Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Gastronomia Vegetariana na China

6 de Março de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, Saúde, webtown | Tags: , , , | 4 Comentários »

Um artigo publicado por Wang Yuan no China Daily informa que a gastronomia vegetariana está em alta na China, com a multiplicação destes estabelecimentos pelo país. Mas eles atribuem a sua origem ao período chamado Período Primavera e Outono daquele país (770 a 476 AC) e a sua disseminação à Dinastia Tang (618-907 DC) com o budismo e com o taoismo, e como quase tudo está relacionado aos ensinamentos de Confúcio, extremamente valorizado atualmente na China, inclusive pelo governo. Na virada do século XX, o artigo afirma que havia somente em Pequim cerca de 700 restaurantes vegetarianos.

Um exemplo, segundo o autor, é restaurante de nome Baihe, que fica num beco do bairro de Dongzhimen, em Pequim. O seu estilo é inconfundível, com portão verde na entrada, as mesas de madeira, numa casa com pátio, com as decorações lembrando Confúcio. Ele lembra uma casa de chá, onde os clientes podem passar horas lendo livros ou conversando com amigos. O gerente ensina os funcionários a lerem os clássicos de Confúcio como os quatro livros mais conhecidos, os “Anacletos”, “Mencius”, “A Grande Lição” e a “Doutrina do Meio”.

f04da2db112210ba613f42

Vegetarian diets have been becoming popular in China in recent years. [Photos: China Daily]

f04da2db112210ba617d46 f04da2db112210ba615e43

The food here touches on the philosophical / A vegetarian restaurant is more like a teahouse

Os clientes podem participar da atmosfera confuciana, tanto nas suas instalações como nos livros de história e cultura chinesa. Estes restaurantes acompanham a tendência Ocidental, abstendo-se de produtos de origem animal. Alguns ambientalistas informam que se o mundo parasse de consumir carne, o aquecimento global seria reduzido em 8 por cento, segundo o artigo.

Para os vegetarianos chineses, trata-se de uma dieta que traz harmonia da humanidade com a natureza, ainda que muitos estejam atrás dos lucros. Em Pequim são mais de 90 restaurantes vegetarianos, e 20 em Xangai, muitos abertos recentemente. Como veganos, não somente excluem as carnes como ovos e produtos lácteos, mas também o álcool e o cigarro.

Os pratos vegetarianos chegam a 200 e os ingredientes são escolhidos exigindo preparações complexas que chegam a exigir uma semana. A salsicha é feita de soja e a gordura é de raiz de lótus, como as aves, carnes, macarrões e pastéis todos preparados com vegetais, simulados com habilidade. Em Pequim, uma refeição nestes restaurantes custa cerca de US$ 16, ou cerca de R$ 28.

Estes alimentos costumam ser deliciosos e estão sendo utilizados por estudantes até nas mais famosas universidades do país. Os especialistas em alimentação saudável confirmam que, com a eliminação de carnes nas alimentações, doenças como as cardíacas ficam reduzidas.

O artigo afirma que os chineses em geral, começando pelas grandes cidades, tendem para uma forma de viver mais saudável, a partir da alimentação. Esta tendência chinesa parece ser universal, com a disseminação da cultura zen-budista por todo o mundo. Observa-se, inclusive no Brasil, que os hábitos vegetarianos costumam estar acompanhados de conhecimentos filosóficos, muitos de origem indiana.


4 Comentários para “Gastronomia Vegetariana na China”

  1. Victor
    1  escreveu às 21:08 em 22 de julho de 2014:

    …qué bueno que gran parte de los chinos estan volviendo la mirada a sus origenes en el sentido de filosofia de vida en armonia y equilibrio con la naturaleza. Tarde o temprano tenian que recordarse del gran Maestro Confuccio y sus enseñanzas…!!

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 21:12 em 22 de julho de 2014:

    Caro Victo,

    Muchas gracias por su comentários.

    Paulo Yokota

  3. Sandro Brincher
    3  escreveu às 12:00 em 29 de novembro de 2014:

    Vou passar as férias na China e estava bem preocupado com isso, Paulo. Obrigado pelas informações e dicas.
    Abraço!

  4. Paulo Yokota
    4  escreveu às 09:38 em 30 de novembro de 2014:

    Caro Sandro Brincher,

    Obrigado pelas informações. Acredito que na maioria dos lugares da China V. vai encontrar uma grande diversidade de culinárias, valendo a pena tentar alguns menos frequentados pelos turistas. Mas, se preferir, nos grandes hotéis internacionais sempre haverá uma boa culinária para estrangeiros, pois as técnicas se transferem de uma para outras.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: