Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Efeitos Colaterais na Agricultura Chinesa

23 de Março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , | 6 Comentários »

Se existe no mundo uma agricultura que vem impressionando pelo seu rápido crescimento é a da China. Além de atender parte substancial da crescente demanda interna, vem suprindo grandes consumidores como o Japão, principalmente na área das hortaliças, legumes e tubérculos.

É evidente que isto vem ocorrendo com a aplicação intensiva de fertilizantes, que sempre deixam algumas dificuldades, como as relacionadas com a poluição e deterioração do solo.

Estudos de grande escala efetuados por acadêmicos, como os da China Agricultural University de Beijing, relatam que os crescentes problemas de chuvas ácidas, poluição de águas subterrâneas, e emissão de óxido nitroso estão, infelizmente, relacionados com este desenvolvimento. Desde 1990, a China tornou-se a maior consumidora de fertilizantes nitrogenados e o maior produtor de cereais do mundo, tendo como consequência a deterioração do solo arável.

Esta degradação em grande escala pode afetar a sustentabilidade da agricultura e deixar efeitos dos nutrientes químicos e aumentar elementos tóxicos no solo.

Os estudos usaram duas pesquisas abrangendo todo o país, comparando os numerosos casos individuais, e diversos acompanhamentos de dados ao longo do tempo. O “Ph” declinou significativamente na maioria das áreas de produção agrícola. Processos relacionados à utilização intensiva de nitrogênio e hidrogênio contribuíram para a deterioração em quatro sistemas de produção agrícola, como demonstram dados detalhados obtidos pelos estudos.

O uso exagerado de fertilizantes nitrogenados aumentou a produção, mas um gerenciamento baseado em estudos mais profundos torna-se indispensável para manter a sustentabilidade da agricultura chinesa.

Tudo isto demonstra o quanto é difícil manter um desenvolvimento acelerado, acima das condições usuais.


6 Comentários para “Efeitos Colaterais na Agricultura Chinesa”

  1. Pollyanna
    1  escreveu às 17:29 em 18 de Abril de 2010:

    Quais são os principais alimentos obtidos na agropecuária chinesa? (lista)

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 21:00 em 18 de Abril de 2010:

    Cara Pollyanna,

    Muito obrigado pela sua pergunta. A agropecuária chinesa tem uma ampla diversidade, maior que a brasileira, pois abastece uma população quase oito vezes maior que a nossa. Produz uma brutalidade de arroz, soja, trigo, suinos, carneiros, hortaliças, frutas e ainda importam grandes volumes de produtos utilizados para rações e óleos. Os supermercados japoneses estão lotados de vegetais, tubérculos, e uma infinidade de produtos chineses.

    A dimensão geográfica chinesa é maior que a brasileira, mas contam com desertos e regiões montanhosas. Ao norte, na região mongol, o pastoreio é expressivo. Ao oeste, produzem e utilizam muitos vegetais. Na região de Beijing produzem muito trigo, na região de Shangai muito arroz, e no amplo sul tudo quanto se possa imaginar.

    Para a sua produção de cereais é que se utilizam muitos fertilizantes químicos, sendo que o grosso do arroz é produzido em “polders”, aproveitando-se até as beiras das estradas. Para atender a demanda crescente, de uma população que está melhorando a sua alimentação, necessitam aumentar continuamente a sua produção (este ano muito atingida pela seca).

    Além da pesquisa agropecuária, são obrigados a produção intensiva e contínua de sua area agriculturável, que é menor que a brasileira. Isto acaba provocando esta deterioração do solo que os pesquisadores chineses estão apontando.

    Paulo Yokota

  3. Vivian
    3  escreveu às 07:35 em 20 de julho de 2011:

    Porque os chineses comem cachorro?

  4. Paulo Yokota
    4  escreveu às 09:49 em 20 de julho de 2011:

    Cara Vivian,

    É uma questão cultural. Nós, brasileiros, comemos muitos animais domesticados como galinhas, patos, coelhos, pombos. carneiros, cabras, jegues e outros, ainda que muitas pessoas possam ficar chocadas com isto. Ou outros animais criados como rãs, peixes, camarões, alguns tipos de tartarugas e outros considerados exóticos.

    Paulo Yokota

  5. João Baptista Goulart Lopes de Almeida
    5  escreveu às 11:56 em 11 de outubro de 2011:

    Realmente a degradação do solo é um problema sério, não só na China, mais em todo o planeta. Se não tomarmos providencias já, pode ser tarde demais.
    É uma questão de consciência e de sobrevivencia. Eu planto arroz a mais de 30 anos no Rio Grande do Sul, e estou desistindo desta atividade, por não termos nem a garantia de preços que cubram o custo de produção. A lavoura arrozeira no Brasil está sendo destruida. Quais os interesses estarão por trás disso ?
    Obrigado sr. Paulo, espero que nos ajude a divulgar esses problemas para a sociedade urbana que está alheia a isso tudo.

    Abraços João Baptista.

  6. Paulo Yokota
    6  escreveu às 15:40 em 11 de outubro de 2011:

    Caro João Baptista Goulart Lopes de Almeida,

    A agricultura também precisa de suporte tecnológico como o que vem sendo proporcionado pela Embrapa. Temos que pensar na sua sustentabilidade, com uma visão de longo prazo.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: