Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Investimentos Estrangeiros na África

23 de outubro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , , , | 2 Comentários »

O The Economist desta semana publica dois artigos importantes sobre a África. Um aponta as dificuldades que começaram a se manifestar na África do Sul, que representa 40% da economia daquele continente e outro mostra, num contraste, o boom econômico que está se observado na grande região subsaariana, com investimentos asiáticos bem como interesses brasileiros. Ao mesmo tempo, especialistas nestas regiões, como Jean-Michel Severino e Emilie Debled, publicam no Project Syndicate um artigo que indica que das dez economias mais rapidamente crescente em 2011, seis estão na África, enquanto a dívida externa do continente que era de 63% do PNB em 2000 caiu para 22,2% no ano passado e a inflação que era de 15% baixou para 8%.

Ainda que estes dados sejam impressionantes, eles, que são bem-vindos, exigem alguns cuidados nas suas apreciações. Muito deste crescimento está fortemente ligado ao petróleo e matérias-primas minerais, cujas receitas costumam estar concentradas em poucas mãos, e, na medida em que se observa o desenvolvimento, as tensões, como da África do Sul, acabam se expressando. Evidentemente, o continente pode ser considerado o último reduto onde a disponibilidade de recursos naturais, inclusive solos cultiváveis, é abundante, e muitos dos consumidores dos seus produtos estão interessados nos investimentos, com destaque para a China.

20121020_MAM948

Geograficamente, muitos países cabem no continente africano

Leia o restante desse texto »


O Luxo em Alguns Países Emergentes

15 de novembro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , , , | 2 Comentários »

Lamentavelmente, o processo de desenvolvimento acelerado da economia é acompanhado, na maioria dos países, por uma maior concentração da renda, como acontece na China e na Índia. O Brasil é uma honrosa exceção em decorrência dos resultados atingidos pelo governo Lula da Silva, que se concentrou na melhoria da distribuição de renda, com a substancial melhoria da situação das camadas mais pobres, ainda que os extremamente ricos tenham se beneficiado dos elevados juros e lucros financeiros, que estão entre os mais altos do mundo.

Algumas revistas brasileiras, como a Veja São Paulo, Edição Especial, com o seu Almanaque do Luxo, trazem informações impressionantes sobre os consumidores que chamam de AAA. Outras como Wish e especializadas em clientes de determinadas ruas que concentram lojas voltadas aos consumidores de altíssimo poder aquisitivo de São Paulo apresentam apreciáveis anúncios de produtos de luxo internacional. A Folha Online postou matéria sobre a expansão das lojas das grandes grifes nesta Capital. Para estas camadas parece que as dificuldades econômicas não existem.

 capa_wish capavejaspluxo-2191-1-bc-c5

Capa da Revista Wish e da edição especial de Veja São Paulo, Almanaque do Luxo

Leia o restante desse texto »


Preocupações Com a Distribuição da Renda

1 de Maio de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: , | 2 Comentários »

Em que pesem todas as disparidades existentes, a humanidade sempre aspirou por um mínimo de igualdade entre os seres humanos, objetivo pouco alcançado. Agora, os países asiáticos, depois de recuperados das dificuldades econômicas que afetaram a todos, voltam a concentrar suas atenções para o assunto.

É verdade que os processos de crescimento rápido têm sido acompanhados da piora de distribuição de renda. Os mais ágeis se apropriam de uma parcela maior de tudo que é gerado pelo trabalho coletivo, enquanto a massa dos menos qualificados acaba, mesmo com a melhoria do seu padrão de vida, ficando a uma distância maior dos privilegiados.

Leia o restante desse texto »


Distribuição de Renda nos Países Emergentes

2 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: ,

Um dos problemas mais complexos de política econômica na aceleração do desenvolvimento é a tendência para piora na distribuição da renda.  Isto vem ocorrendo na China, na Rússia e na Índia, sendo o Brasil uma das raras exceções, apesar de opiniões em contrário.

A maior escassez no desenvolvimento são empresários ágeis e recursos humanos de alta qualificação, e o preparo destes envolvem um processo demorado de educação e treinamento.  A escassez relativa acaba provocando uma rápida elevação do ganho de alguns segmentos, enquanto a massa de trabalhadores demora mais para incorporar melhorias de rendas reais.

Leia o restante desse texto »


Percepções Interna e Externa

3 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: , , ,

Acompanhando a evolução da economia brasileira, com um mínimo de isenção, sentem que existe uma diferença entre a percepção da opinião pública interna e a que o Brasil goza no exterior. É evidente que a próxima sucessão presidencial turva o ambiente dentro do país, mas existem fatos que não podem ser negados, mesmo pelos que são mais críticos ao governo.

As pesquisas de opinião mostram que o Presidente Lula da Silva continua desfrutando de um prestígio pessoal invejável e ele não almeja a sua reeleição. Algo raro num mundo conturbado, afetado por uma crise econômica com poucos precedentes. O que a oposição aponta é que isto ocorre com a transferência maciça de recursos para os menos necessitados. No exterior, o combate à fome e a melhoria na distribuição de renda, mesmo com custos elevados é considerado um grande mérito.

Nos planos de governos passados, sempre se colocou como um dos objetivos a melhoria na distribuição de renda. Mas ninguém ousou tomar medidas concretas para que isto ocorresse, esperando que o desenvolvimento provocasse algo neste sentido, melhorando a qualidade de vida de todos. Hoje se constata que um crescimento acelerado tende a piorar a distribuição de renda, mesmo em países ditos socialistas como a China.

Leia o restante desse texto »