Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Eu & Fim de Semana Particularmente Rico

16 de Março de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , ,

Ainda que sempre existam matérias que atraem os leitores mais interessados em análises de profundidade, o atual número do suplemento deste fim de semana do jornal Valor Econômico merece um especial destaque. Os assuntos abordados começam com Donaldo Richie e os mais de quarenta livros deste norte- americano que chegou ao Japão em 1947 e se especializou naquele país, falecido recentemente. Não só publicou livros que constituem uma verdadeira enciclopédia sobre os mais variados aspectos daquele país, como incontáveis artigos que inspiraram artigos postados neste site. Ele chegou a ser comparado a Lafcadio Hearn que se tornou japonês, cujos livros sobre o Japão são considerados clássicos no mundo.

O suplemento aborda também Nicholas Geogescu-Roegen, o primeiro economista que falava também sobre ecologia, já em 1970. Sobre literatura brasileira apresenta uma longa entrevista com Lygia Fagundes Telles, escritora que completa 90 anos, bem como foram pesquisar em Palmeira dos Índios, em Alagoas, as origens de Graciliano Ramos, que se tornou o artigo de capa. Ainda trata de Natalie Nougayrède que assume o comando do importante jornal Le Monde, além de outros assuntos.

7d4599fcfc3f4ef3a594605beb31c531879Logo-Valor10anos

Graciliano Ramos

Mesmo uma revista especializada em assuntos culturais dificilmente inclui num só número artigos como os citados. Num suplemento de um jornal econômico brasileiro, uma coletânea como esta é uma raridade. Dificilmente, uma pauta desta magnitude está contida num suplemento semanal de qualquer periódico, mesmo no mundo.

O Japão interessa pelo esforço de reativação de sua economia no momento, havendo poucos autores internacionais especializados no país. A sustentabilidade que é um assunto em destaque, mas pensar que um brilhante economista, quase Prêmio Nobel, por ter tratado o assunto já na década dos setenta do século passado, acabou provocando a sua marginalização, mas volta a ter destaque atualmente.

Num só número uma consagrada escritora viva como Lygia Fagundes Telles dividir com Graciliano Ramos, o consagrado escritor nordestino de “Vidas Secas”, dificilmente se encontra mesmo numa revista especializada em literatura, quanto mais num suplemento de fim de semana de um jornal econômico. E Graciliano Ramos é considerado na matéria como o pai da responsabilidade fiscal, pois os seus relatórios da sua função de prefeito é que chamou a atenção para suas qualificações como literato.

Na semana que se comemorou o Dia da Mulher, o sempre discutido Le Monde passa para o comando de Natalie Nourayrède, num artigo de Matias M. Molina, que se destaca como articulista de peso sobre a imprensa internacional.

Quem tem qualquer dúvida sobre a qualidade do Valor Econômico e da imprensa brasileira, ao tomar conhecimento de um suplemento como este Eu & Fim de Semana, terá fundadas razões para se declarar positivamente convencido.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: