Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Política Chinesa Sem Improvisações

27 de Março de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Política | Tags: , , ,

clip_image002O site do Nikkei Asian Review acompanha com cuidado a evolução da política na China, este importante vizinho do Japão, que caminha para ultrapassar nas próximas décadas os Estados Unidos como o país mais relevante do mundo. Muitos se impressionaram com a ousadia de Xi Jinping, mas o seu braço direito Wang Qishan era possivelmente o único que sabia os passos que seriam dados pelo presidente, que já atingiu o status que somente Mao Tsetung teve.

O novo vice-presidente da China, Wang Qishan é possivelmente o único que pode tocar o presidente Xi Jinping pelas costas em público, dado o longo relacionamento que mantém com ele por muitas décadas

Um artigo de Katsuji Nakagawa foi publicado no site do Nikkei Asian Review informando quem é o vice-presidente Wang Qishan, considerado o braço direito de Xi Jinping, com quem já tem um relacionamento de cerca de meio século. Ele, que era o responsável pelo programa de combate à corrupção até o ano passado, foi aposentado com 69 anos e se tornou parlamentar. Agora é o vice-presidente da China, podendo participar de qualquer reunião da cúpula do governo, sendo provável que também cuidará de parte da política externa, inclusive com os Estados Unidos. Está se tornando o segundo líder daquele país, gozando de total confiança do presidente.

Quando Xi Jinping era jovem e ocorria a Revolução Cultural na China, sua mãe recomendou que ele fosse para o interior, apesar de seu pai ter sido um importante dirigente da elite política de então, o que era um risco. Foi para a pobre região de Liengjahe inicialmente entre 1969 a 1975, tendo sido acolhido logo depois em Kang Ping, nas proximidades da vila de Shaanxi, por nada menos que Wang Qishan, que tinha cinco anos mais que ele. Emprestou-lhe alguns livros para continuar estudando, tornando-se uma espécie de seu irmão mais velho.

clip_image003

Acomodação onde Wang Qishan acolheu Xi Jinping adolescente, em Kang Ping, proximidade de vila de Shaanxi, no Centro da China

Wang lhe deu suporte moral e ensinou-lhe como sobreviver nas condições duras daquela região naquela época da Revolução Cultural, aprofundando as relações entre eles, discutindo sobre o futuro da China. Wang acabou se casando com Yao Mingshan, filha de Yao Yilin, que foi vice-primeiro-ministro, tornando-se o que chamam de “princelings”, um relacionamento familiar com a elite do passado, como Xi Jinping, uma segunda geração dos líderes chineses.

clip_image005

Wang Qishan se tornou vice-presidente da China, informalmente um dos oito mais importantes daquele país, mas é um eventual substituto de Xi Jinping no seu impedimento

Muitos potenciais líderes futuros da China que partilharam da carreira do presidente foram surpreendidos pelas mudanças promovidas por Xi Jinping, mas tudo indica que Wang Qishan sabia das intenções dele. É evidente que podem ocorrer reações surdas da parte dos prejudicados, mas, no momento, a dupla Xi-Wang tem total controle da situação, tendendo aumentar o seu poder nos próximos anos, dentro de um ousado programa para levar a China para o topo do mundo.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: