Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Brasileiros Produzindo Queijo na China

9 de Abril de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002Muitos produtores brasileiros preferem atuar na China com suas novas empresas, diante das facilidades para instalação das mesmas, visando um mercado que continua introduzindo hábitos que não eram comuns naquele país.

Alessandro tem um convênio com fazendas chinesas que fornecem 250 kg de leite que processa mensalmente para produzir 150 kg de queijo. Foto publicada no artigo do site de O Globo

Eles começaram a trabalhar na China para exportar joias chinesas para o Brasil, a partir da cidade de Sherzhen há cerca de 10 anos, mas o negócio entrou em declínio com a crise econômica no Brasil. Ela já trabalhava com uma indústria de alimentos e decidiram comprar uma empresa chinesa visando produzir queijo brasileiro, do tipo de Minas, para o mercado local. Os chineses não possuíam o hábito do consumo de queijo, que eles apresentavam como era consumida no Brasil acompanhado com um doce como a goiabada.

Agora a pizza está sendo introduzida na China também, com o governo local estimulando o consumo do leite, do queijo e produtos que os utilizam. A expansão tem sido muito rápida e estes brasileiros se sentem seguros no país, considerando que existem muitas facilidades para a instalação de novas empresas para aproveitarem nichos que se ampliam rapidamente na China.

Hoje, já produzem o queijo tipo de Minas para serem consumidos com goiabadas, além da mussarela que é usada nas pizzas. Também a demanda do pão de queijo está se ampliando na Ásia, inclusive na China.

O gigantesco mercado interno chinês apresenta possibilidades para novos produtos havendo muitas experiências de brasileiros que aproveitaram as oportunidades locais. Têm sido frequentes casos que, começando no mercado local, acabam permitindo sua exportação para outros países vizinhos asiáticos.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: