Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

jojoscope Comenta Hamatyo com Destacada Competência

17 de outubro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Gastronomia | Tags: , , , | 4 Comentários »

O competente blog dirigido por Jo Takahashi, profundo conhecedor da cultura japonesa, www.jojoscope.com.br, traz uma imperdível reportagem sobre o estabelecimento especializado em sashimi e sushi, Hamatyo, sediado em São Paulo, no bairro de Pinheiros. É como as casas habituais no Japão, discreto, sem nenhuma badalação. O artigo postado, ricamente ilustrado por fotos impecáveis, descreve em detalhes esta casa que só é frequentada por aqueles que conhecem a verdadeira arte de apreciar o bom sushi.

Não adianta pedir outros pratos, pois o chef Yoshida, como um bom sushiman, secundado por sua esposa, só serve sashimi e sushi, acompanhado por um suimono, um caldo delicado da melhor qualidade, mais adequado que o missoshiru, usualmente servido em restaurantes japoneses no Brasil, geralmente de qualidade discutível.

No Japão, pedir um tempurá, um sukiyaki ou outras especialidades da culinária japonesa numa casa de sushi pode sujeitar o cliente a uma expulsão do estabelecimento com ofensas, encaminhando-o para outros estabelecimentos.

Tirashi Zushi

Tirashi zushi do chef Yoshida

Além do adequado preparo do arroz, os ingredientes utilizados são da mais alta qualidade, alguns importados. Para os que são frequentadores assíduos, como no Japão, pode-se pedir ao chef Yoshida avisar quando um peixe excepcional lhe é fornecido, como um toro especial, por exemplo, pois lamentavelmente os melhores obtidos no Brasil costumam ser enviados para o mercado de Tsukiji em Tóquio, que paga um absurdo por produtos de alta qualificação.

O chef Yoshida já foi proprietário de outros estabelecimentos, tendo dirigido outros restaurantes. Mas ele preferiu destacar-se pela qualidade, sabendo que um bom sushiman só pode atender uma clientela limitada. Seu negócio não é a badalação nem a quantidade, seus preços são justos. Ele lutou por um bom período até o seu Hamatyo consolidar-se com uma clientela exigente, que sabe apreciar o que lhe é oferecido.

Entre seus clientes mais habituais, destacam-se muitos que têm origem não oriental, mas sabem distinguir a qualidade do que lhes é oferecido. Nada para se empanturrar com quantidade, mas para degustar tudo com uma boa conversa, acompanhada de bebidas de qualidade, apreciadas com vagar. Não se trata de fast food, mas de apreciar o que a vida oferece de melhor, uma verdadeira lição da melhor cultura japonesa, que permite uma introspecção estimulada pela visão, o aroma e o sabor destacados por um profissional de alta qualificação sobre materiais da melhor qualidade.

A ilustrativa conversa pode variar sobre as procedências dos frutos do mar, sobre a época mais adequada para a sua obtenção, as diferentes temperaturas dos oceanos, os distúrbios provocados pelas irregularidades climáticas, as diferenças do Brasil e outras partes do mundo. Os sashimis e sushis são para o corpo, mas o conjunto é mais para a alma.


4 Comentários para “jojoscope Comenta Hamatyo com Destacada Competência”

  1. Jojoscope - Conexão Brasil-Japão
    1  escreveu às 08:56 em 17 de outubro de 2010:

    […] a iguaria como nos padrões japoneses de austeridade:  sem pompa e sem festivais. Veja o post aqui com interessantes informações sobre as casas de sushi do Japão. […]

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 10:40 em 17 de outubro de 2010:

    Vamos continuar a destacar juntos os bons restaurantes japoneses no Brasil.

    Paulo Yokota

  3. Marcelo
    3  escreveu às 01:12 em 6 de Março de 2014:

    Fui conhecer esses dias e não volto mais.
    Sushi Hamatyo (13 sushis): 180 reais
    Água/Refrigerante: 8 reais
    Melão de sobremesa 18 reais!!!
    A qualidade é boa, mas conheço lugares tão bons quanto e com preço mais justo.

  4. Paulo Yokota
    4  escreveu às 07:20 em 6 de Março de 2014:

    Caro Marcelo,

    Obrigado pelo comentário. Realmente, é muito caro. Eu que conheço muitos estabelecimentos de sushi em todo o mundo, principalmente no Japão, acho que a qualidade está entre os bons, havendo poucos em São Paulo de nível correspondente. No Japão, quem trabalha com sushi não costuma oferecer outros pratos.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: