Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Início da Recuperação de Algumas Economias

18 de abril de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

Ainda que as avaliações das recuperações de algumas economias possam ser precárias, pois estaria se comparando com níveis anteriores muito baixos, sempre são sinais animadores. No caso da China, a agência que cuida do assunto, a NBS – National Bureau of Statistics, anuncia que no primeiro trimestre deste ano a economia daquele país cresceu 18,3% chegando a US$ 3,8 trilhões. No caso dos Estados Unidos, o banco central daquele país, o SFR – o Sistema Federal de Reservas, estima que neste ano o PIB – Produto Interno Bruto chegue a 6,5% quando antes estava estimado em 4,2%.

Na China, a recuperação está ocorrendo com os gastos dos consumidores, retornando as condições imageanteriores à Covid-19. Mas eles mesmos ainda constatam que isto não é sólido, pois algumas empresas chinesas persistem com dificuldades. Mas a produção industrial cresceu 24,5% e as vendas no varejo superou as expectativas do mercado, chegando a 33,8%. Eles dependem das exportações e os países importadores ainda podem contar com dificuldades nesta área.

Indústria automobilística chinesa continua usando muitos robôs

Leia o restante desse texto »


Tentando nos Manter Conscientes

16 de abril de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

Ainda que no mundo atual este site procure, ao máximo, notícia positiva, não é possível ficar calado com as revoltantes calamidades provocadas por psicopatas. Difícil imaginar punições adequadas para estes doentes que superam a nossa modesta capacidade. Nem outros criminosos suportam estas situações extremas, só sendo possível que eles sejam obrigados a permanecer a vida toda em entidades que cuidam de doentes da espécie.

clip_image002O menino Henry Borel, de apenas 4 anos, antes de morrer, sofreu em quatro horas nada menos de 23 lesões graves, e os responsáveis por elas ainda procuram justificativas para os seus comportamentos anormais. Além do que já vinha sofrendo ao longo de sua curta vida.

Foto constante da matéria publicada por Julia Bardon na Folha de S.Paulo, com Henry Borel já morto, que vale a pena ser lido na sua íntegra

Leia o restante desse texto »


Desastrada Decisão do Presidente Francês Emmanuel Macron

12 de abril de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Política | Tags: , , ,

Um artigo escrito por Roger Cohen no The New York Times, reproduzido em português pelo site do Estadão, informa que o presidente Emmanuel Macron fechou a ENA – Escola Nacional de Administração, onde ele e muitos outros presidentes se formaram independentemente de clip_image002suas convicções ideológicas. Macron alega que a escola é elitista. Pelo visto, ele prefere presidentes despreparados.

Foto do pátio interno da ENA, a Escola Nacional de Administração, em Estrasburgo. Foto: Patrick HERTZOG / AFP, constante do artigo que vale a pena ser lido na sua íntegra

Leia o restante desse texto »


Trabalho Hercúleo de Shozo Motoyama

9 de abril de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Livros e Filmes | Tags: , , , ,

Nestes períodos de isolamento, somente entidades especializadas divulgam a morte lamentável de Shozo Motoyama que ocorreu em janeiro último. A Folha de S.Paulo publicou recentemente uma nota sobre o lamentável evento, ressaltando suas dezenas de publicações, sobre as ciências no Brasil, bem como algumas publicações sobre a história da comunidade nikkey neste país. Seu longo trabalho foi produzido basicamente na FAPESP – Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo. Também se estendeu sobre sua administração do Museu Histórico da Imigração Japonesa e Centro de Estudos Nipo-Brasileiros, o que é somente conhecido pelo público especializado nestes assuntos.

Ele se formou em física na Universidade de São Paulo e foi muito influenciado por Mário Schenberg. Escreveu só e com colaboradores dezenas de publicações, notadamente sobre a história das ciências no Brasil. Mas como dominava também o idioma japonês, devido ao seu clip_image001pai, ele fez cursos pós-graduados nas Universidades de Waseda e de Tokyo, no Japão, dos mais considerados naquele país.

Shozo Motoyama, formado em física na USP, foi professor e trabalhou muito tempo na FAPESP, tendo escrito também sobre a história da imigração japonesa

Leia o restante desse texto »


Bateria Japonesa de Ion de Lítio de Plástico

7 de abril de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Tecnologia | Tags: , , ,

Um artigo de Akane Okutsu, redatora do jornal japonês Nikkei, informa que Hideaki Horie, fundador da empresa APB, anuncia a produção de baterias de íon de lítio usando polímeros no clip_image002lugar de metais. Os atuais provocaram acidentes com aquecimentos que geram fogos. Os polímeros têm maior resistência a correntes elétricas, não aquecendo drasticamente. Ele espera estar com os novos produtos no mercado em outubro próximo.

Hideaki Horie, fundador da APB, que está lançando uma nova bateria de íon de lítio que usa plástico em vez de metais

Leia o restante desse texto »


Toshiba Examina Possibilidade de Venda do seu Controle

7 de abril de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Empresas | Tags: , , , ,

A imprensa japonesa, notadamente o jornal Japan Today, noticia o exame da possível venda do seu controle para a CVC, uma organização internacional com base em Luxemburgo, na Europa. A Toshiba foi fundada em 1875, trabalha com diversos setores eletrônicos, incluído ferrovias, mas seus problemas começaram com a energia nuclear, cujo mercado está em clip_image001declínio. Sua participação na usina nuclear de Fukushima agravou sua situação. Se confirmada a operação, que depende também da autorização do governo japonês, ela está estimada em US$ 18 bilhões.

Toshiba, empresa japonesa centenária, examina a alienação do seu controle para a multinacional CVC

Leia o restante desse texto »


Inusitado e Preocupante Problema Militar

31 de março de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , , ,

O Brasil nunca enfrentou uma situação militar como a atual, o que deixa dúvidas sobre a evolução futura. Desde que se elegeu um presidente que é um mero capitão reformado, para quem tem a senso claro de hierarquia e disciplina, a situação já era anormal. Com a existência de um Ministério da Defesa, comandado por um ex-militar e que tem como subordinados os clip_image002comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica, a situação já exigia muito cuidado. Com a designação muitos militares da ativa e reformados no governo, com ex-capitães não eleitos ocupando o comando até de ministérios, a situação já era desconfortável para muitos.

O Brasil nunca precisou tanto do bom senso de Jair Bolsonaro

Há que se considerar também a diferença entre o governo e o Estado. Muitos casos atuais envolvem personalidades consideradas de Estado, não dependendo de quem esteja no governo. Não faltam complicações para a atual situação do Brasil. Muitos países, inclusive o Brasil, já tiveram ministros da Defesa civis.

Para aqueles que não estão acostumados com as hierarquias militares, um capitão, para chegar normalmente ao topo de sua carreira, necessitaria de cerca de 20 anos, tendo que fazer alguns cursos de aperfeiçoamentos de oficiais, até do Estado Maior, dependendo da aprovação de seus superiores para algumas promoções. Conciliar com atuação de militares não eleitos, alguns até provenientes de estados, como o Distrito Federal, tende a gerar situações constrangedoras como as atuais. Um mínimo de carência de bom senso parece vigorar no atual governo.

O atual governo deve ter o máximo cuidado para a escolha dos que comandarão o Exército, a Aeronáutica e a Marinha nesta crise, pois a não aceitação eventual de alguns deles tende a ampliar as dificuldades. Muitos militares têm o senso da responsabilidade no momento, superando suas preferências pessoais.

Como estamos cuidando de seres humanos, fica muito difícil prever as suas reações, que, além da lógica, envolvem aspectos emocionais, com abundante número de personalidades que priorizam seus interesses políticos-eleitorais. Nunca necessitamos tanto da ajuda de todos.


Para Onde Caminham as Mudanças do Governo

31 de março de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

Ainda que se anuncie que o ministro da Defesa e das Relações Exteriores foi substituído, além de outros quatro, no total de seis ministros, não fica claro para onde caminha o atual governo federal. Existem suposições de que até haveria mudanças adicionais e os nomes apresentados não indicam aumento claro de peso com as novas nomeações. No Itamaraty, há havia cogitações de mudanças, com o forte desgaste do titular dispensado, mas não há até agora o aumento de experiência confirmado com o novo nome. A imprensa brasileira aponta que as mudanças estariam ocorrendo principalmente para atendimento do chamado Centrão.

Relações Exteriores:

Sai Ernesto Araujo entra Franco França

Casa Civil:

Sai Fraga Netto entra Luis França

Justiça:

Sai André Mendonça entra Gustavo Torres

Defesa:

Sai Azevedo Silva entra Braga Netto

Secretaria do Governo

Sai Eduardo Ramos entra Flavia Arruda

Advogado Geral da União

Sai Jose Levi entra Andre Mendonça

Na Defesa, que tem como subordinados os comandantes do Exército, da Aeronáutica e da Marinha, não há ainda a comprovação que os atuais continuarão em seus postos por representar o Estado e não o governo. O novo indicado para a Defesa atuava no setor de comunicação social, que certamente não é o seu foco principal. Como alguns novos ministros foram transferidos de áreas e seria recomendável aguardar as poeiras se assentarem, pois além. das reações que costumam ocorrer no momento, é crucial para o Brasil e o resto do mundo.

Algumas mudanças já feitas no atual governo não deu certo. Entre os novos nomeados, alguns revelam assustadoras inexperiências. Muitos analistas afirmam que Jair Bolsonaro tem o chamado “dedo podre”, indicando pessoas inadequadas para alguns lugares, como tem sido frequente no seu governo, infelizmente. Mas, sempre existe a esperança que ele já tenha aprendido um pouco


Multiplicam-se Eventos Independentes e Lamentáveis

28 de março de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

Além da humanidade estar profundamente afetada pela pandemia da Covid-19 e suas consequências econômicas e sociais, um acidente com um navio de porte no canal de Suez colocou a necessidade do uso da rota contornando a África na ligação da Europa com a Ásia. Um incêndio num galpão em Taboão da Serra, no Estado de São Paulo, destruiu importantes acervos de artistas, alguns já falecidos. Mesmo que muitos destes estarem devidamente segurados, nem sempre isto é suficiente.

Manabu Mabe promoveu há anos uma exposição de suas obras em Tóquio, no Japão, tomando algumas delas emprestadas dos então proprietários. O avião da Varig que as trazia de volta imagedesapareceu no mar, não tendo sido mais localizado até hoje. O pintor ficou cerca de dez anos pintando, pois os que tinham emprestado preferiam receber novas obras aos valores dos seguros.

Foto do navio encalhado no canal de Suez que impede a passagem de outras embarcações

Leia o restante desse texto »


Diminuindo as Exigências

27 de março de 2021
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Imprensa | Tags: , , ,

Continuamos tentando garimpar na imprensa brasileira e internacional notícias mais animadoras, mas nem sempre conseguimos bons resultados nestas tentativas. É possível que com o tempo disponível, isolado em casa, os nossos critérios acabem ficando mais exigentes. É também com as economias que os órgãos de imprensa impressos ou transmitidos eletronicamente são obrigados a fazer. Eles acabam substituindo os experientes veteranos pelos chamados “focas”, cujos salários são mais baixos, por estarem iniciando suas carreiras, ainda que eles sejam promissores para o futuro. Também as notícias em si não aparentam ser as mais positivas como parecem.

clip_image002

Gráficos publicados na Folha de S.Paulo, que valem a pena ser analisados na sua íntegra

Leia o restante desse texto »