Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Pesquisa no Sudeste Asiático Mostra que Japão é Confiável

21 de Abril de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias, Política | Tags: , , | 2 Comentários »

Uma pesquisa de opinião efetuada pelo governo japonês utilizando uma empresa chamada IPSOS, de Hong Kong, nos países do Sudeste Asiático com os adultos informa que o Japão conseguiu a consideração mais favorável. Comparado com 10 outros países, como os Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, China, França, Alemanha, Índia, Nova Zelândia e Rússia, o Japão obteve a indicação de 33%. Foi seguida pelos Estados Unidos, que tiveram menos de sua metade, quando os demais não chegaram a um quinto. Os japoneses procuram fazer pesquisas semelhantes em diversos países para acompanhar a imagem que possui no exterior que de forma geral lhes é favorável.

Esta informação foi divulgada com base na notícia decorrente da agência Jiji e foi noticiado no jornal The Japan Times e possivelmente procura recuperar a autoestima que os japoneses possuem e que pode ficar abalada com a intensidade dos temas relacionados principalmente com a China e a Coreia do Sul, em decorrência dos problemas da Segunda Guerra Mundial, hoje destacados com as disputas territoriais e a onda nacionalista que alguns setores da opinião pública japonesa estão enfatizando. Mesmo com dados desta natureza, a presença das empresas japonesas no exterior não chega a ser mais expressiva possivelmente por duas décadas de estagnação e deflação, que não permitem uma política econômica externa clara.

sudeste-asia

A pesquisa também mostrou que os 11 países daquela região consideram que o Japão seria um importante parceiro do ASEAN – Associação dos Países do Sudeste Asiático, obtendo 65 por cento favoráveis para o Japão, seguido de 48 por cento para a China e 47 por cento para os Estados Unidos.

Este tipo de opinião faz com que o Japão conceda uma elevada prioridade para a expansão de suas atividades na região, principalmente quando comparado com outras regiões emergentes, inclusive a América Latina, que não vem apresentando um desempenho muito brilhante, notadamente no seu crescimento como mercado.

Nos países desenvolvidos, como os europeus e os Estados Unidos, a concorrência está mais acirrada. Na China, onde os japoneses efetuaram muitos investimentos, inclusive com transferências de tecnologias, lamentavelmente os problemas políticos continuam preocupantes. Mas procuram superá-los com entendimentos comerciais bem como fomento do intercâmbio, inclusive de turismo, procurando entender que as restrições são de alguns segmentos.

Muitos analistas e diplomatas de países importantes também não compreendem porque o Japão continua tomando atitudes como os de sua extrema direita, que acabam irritando as autoridades de países vizinhos, que não conta com o suporte de sua maioria.


2 Comentários para “Pesquisa no Sudeste Asiático Mostra que Japão é Confiável”

  1. Carlos Alberto
    1  escreveu às 21:48 em 22 de Abril de 2014:

    Sr. Paulo,
    Ficaria surpreso se resultado fosse diferente. Em qualquer lugar do mundo em que fosse feita a pesquisa, o Japão ficaria na frente, talvez com exceção na China e nas Coréias, onde o sentimento anti-japonês é utilizado como um ativo político pelos governos locais para esconder seus problemas.

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 02:10 em 23 de Abril de 2014:

    Caro Carlos Alberto,

    Obrigado pelo comentário.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: