Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Turismo na China e Chinês no Exterior

12 de Janeiro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Economia e Política | Tags: , ,

logo turismo Também as autoridades chinesas reconhecem que o turismo ajuda na melhoria de sua imagem no exterior. Segundo a agência Reuters tanto o chefe do Conselho de Estado para Informações, Wang Chen, como o chefe da Administração Nacional de Turismo, Shao Qiwei, desejam fomentar o turismo de estrangeiros para a China. Também entendem que o turismo de chineses para o exterior deve continuar aumentando.

Para tanto, desejam trabalhar no sentido de efetuar a promoção indispensável. A agência Reuters entende que problemas com alimentos na China bem como os atritos com o Tibet e Xinjiang prejudicaram a sua imagem no exterior. O comportamento inadequado dos turistas chineses no exterior também preocupa estas autoridades.

Verificando-se nas livrarias especializadas, nota-se o aumento das guias de turismo na China, mostrando que muitos estrangeiros estão aumentando o seu interesse em visitar aquele país que vem impressionando com o seu desenvolvimento. Hoje, conta-se com uma infraestrutura adequada para atender uma grande massa de turistas, tanto com hotéis de categoria internacional como o sistema de transporte e assistência aos que desejam visitar os pontos mais atraentes daquele imenso país.

As facilidades disponíveis chegam a igualar-se aos dos países do mundo que mais recebem turistas estrangeiros. Evidentemente as dimensões chinesas, inclusive as distâncias, recomendam que alguns pontos sejam escolhidos, pois as atrações são muitas, com qualidades e custos diferenciados.

Quanto aos turistas chineses no exterior, que está aumentando num ritmo impressionante, as suas primeiras opções são as mais próximas da China, como o Japão, que atraem a curiosidade dos visitantes daquele país que melhoraram suas condições de vida. No entanto, como os que já visitaram outros países no passado, ainda estão pouco preparados, necessitando ser atendidos dentro de suas limitações.

Assim, no Japão muitas lojas, hotéis e restaurantes contam com cartazes em idioma chinês, bem como funcionários que estão capacitados a se entenderem com eles, mesmo precariamente. Como os norte-americanos ou japoneses nos seus períodos áureos, a massa dos turistas chineses com elevado poder aquisitivo comporta-se como se encontrassem nos seus países, com hábitos ainda inconvenientes, em muitos casos.

Ainda que existam alguns problemas, o intercâmbio via turismo vai permitir aumentar os conhecimentos recíprocos de chineses e estrangeiros.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: