Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Disputa do Mercado de Fast Food no Sudeste Asiático

24 de Março de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias | Tags: , , ,

Um interessante artigo de Elizabeth Rosen foi publicado no Nikkei Asian Review informando que empresas do Vietnã estão disputando o mercado regional dos consumidores jovens com as tradicionais de fast food norte-americanas. Com o aumento da intensidade dos usos dos meios eletrônicos nos mercados emergentes do Vietnã como em países vizinhos do Sudeste Asiático, empresas locais estão oferecendo refeições rápidas, ainda que com preços um pouco mais elevados, mas preservando os hábitos locais. Os restaurantes que servem enrolados, como os conhecidos rolinhos primavera, com ingredientes variados, ou tipos de macarrões asiáticos com sabores diferentes, dos tipos que ficaram conhecidos no Brasil como yakissoba. Suas instalações são hoje mais claras e limpas, fugindo dos tradicionais, ainda que muitos temperos sejam carregados nas pimentas.

Uma das cadeias destes restaurantes tem o nome de Wrap & Roll, e outra Nem Gion, e fazem uma leitura mais moderna dos tradicionais no Vietnã e na região do Sudeste Asiático, que também estão sendo apreciados no Ocidente. Mas, no momento, os planos cobrem cidades como Ho Chi Minh, Danang e Nha Trang, estendendo-se por Cingapura, Malásia, Filipinas e Taiwan. Estas culinárias são consideradas mais saudáveis e leves, ainda que mesmo o fast food do tipo servido no McDonald e KFC também procura se adaptar às novas preferências dos consumidores.

clip_image001

Customers enjoy a meal of spring rolls at a branch of Wrap & Roll in Hanoi. Photo: Nikkei Asian Review,

Muitos destes produtos são de origem chinesa, mas acabam recebendo uma adaptação regional, notadamente nos seus recheios, bem como os ingredientes utilizados. Acabam tendo uma apresentação mais leve, além de permitir variações nos seus invólucros para ficarem mais saudáveis. Muitos dos macarrões utilizados são produzidos a partir do arroz, havendo o uso de muitos legumes e verduras.

Mesmo que os preços ainda sejam superiores aos dos fast food norte-americanos, os consumidores acabam apreciando estes produtos que guardam os sabores originais da região, com novas leituras nas suas apresentações. O fato concreto é que sempre houve uma alimentação mais acessível às populações modestas em todas estas regiões, mas os que ficaram mais conhecidos no mundo globalizado são os mais refinados, inclusive que contribuíram para os chamados fusion com os franceses.

Com as publicidades efetuadas pelas conhecidas multinacionais, os adolescentes são influenciados pelos tipos de hambúrgueres mundiais, mas que acabam causando problemas como da obesidade que são mais danosos para os asiáticos, que costumam ter uma estrutura física diferenciada.

Muitos ocidentais imaginam que as sofisticadas culinárias asiáticas são de consumo diário, quando no cotidiano a população costuma utilizar os mais simples e baratos, onde muitos tipos diferentes de massas estão muito presentes, sendo que o arroz que é mais barato costuma ser utilizado, pois os trigos são mais custosos.

Também são utilizados muitos tipos de sopas com massas, como os de uma cadeia Pho24 vietnamita, que já conta com 70 pontos que se espalham pela Indonésia, Filipinas, Camboja, Hong Kong e Japão, bem como no Vietnã que é a sua base. Alguns grupos estão se fundindo, utilizando tecnologias que se comprovam mais eficientes.

Brevemente, estes tipos de fast food mais saudáveis e baratos estarão presentes em todo o mundo, pois seus sabores são apreciados por muitos povos, contando com apresentações que estão modernizadas.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: