Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Avanços na Biofarmacéutica no Mundo e no Japão

29 de novembro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Saúde, Tecnologia | Tags: , ,

Um interessante artigo acaba de ser publicado no jornal econômico japonês Nikkei. Refere-se aos novos avanços que estão ocorrendo no desenvolvimento de produtos farmacêuticos elaborados a partir de organismos vivos, ganhando maiores parcelas do faturamento das empresas do setor, já propiciando resultados. Os primeiros trabalhos começaram em 1980, baseados nas tecnologias de ponta da recombinação genética e cultivo das células, sendo que a francesa Sanofi-Aventis e a suíça Roche são as pioneiras.

A biomedicina chegou a 29% das vendas em 2009 nas 50 maiores vendedoras de produtos farmacêuticos, e sua era deve continuar por algum tempo, segundo importantes dirigentes destas empresas. No Japão, a Oncotherapy Science já está com uma vacina para certos tipos de câncer nos estágios finais de teste. Com suporte da indústria farmacêutica, ela já obtém lucros desde 2008. Visitei laboratórios japoneses, há décadas, que já produziam interferon, para o combate de determinados tipos de câncer, dominando a tecnologia da multiplicação de células, inclusive de produção de sangue humano.

laboratorio

O laboratório ImmunoFrontier está trabalhando em vacinas contra o câncer em seu laboratório em Tsu, Mie.

Leia o restante desse texto »


Produtos de Saúde Japoneses no Mercado Mundial

31 de agosto de 2010
Por: Kazuhiro Kurita | Seção: Saúde | Tags: , ,

Os produtos japoneses voltados à saúde estão pouco presente no mercado internacional, ainda que alguns sejam reconhecidos pelas suas qualidades. O jornal econômico Nikkei, num artigo do jornalista Seiji Munakata, publicado hoje com o título “Medical Device Aim at Giants”, informa que algumas empresas nipônicas mais conhecidas se preparam para exportar seus produtos, numa escala mais expressiva.

Depois de mencionar as cifras astronômicas de vendas de algumas empresas norte-americanas do setor, contrastando com as modestas dos japoneses, o artigo informa que empresas como a Terumo pretendem abastecer o mundo com um tipo especial de agulha, já utilizado entre os diabéticos, que não provocam dores e apresentam boas possibilidades de lucro.

Agulha indolor 

Leia o restante desse texto »