 2020:

    Doutor Paulo Yokota:

    Recomendo a leitura da matéria publicada na Revista Época.

    A calma do Japão diante da crise do coronavírus

    https://epoca.globo.com/mundo/a-calma-do-japao-diante-da-crise-do-coronavirus-24364204

  12. Paulo Yokota
    12  escreveu às 16:35 em 10 de abril de 2020:

    Cara Carlos Silva,

    Obrigado pelo comentário. Acho também que eles vão enfrentar o aumento dos seus casos, conseguindo resultados melhores que muitos outros países semelhantes. A disciplina parece importante, não só no Japão.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: