Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

A Economia Frugal

10 de Fevereiro de 2015
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias | Tags: , ,

Inovações que estão ocorrendo com a chamada economia frugal, onde existem muitos serviços compartilhados e formas de fazer que dependem dos indivíduos utilizando instrumentos possíveis com a internet.

clip_image002clip_image004

Navi Radjou                                      Jaideep Prabhu

Navid Radjou é vencedor do Prêmio Inovação de 2013 e coautor do livro Inovação Frugal e Jaideep Prabhu, professor de Cambridge, também coautor do mesmo livro, escreveram um artigo no Project Syndicate sobre o assunto.

Estes dois autores informam que, em 1937, o economista Ronald Coase argumentou que as economias ocidentais estavam organizadas como uma pirâmide, com alguns grandes produtores na parte superior e milhões de consumidores passivos abaixo, com uma grande massa de custos intermediários. Com a internet está ocorrendo uma mudança radical desta estrutura.

Novos desafios estão sendo fornecidos por novos ecossistemas que permitem os consumidores eliminar muitos custos intermediários, o que vem sendo estimulado por uma crise financeira prolongada que se observa no mundo, reduzindo o poder de compra. Dois mecanismos estão provocando estas mudanças, com redes sociais horizontais de pessoa a pessoa e por plataformas do tipo faça por si, que formam a base da economia frugal.

Muitos exemplos estão citados no artigo que publicaram no Project Syndicate, como o compartilhamento de consumos, como vem ocorrendo no uso de táxis. Outros tipos de serviços também não necessitam contar com atendimento individual, mas podem ser utilizados, quando preciso usando os mesmos.

Os valores atribuídos pelo mercado para estas inovações são de muitos bilhões de dólares, não se restringindo somente aos transportes, mas a outros serviços como as hospedagens. Segundo eles, sem grandes investimentos adicionais, estes serviços estão aumentando rapidamente, notadamente na Europa.

Também as prestações de serviços pessoais estão sendo possíveis de serem promovidas à distância pela internet, fazendo com que muitos tenham condições de trabalhar em conjunto, sem que estejam numa empresa ou num espaço determinado.

Isto está permitindo que muitas pessoas imaginativas acabem inovando formas de atuar, estimulando uma economia frugal, de forma menos custosa e com clara eficiência, de uma forma sustentável, segundo estes autores. Na realidade, observa-se que muitas inovações estão sendo introduzidas nestas economias, deixando as formas tradicionais de atuação, exigindo que as autoridades também acompanhem estas mudanças, inclusive para a tributação destes trabalhos.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: