Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Reflexões Sobre a Mídia Brasileira Por Um Usuário Maduro

26 de Março de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , | 2 Comentários »

Os empresários envolvidos com a mídia brasileira podem aspirar por padrões elevados, mas devem compreender que precisa também ficar atentos às demandas existentes, a disposição das verbas publicitárias bem como os custos de produção. Os que foram condicionados por culturas mais humanísticas que se perseguia no passado acabam desejando análises com maiores profundidades, que só encontram em alguns veículos, tendo que se socorrer ao que ainda restam dos provenientes em alguns brasileiros ou do exterior. No Brasil, o Valor Econômico procura preencher este espaço com Eu &, que passou a ser diário, com uma edição mais completa no Eu & Fim de Semana, publicado nas sextas-feiras.

A quase totalidade das televisões, rádios e jornais dispõe hoje de meios eletrônicos que permitem que suas informações sejam obtidas também pela internet. A Rádio Jovem Pan de São Paulo faz um esforço no sentido que parte do seu noticiário possa ser acessado por um sistema eletrônico que inclui também vídeos quase na forma de televisão, que chamam de rádio com imagens, que pode ser conectado em qualquer lugar do mundo. O jornal Folha de S.Paulo passou a contar com um pequeno espaço semanal na TV Cultura de São Paulo, ao mesmo tempo em que publica artigos e suplementos com matérias de jornais estrangeiros. Informa-se que o The New York Times obteve um aumento de suas assinaturas na versão impressa, ao permitir também assinaturas que permitem a sua reprodução pela internet como muitos jornais já o fazem.

arte_13capa_56Capa_Inovacao_1

Alguns jornalistas brasileiros veteranos ampliam lançamentos de novas revistas, mas somente alguns conseguem sucesso para a sua continuidade, pois o mercado está extremamente concorrido. E ao mesmo tempo todos ficam condicionados à velocidade, algumas vezes com o sacrifício da qualidade. Um artigo com o título “A economia da internet”, que pode ser acessada pelo endereço http://www.alemdeeconomia.com.br/blog/?p=7772, informa que “dentro das economias do G-20, a economia online já atingiu 4,1% do PIB, ou US$ 2,3 trilhões, em 2010, superando economias como a italiana e brasileira” e “No Brasil, a economia online gira US$ 46 bilhões por ano”. “No que diz respeito à publicidade online, no Brasil, 15,6% do dinheiro gasto com publicidade é destinado à internet; os jornais impressos ficam com 10,1%, e as revistas, 7,5%”.

Exemplos de lançamentos recentes que superam as dificuldades e atraem os mais exigentes pela qualidade dos seus conteúdos são duas do mesmo grupo, Arte! Brasileiros e Inovação! Brasileiros, ainda que existam algumas reclamações sobre as entregas para os assinantes. Eles mostram que brasileiros estão ganhando uma presença maior no mercado mundial de artes, conseguindo exposições no exterior. E que também existem brasileiros, com boas formações, conseguindo resultados em seus trabalhos criativos, no Brasil e no exterior.

Seria desejável que todas as informações fossem colocadas à disposição dos interessados com o fornecimento do contexto histórico e antropológico em que elas ocorrem, oferecendo também comparações com os que ocorrem em outros países. Uma análise mais completa que permita uma avaliação adequada exigem estas e colocações, para não serem meras reações emotivas que também são necessárias.

Não é tarefa fácil conseguir um razoável equilíbrio dentro de tantas exigências, mas sempre pode se aspirar padrões que possam ser consideradas ideais.


2 Comentários para “Reflexões Sobre a Mídia Brasileira Por Um Usuário Maduro”

  1. Reflexões Sobre a Mídia Brasileira Por Um Usuário Maduro » Asia … | Info Brasil
    1  escreveu às 18:08 em 26 de Março de 2012:

    […] Read more from the original source: Reflexões Sobre a Mídia Brasileira Por Um Usuário Maduro » Asia … […]

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 10:45 em 27 de Março de 2012:

    Obrigado pela menção.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: