Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Panorama da Arte Chinesa em Português

16 de Janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Livros e Filmes | Tags: , , , , ,

Quem deseja ter um panorama geral da arte chinesa nos últimos cinco mil anos não deve perder os dois volumes, em português e inglês, de alto luxo, editados pela Brasil Connects Cultura e Ecologia, baseados no que foi exposto na brilhante mostra realizada em 2003 no Ibirapuera, São Paulo.

Organizado pelos governos Brasileiro e Chinês, o primeiro volume refere-se às Relíquias de Shaanxi e os Guerreiros de Xian. Contém um didático cronograma, semelhante aos usados nos museus franceses, fazendo uma comparação do que ocorreu na China, no Velho Mundo, no Novo Mundo e no Brasil, nos últimos oito mil anos. Fica claro aos leitores o quanto é antiga e rica a cultura chinesa, documentada pelas relíquias que foram expostas.

O ponto alto são as figuras de cerâmica de dimensão natural, que compõem o Exército dos Guerreiros de Xian. Como todos sabem, Xian era a antiga capital da China, de onde se originava a Rota da Seda, que deste a Antiguidade permitia o intercâmbio dos chineses com o Mediterrâneo. Quando tivemos a oportunidade de ver, in loco, esta que deve ser uma das grandes maravilhas do mundo, as escavações ainda estavam em curso, em 1985. Mas a visão do conjunto já impressionava, permitindo ver que cada uma das figuras se diferenciava das outras.

Informa-se que foram moldados em terracota, para que estes Guerreiros guardassem o líder falecido e para que todo este tesouro ficasse em segredo. Todos que lá trabalharam foram mortos. Além das figuras de terracota, existe uma impressionante carruagem de cobre, um pouco menor que da dimensão natural, que é uma relíquia pouco conhecida no Ocidente.

Consta do primeiro livro muito mais, desde o período Neolítico até a Dinastia Qing, em torno de 1.500 d.C., tudo ilustrado com fotografias da melhor qualidade.

No segundo volume estão ilustrados Os Tesouros da Cidade Proibida, onde o imperador chinês residiu de 1644 a 1911, e que não era acessível aos pobres mortais daquela época. Hoje, suas dependências aceitam visitas dos turistas. Tivemos a oportunidade de conhecê-la, e constatar que as suas dimensões são cinematográficas. Lá foram feitos diversos filmes, como Ultimo Imperador. Mas poucos destes tesouros que constam do livro ainda se encontram por ali, sendo preservados em museus. A Cidade Proibida fica na famosa Praça de Tiananmen, que ficou conhecida pela resistência de um cidadão frente um tanque de guerra, exibida nas televisões de todo o mundo.

Todos que não tiveram a oportunidade de ver esta impressionante exposição, e mesmo que a tenham visto, podem ter uma boa idéia da riqueza da história chinesa pelas ilustrações e esclarecimentos que constam destes dois volumes. Imperdíveis.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: