Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Debate Sobre a Economia Brasileira no Globo News

27 de Maio de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , , | 2 Comentários »

No programa Painel da TV Globo News, dirigido pelo jornalista William Waack, deste último domingo participaram como convidados os professores Luiz Gonzaga Belluzzo, da Fecamp – Faculdade de Economia de Campinas, Eduardo Gianetti, da Fonseca da Insper – Instituto de Ensino e Pesquisa, e o economista Samuel Pessoa, pesquisador da FGV – Fundação Getúlio Vargas, todos conhecidos economistas. Discutiram a colocação efetuada pelo jornal Financial Times sobre os problemas da economia brasileira e sua incapacidade de crescimento. Todos observaram que o Brasil era há algum tempo o “queridinho” da imprensa internacional e agora, com o baixo crescimento registrado no ano passado e neste começo de 2013, passou a ser considerado um país problemático. Eles admitiram ser difícil para os jornalistas estrangeiros entenderem as dificuldades existentes no país, sobre as quais não existe nem um razoável consenso interno.

Belluzzo apresentou um sucinto quadro histórico geral informando que as dificuldades vêm do passado mais longo, com baixo investimento na economia brasileira ao mesmo tempo em que a prioridade para a expansão das exportações ficou abandonada, inclusive com uma valorização cambial. Pessoa apontou que o crescimento não é o principal objetivo do atual governo que vem procurando melhorar a distribuição de renda e a ampliação da sua classe média. Gianetti apontou o exagero dos gastos públicos mesmo com uma elevada carga tributária, afirmando não saber se o câmbio estaria valorizado, apontando a deficiência dos recursos humanos brasileiros.

9af7e0890d421a98987edceac71da0c901d920ff

Um programa jornalístico na televisão, ainda que num canal pago, é muito restrito para um debate de profundidade onde todos os participantes possam apresentar adequadamente os seus pontos de vista, permitindo somente um rápido resumo dos aspectos que cada um dos participantes considera fundamental. Também o assunto é demasiadamente técnico, exigindo um conhecimento econômico e político para a compreensão de tudo que foi discutido, mesmo sabendo que os que estão vendo o programa são os mais interessados nestes assuntos dentro da população geral.

Estes diagnósticos do que estaria acontecendo na economia brasileira não contam necessariamente de um consenso de todos. Os participantes como os demais economistas, jornalistas e outros analistas acabam dando ênfase a alguns aspectos, e mesmo que haja algumas coisas em comum, nem sempre há uma concordância completa sobre as suas causas.

Todos parecem concordar que a taxa de poupança e investimento no Brasil vem decrescendo e está demasiadamente baixa. Também existe um razoável consenso que o nível da tributação é elevado, sem que se esclareça devidamente sobre suas causas, que parecem de origem política e podem apresentar discrepâncias entre os analistas. E que os recursos humanos de que se dispõe no Brasil conta com deficiências expressivas.

O fato concreto é que o Brasil vem procurando aprender a se comportar democraticamente, ainda com muitas imperfeições no seu sistema político e eleitoral. Se todos aceitam que tanto os seus dirigentes principais no Executivo como no Legislativo foram eleitos democraticamente em eleições livres, precisam aceitar que representam a vontade popular para o período do seu mandato, mesmo que não haja um esclarecimento completo das posições que adotam os candidatos. A pretensão que os economistas tenham uma consciência maior que a população sobre as suas necessidades pode ser perigosa. Pelo que se saiba, eles não possuem poderes políticos importantes, necessitando se manter humildes.

Parece razoavelmente consensual que todos se mostram insatisfeitos com a evolução recente das exportações brasileiras, notadamente de produtos industriais, e que o total das mesmas foi beneficiado nos últimos anos pelo crescimento do resto do mundo, tanto em quantidade importada como nos preços determinados pelos mercados para as principais commodities exportadas pelo Brasil. Hoje, com as dificuldades mundiais, todos concordam que as exportações se tornaram mais problemáticas exigindo agora condições de competitividade internacional que não existem no Brasil para o setor industrial ou de serviços.

O aumento das despesas de custeio do governo não pode ser atribuído somente à vontade do Executivo, pois os gastos determinados pelo Legislativo e pelo Judiciário vêm se elevando, notadamente no que se refere aos com a previdência, que são sensivelmente mais elevadas no setor público do que as do setor privado. Também no número dos seus recursos humanos e seus níveis salariais no setor público são elevados, reduzindo a capacidade de investimento do setor público, não havendo um sistema adequado do seu controle que seja do conhecimento dos eleitores.

Se os setores empresariais, notadamente no segmento industrial, não conseguem das autoridades dos três poderes as condições que necessitam para serem competitivos, tudo indica que existem aperfeiçoamentos necessários na representação política, que acaba sendo de responsabilidade de todos.

Parece que há necessidade de maior pragmatismo no Brasil, pois as condições desejáveis de comportamento de todos os países não são as existentes. Colocou-se que pode haver uma redução dos custos da energia, sem se lembrar de que as explorações como o do óleo e gás do xisto não contribuem para a sustentabilidade global.

Muitos outros aspectos teriam que ser discutidos com maior profundidade, como porque a educação e o preparo dos recursos humanos não merece a prioridade no Brasil que muitos desejam. Mas, num programa de televisão, com tempo limitado, em vez de se conseguir avançar nestes entendimentos, parece que os telespectadores acabam ficando mais confusos.


2 Comentários para “Debate Sobre a Economia Brasileira no Globo News”

  1. Debate Sobre a Economia Brasileira no Globo News » Asia … | Brasil: Economia Global
    1  escreveu às 07:55 em 31 de Maio de 2013:

    […] Link: Debate Sobre a Economia Brasileira no Globo News » Asia … […]

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 16:54 em 31 de Maio de 2013:

    Obrigado pela menção.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: