Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Patisserie Francesa no Japão

15 de Maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias | Tags: , ,

Perdoem-me os franceses e os europeus, mas as melhores iguarias da pâtisserie francesa eu apreciei no Japão. Elas são mais leves, menos doces e utilizam menos manteigas, e contam com apresentações esmeradas. E eu, sempre que possível, as aprecio nos melhores estabelecimentos, tanto da França como da Áustria ou do Japão, que superam os de outros centros gastronômicos do mundo, para deleite e comparação. Mas, um artigo publicado Angela Erika Kubo no The Japan Times informa que novos aperfeiçoamentos foram efetuados, pois se dispõe agora na loja da Marunouchi Maison du Beurre a manteiga mais famosa do mundo, a secular Écheré francesa, que vem sendo utilizada nos doces mais sofisticados disponíveis no Japão, com a mesma qualidade, e evidentemente com os preços compatíveis.

Alguns chefs franceses não fazem concessões, costumam carregar na manteiga como no açúcar, não se adaptando ao mundo contemporâneo onde os consumidores se movimentam menos fisicamente, sofrendo problemas de excesso de açúcar ou gordura. No Japão, é uma questão cultural, e tanto os alimentos, bebidas como os doces contêm historicamente menos destes ingredientes. Os doces de qualidade equivalente e até superior dão prosseguimento às tradições japonesas, pois sempre foram acompanhamentos nas cerimônias como as de chá, ainda que em pequenos bocados. Os estabelecimentos que servem a melhor pâtisserie de origem francesa abundam por metrópoles como Tóquio e os japoneses são vidrados pelos produtos que consideram os melhores do mundo, principalmente de uma grife consagrada. E convenhamos, um pecadinho eventual, mesmo com um pouco mais de gordura, acaba tendo um sabor especial, principalmente quando acompanhado do melhor chá, na temperatura, nas louças e ambientes adequados.

clip_image001

Spreading it thick: Echire butter cakes at Tokyo’s Maison du Beurre are unlikely to sit on display for long, as the store makes a limited number each day. | ANGELA ERIKA KUBO

Leia o restante desse texto »


Inovações Tecnológicas no Japão Para Produtos de Consumo

11 de Maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias | Tags: , , ,

Muitos novos produtos que estão cogitados para serem lançados brevemente no mercado japonês procuram combinar tecnologias de mais de um setor, como está apresentado num artigo de Kazuaki Nagata, publicado no The Japan Times. Este site já se referiu a roupas que estão sendo lançadas pela NTT Docomo junto com a Toray, que utilizam uma fibra especial que permite transmitir informações sobre a saúde dos seus usuários, como a pressão arterial, bem como eletrocardiograma, além de outros dados dos pacientes. Também a Sony está lançando uma pulseira que, além de transmitir estas e outras informações sobre as atividades dos pacientes, armazena-as para conhecimento dos mesmos, para possíveis correções dos seus hábitos, como o aumento dos exercícios físicos ou brincadeiras com filhos ou netos.

Também a Tokyo Moff está lançando brinquedos de crianças que acrescentam sons para os seus movimentos, além de informarem os tempos utilizados para determinadas atividades, como o exagero no uso de aparelhos eletrônicos. Todas estas inovações enfrentam o problema do sigilo das informações quando transmitidas, uma preocupação que está se disseminando pelo mundo, dada a utilização inadequada dos mesmos para outras finalidades, que precisam ficar sobre o controle dos seus proprietários.

20140220_Toray_it

Leia o restante desse texto »


Japoneses Ajudando a Produzir Trigo Sarraceno nas Filipinas

30 de abril de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias | Tags: , ,

Algumas empresas japonesas estão ajudando os filipinos a produzirem o trigo sarraceno, também conhecido como trigo mourisco, nas Filipinas, na parte meridional da ilha de Mindanao visando exportar para o Japão. Este tipo de assistência técnica também visa criar uma alternativa de atividade econômica rentável para os que estão abandonando a guerrilha. Os japoneses são grandes consumidores do trigo sarraceno, na forma de macarrão conhecido como sobá, que apreciam quente e frio, que importam as matérias-primas dos Estados Unidos, da China e da Rússia. O Brasil também é um pequeno produtor deste produto, mas a sua exportação ainda é insignificante.

Das áreas para plantio que estão sendo experimentadas, as mais promissoras parecem estar ao nível de 1.200 metros de altitude, onde se encontram pequenas áreas com solos mais adequados. As variedades do trigo sarraceno também são diferentes, e as sementes de Kumamoto aparentam ser as mais promissoras, mas também foram experimentadas as de Miyasaki e Kagoshima. Já se consegue uma produtividade de 30 quilos por um quilo de sementes, quando no Japão chegam a 20 quilos. Existem áreas onde as experimentações já se repetem por 4 anos. Há cooperações com entidades de pesquisas do governo filipino.

clip_image002

O empresário Takeyoshi Sumikawa e o agricultor  filipino Kashan Panambulan conferem o plantio de trigo sarrraceno em Mindanao Island em Filipinas. Foto: The Japan Times

Leia o restante desse texto »


Condimentos Básicos da Gastronomia Japonesa

29 de abril de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias | Tags: , , ,

Um artigo ilustrativo foi elaborado por Nancy Singliton Hachisu e publicado no The Japan Times sobre a preparação de muitos ingredientes utilizados na gastronomia japonesa, principalmente os derivados da soja. Embora o arroz seja considerado o rei nesta culinária, a soja é considerada a rainha. Pequenos produtores artesanais de missô, de shoyu e tofu se espalham por todo o Japão, mas muitos estão fechando por não conseguirem concorrer com os supermercados que vendem produtos mais baratos produzidos em escala industrial. Eles também produzem o natto, soja fermentada, e picles que utilizam estes condimentos.

Vale a pena visitá-los, mesmo nos arredores de grandes metrópoles como Tóquio, na província de Saitama. Nestas localidades, a autora explica que existem também bons restaurantes que apresentam pratos baratos como mais sofisticados, muitos na forma de bentos, localizados em regiões de paisagens que aparentam ser jardins. Existem muitos tipos de tofus, como os conhecidos como seda, algodão, yuzu, gergelim, yuba, bem como missos conhecidos como do interior, arroz, cevada, feijão de soja, todos difíceis de serem obtidos no exterior. Em alguns estabelecimentos, é possível apreciar da sobreloja, através do vidro, os grandes barris de cedro em que são fermentados, alguns por mais de dois anos.

clip_image001

Preparo da soja em Yamaki Jozo, uma fábrica em Saitama, Foto: The Japan Times

Leia o restante desse texto »


Aproveitamento do Subsolo em Tóquio

13 de abril de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias | Tags: , ,

Na maioria das economias no mundo utiliza-se a construção civil para ajudar a recuperar a economia. No Japão, além da constante renovação de edifícios que para o padrão brasileiro ainda seriam considerados relativamente novos, está se planejamento o maior aproveitamento do subsolo na região metropolitana de Tóquio. Eles estão projetando verdadeiras avenidas do tipo de Champs-Elysées em Paris, com arborizações e tudo o mais, no subsolo da Capital, como no túnel que vai de Tsukiji (famoso pelo consagrado mercado de peixe) até Toranomon, próximo ao setor governamental daquela cidade. O que até agora ia até 40 metros de profundidade, com alguns andares subterrâneos visando principalmente o sistema metroviário e todas as lojas que procuram aproveitar o grande fluxo de pessoas, agora estão indo mais abaixo, dentro do que o Escritório de Desenvolvimento Urbano da Região Metropolitana do governo japonês está coordenando.

Estas vias de transporte subterrâneas estão separadas somente por 30 centímetros por onde passam os sistemas elétricos, que estão operando em conjunto com as empresas de gás, água e telecomunicações que correm por galerias. Para os turistas que não conhecem que existe uma verdadeira cidade abaixo da superfície, cheias de lojas, restaurantes e os mais variados estabelecimentos para atender as necessidades de alimentação e bebidas da população. As estações de metrô costumam contar com vias diretas para as grandes lojas de departamento, bem como edifícios de escritórios onde trabalham milhares de pessoas.

clip_image001

at Tokyo Station in August 2009. | REUTERS

Leia o restante desse texto »


Aproveitamento da Experiência dos Veteranos

9 de abril de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias | Tags: , ,

A Toyota vem sendo pioneira no estabelecimento de muitos sistemas de trabalho nas suas unidades fabris. Um artigo elaborado por Craig Trudell, Yuki Hagiwara e Ma Jie para a Bloomberg e publicado no The Japan Times informa sobre inovações na utilização da experiência dos operários veteranos da Toyota que estão sendo substituídos por muitos robôs nos trabalhos repetitivos. Os japoneses sempre deram importância para as experiências dos veteranos que ajudaram a gerar as tecnologias hoje utilizadas, com contribuições que vieram sendo acumulados ao longo do tempo. O diretor técnico da Toyota Mitsuro Kawai tem consciência de todas as habilidades manuais que vieram sendo desenvolvidas pelos operários, lembrando que os mestres eram considerados como deuses com suas experiências que eram transmitidas para os jovens.

Hoje, com o largo emprego da robótica, muitas tarefas repetitivas estão sendo efetuadas pelas máquinas, mas sempre ocorrem dificuldades que não conseguem ser superadas por elas que não pensam. O número de recall da indústria automobilística é elevado, resultando em altos custos para as empresas. Os operários sabem que existem tarefas que foram aperfeiçoadas pelos verdadeiros artesãos, com o desenvolvimento contínuo do nível de arte e habilidade, que nem sempre as máquinas conseguem executar. A Toyota, com o seu período de crescimento rápido, também acabou ficando com muitas dificuldades que estão procurando sanar.

KazuTJT

Leia o restante desse texto »


Aumento das Opções de Comestíveis Para a Alimentação

16 de dezembro de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias | Tags: , ,

Um artigo elaborado por Jun Hongo e publicado no The Japan Times informa que no Japão também está se aumentando as opções de seres que não estavam servindo senão como alimentos exóticos que já foram mais utilizados em algumas regiões do país. Novos livros de Shoichi Uchiyama, um entomologista (aqueles que utilizam insetos como alimentos), estão oferecendo novas opções, estimulado pela posição da FAO – Food and Agricutural Organization das Nações Unidas que reconhece que alimentos que já estavam sendo esquecidos devem ser utilizados para suprir as demandas de forma mais sustentável. Também no Brasil, o chef Alex Attala está estimulando o uso de alguns tipos, como de formigas, que faziam parte usual da alimentação de alguns brasileiros, e que estavam sendo esquecidos, voltando a ser utilizados como iguarias.

Já experimentei alguns tipos de grilos, que, devidamente temperados, aparentavam petiscos para acompanharem bebidas, tendo o sabor semelhante ao de camarões. Em Shinjuku, no edifício Kabukicho, aumentam todo ano os participantes do Mushi Fes (festival de insetos), que já eram utilizados nas áreas rurais de Nagano e Yamagata. A FAO informa que mais de 2 bilhões de habitantes do mundo utilizam alguns tipos de insetos para se alimentar, e que continua como uma espécie de tabu nas sociedades ocidentais. Três razões são apontados para a volta do seu uso em maior escala: os insetos contêm os nutrientes necessários para os seres humanos, incluindo vitaminas, gorduras, fibras e minerais; sua expectativa de vida é mais curta e as técnicas de seu cultivo exigem menos espaços que os gados, emitem menos gases de efeito estufa, e são mais amigáveis ao meio ambiente; e exigem menores investimentos para a sua criação.

ficha_01imagem_1305131368495795_g

Leia o restante desse texto »


A Incrível Coreia do Norte

11 de novembro de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias, Política | Tags: , ,

Uma inacreditável notícia foi publicada pelo The Japan Times com base nas informações provenientes da agência AFP informando que cerca de 80 execuções foram efetuadas nos últimos meses na Coreia do Norte, muitas pelo fato dos condenados serem acusados de assistirem a programas de TV contrabandeados da Coreia do Sul, que foi noticiado num jornal deste último país. O conservador Joong Ang Ilbo citou uma fonte não identificada, mas no mínimo um grupo de refugiados do norte confirmaram os rumores que dão credibilidade à notícia. A fonte familiarizada com os problemas internos da Coreia do Norte, que recentemente retornou daquele país, informa que as execuções ocorreram em sete cidades, no dia 3 de novembro último.

No porto leste de Wonsan, informam que as autoridades reuniram 10 mil pessoas para assistir às execuções de oito pessoas por um pelotão de fuzilamento, que foram feitas num estádio esportivo, com base na testemunha ao jornal. As informações informam que dramas sul-coreanos de televisão, que são populares inclusive no Japão, foram assistidos por estas pessoas, alguns envolvendo a prostituição. Wonsan como Pyongson foram designadas como zonas econômicas especiais para acolher investimentos estrangeiros, visando impulsionar a economia local.

Kim-Jong-un-009

Líder norte-coreano Kim Jong Un / Foto: KCNA/AFP/Getty Images

Leia o restante desse texto »


O Brasil Entrou na Moda

14 de setembro de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , , , ,

Um artigo publicado no The Japan Times, escrito por Junji Yamaguchi com base na nota distribuída pela agência Kyodo, informa que o Brasil virou moda no Japão, diante das notícias relacionadas com o país diante da Copa do Mundo de 2014. Uma churrascaria de nome Carioca, existente no bairro elegante de Aoyama, em Tóquio, de propriedade do ex-astro brasileiro de futebol Ruy Ramos, que ficou famoso na J League, ainda que pouco conhecido no Brasil, aumentou as suas vendas em 20%, com a picanha fatiada como costuma ser servida para os brasileiros. As notícias que aparecem sobre o Brasil na mídia japonesa diante da próxima copa estimulam que o país entre na moda japonesa, principalmente porque o Japão também está já classificado para esta competição.

Também o chá mate gaúcho está sendo consumido, inclusive pela Coca-Cola ter lançado na forma de um tea-bag, sendo que o seu consumo aumentou 18 vezes, diante do seu alto teor de cafeína. Suas qualidades estão sendo ressaltadas, ficando conhecido como uma salada líquida. Existem estabelecimentos de chá que estão servindo este produto. Nutricionistas estão recomendando o uso deste chá nas academias, informando que o produto combinado com exercícios leves reduz a ocorrência de doenças devido aos estilos de vida urbana.

caipirinha-8386caiubier_picanha_26012012

Leia o restante desse texto »


Possibilidades de Futebol Verde no Brasil

6 de dezembro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , ,

Se existe uma possibilidade de economizar 25% de viagens das equipes de baseball do Japão peninsular durante um campeonato, com todas as restrições necessárias, economizando energia e outros desgastes como o tempo, quanto mais no futebol brasileiro que exige deslocamentos num país de dimensões continentais. Um artigo publicado por Stephen Hesse no The Japan Times informa sobre um matemático canadense Richard Hoshino, de origem japonesa, que desenvolveu um sistema utilizando a informática que permite esta solução e está trabalhando no Japão.

O artigo informa que o cronograma do campeonato japonês de beisebol, que conta com duas ligas, a Central e do Pacífico, vem elaborando o mesmo manualmente, com muito trabalho. As viagens necessárias correspondem a quatro voltas pelo mundo. Muitos deslocamentos que poderiam atender os compromissos em cidades próximas ainda estão promovendo viagens que consomem mais combustíveis. Richard Hoshino, que está focado em soluções práticas que permitam atividades verdes, teria condições de elaborar um cronograma mais racional, atendendo todas as restrições como as necessidades de uso de algumas datas mais convenientes, segundo o artigo. A economia corresponderia a 70 mil quilômetros de deslocamentos.

cbf-9130japantimes

Leia o restante desse texto »