Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Produzindo Arroz Com Água do Mar

9 de Abril de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002Uma notícia publicada por Xie Chuanjiao no China Daily informa que a China está efetuando um esforço concentrado para a produção de arroz tolerante à água do mar e terrenos fortemente salino-alcalinos existentes em muitas partes do mundo, inclusive no nordeste brasileiro.

Pesquisadores colheram uma variedade de arroz tolerante à água salgada em Qingdao, na província de Shandong, em setembro. Foto publicada no China Daily

Todos sabem que o arroz é um dos alimentos mais usados no mundo, notadamente na Ásia, onde existem muitas áreas que são carentes em água. Na China, as principais fontes de água estão no Himalaia e com os degelos corre pelos seus principais rios até a costa no Pacífico, mas está sendo transposta para o nordeste daquele país até para ser bebida pelos seres humanos. Tanto naquele país como em outros no mundo, inclusive no Brasil, dispõe-se de muitas áreas que contam com solos extremamente salinos e alcalinos, difíceis de serem aproveitados mesmo com irrigação, pois as águas salobras que vêm do subsolo acabam formando placas semelhantes ao mármore ou granito que implicam em custos extremamente elevados para serem removidos.

Os pesquisadores chineses estão concentrando suas pesquisas sobre 176 variedades de arroz dos cerca de 1 mil que suportam terras e águas salinas como do mar, tendo chegado a 9,3 toneladas por hectare em 2017, acima da média que o Brasil consegue no Rio Grande do Sul, que está estimado em 7 mil toneladas.

Formou-se na China o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Arroz Tolerante Salino-Alkali na província de Shandong. O centro está sendo liderado por Yuan Longping, considerado o pai do arroz híbrido na China. Como o arroz é produzido em diversas regiões daquele país, está sendo testado para diversas condições climáticas diferentes, bem como condições geológicas e de solo. Eles estimam que cerca de 13 a 20 milhões de hectares de solo salino-alcalino podem ser utilizados para a produção de arroz.

O arroz está sendo objeto de cooperação internacional, desde 1970, no International Rice Research Institute, cujas bases técnicas estão sendo utilizadas. Outros países como o Paquistão, o Japão, os Estados Unidos, o Reino Unido e a Austrália também pesquisam a produção de arroz. O Vietnã conseguiu uma variedade que produz quatro safras por ano.

Espera-se com todos estes esforços que nas próximas décadas a fome no mundo se torne coisa do passado.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: