Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Doces Japoneses Convenientes Para Dietas

14 de Maio de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Gastronomia | Tags: , , , | 6 Comentários »

clip_image001Muitos estrangeiros e mesmo japoneses ficam maravilhados quando visitam os subsolos das lojas de departamento no Japão, onde variados alimentos e até ótimos doces japoneses são apresentados, sendo saudáveis até para os que estão em dieta.

Doces japoneses conhecidos como yokan, deliciosos e saudáveis, para serem apreciados com o chá verde

Katheryn Gronauer mora no Japão e escreve regularmente sobre a culinária japonesa e seus artigos são publicados em jornais como o Japan Today. Quando chegou àquele país, estava com um ligeiro sobrepeso e ficou encantada com a culinária japonesa. Seu artigo sobre os doces japoneses vale uma leitura cuidadosa, pois atualmente ela está no peso adequado.

Apesar de haver muitas lojas onde produtos até de origem francesa foram adaptados às preferências dos japoneses, com menos açúcar e manteigas, são nos subsolos das lojas de departamento onde uma infinidade destes produtos é apresentada em diversos balcões permitindo as comparações interessantes. Além das apresentações impecáveis e atraentes, estes produtos são saudáveis, permitindo que sejam utilizados até por aqueles consumidores que estejam em dieta.

Um exemplo clássico é o chamado yokan, que basicamente é uma massa produzida do azuki, um tipo de soja que pode ser de diversas cores e misturados com outros ingredientes como o matchá, o chá em pó destinado para as cerimônias de chá. Ou com tipos de nuts ou frutas secas de variados tipos e origens. Os japoneses costumam apreciar estes produtos acompanhados do chá verde. Normalmente, são suaves em açúcar como praticamente não se utilizam gorduras como os contidos nas manteigas.

Outro ingrediente lembrado pela autora e muito utilizado pelos japoneses é o kanten, também conhecido como agar agar, que é um produto natural originário de algas e é utilizado para a produção de gelatinas, utilizando-se frutas e outros produtos como o yokan. Permitem uma apresentação atrativa e não contém praticamente nenhuma caloria.

clip_image003

O kanten é versátil e saudável usado em muitas gelatinas permitindo apresentações agradáveis

Outro ingrediente citado pela autora também utilizado em doces japoneses é o kuzu que é rico em fibras conhecido pela redução que provoca nas pressões sanguíneas, permitindo a produção do kuzukiri que é uma espécie de macarrão, numa espécie de sopa gelada, conveniente para o verão. Ou outros doces como o kuzumochi, mostram a versatilidade deste produto para a produção de variados doces japoneses, normalmente com baixo teor de açúcar.

clip_image004

Kuzumochi, bolinho que usa kuzu para dar uma apresentação atraente, que também é saudável permitindo a redução da pressão sanguínea

O gergelim é muito utilizado na Ásia para diversas finalidades, havendo a versão preta que pode até ser utilizada na produção de sorvetes, também apresentando qualidades convenientes para a saúde, como para a circulação sanguínea, contendo fibras, vitamina B, ferro e magnésio.

clip_image006

Sorvete de gergelim preto no Japão

Outro produto amplamente utilizado para as mais variadas finalidades no Japão é o azuki, que além dos doces também são parte de pratos salgados. É um tipo de feijão que apresenta todas as qualidades saudáveis da soja, sendo também uma fonte importante de proteína vegetal no Japão e praticamente em toda a Ásia. Quando uma pasta de azuki é preparada, passa a ser denomina anko, normalmente contendo um mínimo de açúcar, pois os sabores japoneses costumam ser sutis, sem nenhum exagero.

clip_image008

O azuki (um feijão soja) é transformado numa pasta que se chama anko, muito utilizado em variados doces japoneses, tanto tradicionais como adaptadas nos de origem estrangeira, sendo extremamente saudável

A autora chama ainda a atenção para um produto pouco conhecido dos brasileiros que se chama kinako, um pó que também tem origem na soja, com todos os seus benefícios. Versátil, complementa diversos doces japoneses, dando um toque que acaba os diferenciando dos demais doces japoneses.

clip_image010

O kinako sobre um bolinho doce japonês

No Brasil, as qualidades da culinária começaram a ser apreciadas com os sushis e sashimis, estando atualmente em destaque os diversos tipos de massas como os udons e sobás. Mas, aos poucos, começam ser apreciados também os doces japoneses, que além, de serem deliciosos, bem apresentados, também são saudáveis.


6 Comentários para “Doces Japoneses Convenientes Para Dietas”

  1. Simone Aparecida
    1  escreveu às 10:38 em 14 de Maio de 2018:

    O senhor deveria estar enaltecendo a culinária nacional.

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 03:40 em 15 de Maio de 2018:

    Cara Simone Aparecida,

    Sempre que possível vamos promover a biodiversidade brasileira e os produtos brasileiros que são saudáveis. Obrigado.

    Paulo Yokota

  3. José Carlos
    3  escreveu às 14:50 em 16 de Maio de 2018:

    Yokota:

    Como o senhor consegue permanecer educado e sereno com uma leitora como a Simone Aparecida?

  4. Paulo Yokota
    4  escreveu às 08:51 em 17 de Maio de 2018:

    Caro José Carlos,

    Sempre fui a favor do melhor aproveitamento da biodiversidade brasileira, e estou preparando um artigo sobre o assunto. Lamentavelmente os chefs brasileiros e internacionais pouco se interessam em divulgar algo que mesmo sendo saudável não apresenta dimensão para se tornar uma atividade rentável. Só temos poucos produtos como o açaí que ganhou dimensão internacional, mas que também exige alguns cuidados.

    Paulo Yokota

  5. Carlos Silva
    5  escreveu às 09:13 em 17 de Maio de 2018:

    Dr. Yokota:

    Diga-me, por favor, a opinião do senhor sobre os “doces japoneses” fabricados no Brasil. Daqueles que são vendidos, por exemplo, no bairro da Liberdade. Eu acho que eles estão com EXCESSO de açúcar.

  6. Paulo Yokota
    6  escreveu às 18:11 em 18 de Maio de 2018:

    Caro Carlos Silva,

    Realmente, estes doces japoneses no geral foram adaptados às preferências dos nikkeis brasileiros que preferem os que utilizam muito açúcar e bastante manteiga. No Japão, costumam ser mais leves, tanto os de origem europeia como os realmente de origem japonesa, principalmente os utilizados nas cerimônias de chá. São poucos os que são mais saudáveis. Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: