Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Descobertas Arqueológicas na China

10 de Abril de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias | Tags: , ,

Um artigo publicado por Wang Kaihao no China Daily causa inveja aos brasileiros como a todos os ocidentais que vivem em países de histórias recentes. A Administração Estatal do Patrimônio Cultural dos chineses teve dificuldade para escolher as 10 mais importantes descobertas arqueológicas de 2013. Se no Brasil uma descoberta ocorresse numa década já seria um acontecimento memorável, e ela teve que escolher entre dezenas que ocorreram num ano, relegando alguns muitos mais antigos. É até difícil de compreender exatamente a dimensão desta diferença, mas devemos fazer um esforço para respeitar culturas de povos com longa história.

Uma das descobertas destacada e selecionada entre as dez mais importantes foi o túmulo do Imperador Yang, o último da dinastia Sul (581 a 618 AD). As autoridades chinesas esclareceram que a importância da influência destas descobertas junto ao público é uma parte dos critérios da seleção. Mas a importância acadêmica da descoberta é considerada relevante, esclareceu Wang Wei, diretor do Instituto de Arqueologia da Academia Chinesa de Ciências Sociais, um dos membros de um grupo de 21 juízes encarregados destas escolhas.

clip_image001

Shigushan Tomb of Western Zhou Dynasty (c. 11th century-771 BC), Baoji, Shaanxi province. Photo provided to China Daily

Evidentemente, esta lista anual visa despertar o interesse do público sobre estes achados arqueológicos aumentando a consciência da sociedade para a proteção destas relíquias culturais da China. O grupo dos juízes que fazem a seleção inclui estudiosos da Universidade de Pequim, do Museu do Palácio e do Museu Nacional da China.

Os juízes provêm uma primeira seleção de 25 descobertas entre todos os casos que são apresentados como candidatos. Esta lista do ano de 2013 não incluiu nenhum do período Neolítico, apesar de alguns candidatos serem daquele período, esclareceu Tong Mingkang, vice-chefe da Administração Estatal do Patrimônio Cutural da China.

Mas algumas das descobertas de 2013 das dinastias posteriores foram consideradas extraordinárias. De acordo com Tong Mingkang, os estudos de uma antiga ponte do ponto de partida da Rota da Seda e uma passagem militar da dinastia Han do Leste (25 a 220 DC) estavam entre as descobertas mais emocionantes e preenchiam um espaço vazio nas suas respectivas áreas. A China organizou a sua primeira lista em 1990 e vem repetindo-a anualmente.

Pessoalmente, quando visitava intensamente a China, tendo contato com muitas autoridades e intelectuais daquele país, tive o privilégio de visitar nada menos que um sítio arqueológico de 8.000 anos antes de Cristo, como também o famoso Exército de Terracota de Xian, que apresenta outras relíquias menos divulgadas no exterior, como uma excepcional carruagem em miniatura em metal, que está exposto ao lado do impressionante exército.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: